Show simple item record

dc.contributor.advisorPanobianco, Maristela, 1971-pt_BR
dc.contributor.authorRomanoski, Vanessa Silva, 1995-pt_BR
dc.contributor.otherVieira, Elisa Serra Negrapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Produção Vegetalpt_BR
dc.date.accessioned2022-08-04T15:11:10Z
dc.date.available2022-08-04T15:11:10Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/75896
dc.descriptionOrientadora: Profa Dra Maristela Panobianco Vasconcellospt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Dra. Elisa Serra Negra Vieirapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Produção Vegetal. Defesa : Curitiba, 11/02/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O mogno africano (Khaya grandifoliola C. DC.) é uma espécie florestal que apresenta excelente qualidade madeireira, em virtude das características de estabilidade dimensional e trabalhabilidade, o que contribuem para o seu elevado valor no mercado internacional. A espécie tem sido também bastante utilizada em sistemas de integração lavoura, pecuária e floresta (ILPF) e na fabricação de movelaria de luxo, instrumentos musicais, construção naval, lenha e produção de carvão. Com a crescente demanda por sementes viáveis para atender programas de conservação e produção florestal, tem-se observado a necessidade de estudos sobre a capacidade de armazenamento dessa espécie florestal. O objetivo deste trabalho foi determinar o potencial de armazenamento de sementes de Khaya grandifoliola C. DC., testando-se diferentes ambientes e embalagens. Foram determinados, inicialmente, o teor de água das sementes (método de estufa, a 105 ± 3 ºC, por 24 horas); a germinação e o comprimento de plântulas. Para o estudo de armazenamento, foram testados dois ambientes - câmara fria (6 °C e 72 % UR) e ambiente de laboratório (16 °C e 73 % UR); duas embalagens (polietileno e vidro); três períodos de armazenamento (72, 144 e 216 dias). As variáveis analisadas durante o armazenamento foram: teor de água, porcentagem de germinação, índice de velocidade de germinação (IVG) e comprimento de plântulas. A análise estatística foi baseada na utilização dos Modelos Lineares Generalizados (MLG), por meio da utilização do Critério de Informação de Akaike (AIC). As médias dos dados foram comparadas pelo teste de Tukey, com significância de 0,05. Pelos dados obtidos conclui-se que as sementes de mogno africano armazenadas em ambiente de câmara fria (6 °C e 72 % UR), em embalagem de polietileno, mantiveram a sua qualidade fisiológica por um período de 216 dias.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The African mahogany (Khaya grandifoliola C. DC.) is a forest species with excellent logging quality due to its dimensional stability and workability, which contribute the high cost in the international market. It is used in integrated crop-livestock-forest systems (ICLFS), and in the luxury furniture manufacture, musical instruments, shipbuilding, firewood and coal production. The increasing demand for viable seeds to conservation programs and to forest production promotes studies on the forest species storage constraints, especially the African mahogany which has no information. The objective of this work was to determine the storage potential of Khaya grandifoliola C. DC. seeds by testing different environments and packaging. Thus, we aiming to contribute to the expansion of the production of seedlings in Brazil. The seed water content was initially determined (stove method, at 105 ± 3 ºC, for 24 hours); the germination (four plastic boxes containing vermiculite substrate with 50 seeds, in a germinator at 25 °C, with 12 h photoperiod); and the seedlings length. For the storage essay: (a) two environments - cold chamber (6 °C e 72% HR) and laboratory (16 °C e 73% HR); (b) two packages (polyethylene bags and glass); (c) three storage periods (72, 144 and 216 days). The variables analyzed were water content, germination percentage, germination rate index (GRI) and seedling length. For the statistical analysis, was based on the of Generalized Linear Models (LGM), through the use of the Akaike Information Criterion (AIC). The data averages were compared by the Tukey test, with significance of 0.05. The results indicates that the African mahogany seeds stored in a cold chamber environment (6 °C and UR 72%), in polyethylene packaging maintained their physiological quality for a period of 216 days.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.titlePotencial de armazenamento de sementes de mogno africano (Khaya grandifoliola C. DC.)pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record