Show simple item record

dc.contributor.advisorLuchese, Augusto Vaghetti, 1979-pt_BR
dc.contributor.authorSilva, Lucas Senor da, 1993-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Palotina. Curso de Graduação em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2022-05-01T13:15:50Z
dc.date.available2022-05-01T13:15:50Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/75439
dc.descriptionOrientador: Augusto Vaghetti Luchesept_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Palotina, Curso de Graduação em Agronomia.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : O fósforo é o elemento que apresenta uma íntima relação com o solo, ficando sua disponibilidade para as plantas vinculada a vários fatores que afetam na sua fixação aos óxidos existentes no solo. Um destes parâmetros está relacionado a adição de ácidos orgânicos no sistema que pode ser proveniente da decomposição de plantas de cobertura. Buscando verificar a relação entre a adsorção de fósforo em relação à variação de plantas de cobertura diferentes dentro de uma variação temporal foram coletadas amostras de solo, na profundidade de 0-5 cm, de um experimento com diferentes tipos de plantas de cobertura e algumas consorciação destas (Aveia Preta, Azevém, Centeio, Tremoço Branco, Ervilhaca Comum, Nabo Forrageiro, Aveia + Ervilhaca e Aveia + Ervilhaca + Nabo), constando de 3 repetição para cada uma das plantas ou consórcio, semeados em 12/05/2011 e manejados 112 DAS (01/09/2011) e semeadura de milho 11 dias após o manejo. As amostras de solo foram coletadas aos 15, 30, 45, 60 e 90 dias após o manejo dos materiais no mesmo período de coleta de litter bags que foram utilizados para avaliar a decomposição dos materiais. As amostras coletadas foram inicialmente congeladas e posteriormente descongeladas secas, moídas e peneiradas. Para a realização das isotermas definiu-se 7 doses de fósforo: 0, 20, 40, 80, 120, 160 e 200 mg L-1 de P, onde utilizou-se fosfato de potássio como fonte de P, dissolvido em uma solução de KCl 0,01 mol L-1 . As quantidades de fósforo adsorvidas foram determinadas por diferença entre as concentrações iniciais e as concentrações de equilíbrio das soluções. Os valores das concentrações de equilíbrio e os respectivos valores de P adsorvidos foram submetidos ao ajuste da isoterma de Langmuir. A análise de variância apontou relação da capacidade máxima de adsorção de fósforo com o efeito temporal, não demonstrando influencia da espécie cultivada. O P-disponível mostrou significativo para ervilhaca, tremoço, azevém e nabo. O tremoço apresentou melhores resultados na relação com os dias, tendo melhores taxas de liberação de P. Sendo assim, o efeito temporal foi mais atenuante na CMAP e plantas dicotiledôneas têm melhor decomposição e liberação de P.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.titleInfluência da decomposição de diferentes plantas de cobertura na adsorção de fósforo em solo argilos.pt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record