Show simple item record

dc.contributor.advisorSimioni, Renata, 1985-pt_BR
dc.contributor.authorAlves, João Itimurapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Medicina do Trabalhopt_BR
dc.date.accessioned2022-06-24T12:52:31Z
dc.date.available2022-06-24T12:52:31Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76586
dc.descriptionOrientador: Dra. Renata Simionipt_BR
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Medicina do Trabalho.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A Síndrome do Desfiladeiro Torácico (SDT) é uma condição clínica originada pela compressão de estruturas neurovasculares na região entre a fossa supraclavicular e a axila. As estruturas passíveis de compressão são o plexo braquial e os vasos subclávios. A principal origem da doença são lesões traumáticas agudas, com importante participação dos traumas de alta velocidade. As primeiras associações com a saúde ocupacional ocorreram nas décadas de 70 e 80 em trabalhadores de linha de montagem industrial. Existem três formas de apresentação da síndrome: neurogênica, arterial e venosa. Embora separadas didaticamente, as três variantes se confundem na apresentação clínica. A evolução crônica da condição constitui um desafio para o manejo da relação entre o paciente e o seu posto de trabalho. Esta revisão de literatura se propõe a apresentar as principais características clínicas da síndrome. Foram avaliados artigos das bases PubMed, Scielo, Bireme e Lilacs, publicados entre 1956 e 2019.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSaúde e trabalhopt_BR
dc.titleAvaliação clínica da síndrome do desfiladeiro torácicopt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record