Show simple item record

dc.contributor.advisorBoschilia, Roseli, 1952-pt_BR
dc.contributor.authorErcole, Bruno, 1989-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Históriapt_BR
dc.date.accessioned2022-06-06T13:48:54Z
dc.date.available2022-06-06T13:48:54Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76268
dc.descriptionOrientador(a): Prof(a). Dr(a). Roseli Terezinha Boschiliapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa : Curitiba, 11/03/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente dissertação tem por objetivo analisar a construção da identidade étnica no bairro italiano de Santa Felicidade - Curitiba, PR -, através da narrativa memorialística registrada em diversos momentos ao longo dos cem primeiros anos de sua história - de maneira mais específica, textos publicados nos anos de 1908, 1949, 1958 e 1978. Nestas obras, são explorados quatro eixos temáticos, considerados mais pertinentes para a pesquisa: experiência migratória; religião; trabalho; e vida social/ familiar. A colônia foi estabelecida em 1878 por imigrantes oriundos do Vêneto - região localizada no norte da península Itálica -, que trouxeram consigo na bagagem as suas particularidades: língua, cultura, alimentação, religião, e experiência laboral de campesinato. Objetiva-se entender como os relatos transmitidos pelos textos que compõem as fontes desta pesquisa acabam por contribuir para a construção e transmissão de uma identidade italiana no selecionado recorte temporal, que se estende de 1878, ano da fundação da colônia, até 1978, quando da celebração de seu primeiro centenário - momento no qual observa-se grande interesse pela localidade, incluindo-se a intervenção da prefeitura municipal visando exploração do seu potencial turístico. Procura-se entender as transformações pelas quais a identidade de Santa Felicidade passou ao longo de seus cem primeiros anos, e quais foram as forças que exerceram influência sobre ela - religião, trabalho, cultura, sucesso econômico. Para tanto, recorre-se ao conceito de memória - conforme discutido pelo antropólogo francês Jöel Candau - no que tange, principalmente, sua relação com a identidade, para que se possa tentar entender a conformação de uma identidade étnica para o bairro de Santa Felicidade - cuja população é tratada aqui como um grupo étnico, conforme definido por Fredrik Barth. Espera-se, também, explorar a construção e perpetuação de mitos fundadores acerca da localidade nas referidas obras de cunho memorialístico.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present dissertation has as its objective to analyze the construction of the identity in the Italian neighborhood of Santa Felicidade - Curitiba - PR - through the memorialist narrative registered in various moments throughout the first hundred years of its history - specifically, texts published in the years of 1908, 1949, 1958 and 1978. In this works, four angles, considered more pertinent for the research, are explored: migration experience; religion; work; and social/ family life. The colony was established in 1878 by immigrants from Veneto - region in the North of the Italian Peninsula - who brought with them their particularities: language, culture, food, religion, and laboral peasantry experience. It is aimed to understand how the stories transmitted by the texts which compose the sources of this research end up contributing for the construction and transmission of an Italian identity in the selected temporal frame, which extends from 1878, year of the establishment of the colony, to 1978, the celebration of its first centenary - moment in which it is observed great interest for the place, including the intervention from the city aiming the exploitation of its touristic potential. It is aimed to understand the transformation experienced by the colony's identity over its first hundred years, and which were the forces that exerted influence over it - religion, work, culture, economical success. For that, it was used the concept of memory - as discussed by the French anthropologist Joël Candau - in what refers, mainly, to its relation with identity, so to allow and attempt to understand the formation of an ethnical identity for Santa Felicidade Neighborhood - whose population is treated here as an ethnic group, as defined by Fredrik Barth. It is also desired to explore the construction and perpetuation of founding myths about the place in the referred memorialist texts.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectItalianos - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectImigrantes - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectMemória coletivapt_BR
dc.subjectIdentidade socialpt_BR
dc.subjectSanta Felicidade (Curitiba, PR) - Históriapt_BR
dc.subjectHistóriapt_BR
dc.titleNovas gerações, velhas histórias : a memória imigrante e seu papel no estabelecimento da identidade italiana em Santa Felicidade (Curitiba, 1878-1978)pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record