Show simple item record

dc.contributor.authorFernandes, Vanessa de Andradept_BR
dc.contributor.otherKolm, Hedda Elisabethpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Campus Pontal do Paraná - Centro de Estudos do Mar. Curso de Graduação em Oceanografiapt_BR
dc.date.accessioned2022-06-27T11:21:38Z
dc.date.available2022-06-27T11:21:38Z
dc.date.issued2009pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76589
dc.descriptionOrientadora: Hedda Elisabeth Kolmpt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Centro de Estudos do Mar, Curso de Oceanografia com Habilitação em Gestão Ambiental Costeirapt_BR
dc.description.abstractDiversos fatores, como a temperatura, salinidade, disponibilidade de matéria orgânica, condições hidrodinâmicas (correntes), natureza das partículas (tamanho do grão), e a presença da microbiota competitiva condicionam a presença de bactérias no sedimento. Entretanto, geralmente a quantidade de bactérias heterotróficas nas camadas superficiais do sedimento é maior do que na coluna d'água, devido à grande quantidade de matéria orgânica ali depositada, e ao maior número de partículas favorecendo sua fixação. A fim de fornecer informações básicas e levantar questões para futuros estudos e monitoramento dos ambientes de praias arenosas, este trabalho teve como objetivo avaliar a distribuição espaço temporal de bactérias heterotróficas, biomassa bacteriana, coliformes totais e Escherichia coli, em sedimentos superficiais arenosos na desembocadura da Gamboa do Olho d'Agua, em Pontal do Paraná. Para isso, foram avaliados, a temperatura, umidade, granulometria, teor de carbonato e matéria orgânica dos sedimentos, salinidade e pH da água intersticial, precipitação e radiação solar. Os resultados foram avaliados através da Análise de Variância (ANOVA). Para identificar as principais fontes de variabilidade nas comunidades bacterianas foi realizada uma Análise dos Componentes Principais. Os resultados mostraram que a maior densidade de bactérias heterotróficas e de sua biomassa ocorreu em janeiro, coincidindo com o maior número de turistas na região e maiores níveis de radiação solar. As concentrações de coliformes totais e E. coli tiveram picos em novembro e janeiro no transecto B (próximo à gamboa). Esse período também foi o de menores níveis de pluviosidade. Os resultados indicaram a importância dos parâmetros sedimentológicos na quantificação de bactérias e consequentemente, no estabelecimento de Indices de referência de microrganismos indicadores de contaminação orgânica por esgotos em praias arenosas, visto que estas podem servir como um reservatório de bactérias indicadoras de poluição fecal (Escherichia coli) no periodo de maior demanda turística. Portanto, torna-se necessária a implementação de programas de monitoramento não apenas da água (balneabilidade), mas de sedimentos, para garantir que a população não esteja sujeita a algum tipo de contaminação bacteriana enquanto utiliza a praia. Palavras-chave: Bactérias heterotróficas totais, coliformes totais, Escherichia coli.pt_BR
dc.format.extent72 f. : il.color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectBactériaspt_BR
dc.subjectEscherichia colipt_BR
dc.subjectOceanografia biológicapt_BR
dc.titleDistribuição espaço-temporal do bactériobentos em sedimentos superficiais arenosos na Gamboa do Olho D'Água, Paraná - Brasilpt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record