Show simple item record

dc.contributor.advisorDieter, Jonathan, 1984-pt_BR
dc.contributor.authorDelai, Thiago Luis, 1993-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Palotina. Curso de Graduação em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2022-05-01T13:03:30Z
dc.date.available2022-05-01T13:03:30Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/75427
dc.descriptionOrientador: Jonathan Dieterpt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Palotina, Curso de Graduação em Agronomia.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : A suinocultura é uma atividade econômica que vem crescendo no Sul do país, aumentado também a quantidade de dejetos que possuem alto potencial de poluição. Geralmente o destino final da água residuária da suinocultura tem sido seu uso como fertilizante, proporcionando aumento na produtividade de grãos e economia em adubação química para o produtor rural, porém, quando manejado de forma incorreta pode causar danos ao ambiente, principalmente a parte física, química e biológica do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento da meso e macrofauna do solo sob diferentes doses de água residuária (ARS) e adubo químico, avaliando a riqueza e abundância da fauna edáfica nos diferentes tratamentos. O estudo foi realizado em Toledo - PR, e o solo foi caracterizado como Latossolo Vermelho Eutroférrico. Foram aplicadas quatro doses de ARS: 0, 25, 50, 100 m3 ha-1 e 206 kg ha-1 de adubo químico na formulação 8-20-20 de NPK, os tratamentos foram realizados na cultura do milho e milho em consórcio com braquiária, com três repetições, totalizando 30 parcelas de 10,8 m2 , utilizando o delineamento em parcelas sub-divididas. Foi realizado outro tratamento na mata nativa da propriedade para comparar a comunidade de uma área estável com a área agricultável que é considerada modificada. A captura dos insetos ocorreu no período de enchimento de grãos, com armadilhas de solo tipo Pitfall, sem atrativos e os insetos foram classificados no nível de ordem. Os resultados obtidos foram rodados em programa computacional de estatística multivariada. A riqueza de ordens encontrada na mata nativa foi inferior ao esperado e os tratamentos no milho e milho com braquiária não apresentaram diferença significativa. Os tratamentos com diferentes doses de ARS e adubo químico apresentaram diferença significativa para a riqueza de ordens e não apresentaram diferença significativa para abundância. O tratamento testemunha com 0 m3 ha-1de ARS apresentou menor interferência sob a fauna edáfica. Entre os outros tratamentos com ARS a dose de 100 m3 ha-1 proporcionou melhor equilíbrio de abundância e riqueza dentre os tratamentos. Os resultados obtidos demostraram que a fauna edáfica tem seu comportamento afetado com as diferentes doses de ARS.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectBiologia do solopt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.titleComportamento da meso e macrofauna do solo com diferentes doses de água residuária de suinocultura na cultura do milho e milho com braquiária.pt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record