Show simple item record

dc.contributor.advisorCurado, Marcelo Luiz, 1972-pt_BR
dc.contributor.authorSantos, Leandro Pereira dospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Graduação em Ciências Econômicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-04-19T20:25:14Z
dc.date.available2022-04-19T20:25:14Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/75149
dc.descriptionOrientador: Marcelo Luiz Curadopt_BR
dc.descriptionMonografia(Graduaçao) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Curso de Ciencias Econômicaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A Discussão em torno de quais fatores interferem mais nas variações de risco soberano de um país são freqüentes e intensas. O risco país é um índice que mede o spread, ou seja, o quanto a mais o mercado está cobrando para adquirir um título soberano de uma nação em relação a um título de mesma maturação dos EUA. Vários são os trabalhos que buscam o entendimento sobre quais variáveis, sejam elas internas ou externas ao país, pesam mais como condicionantes das variações do risco país. Seguindo esta linha, o presente trabalho tem como objetivo tentar identificar quais as variáveis que mais influenciaram as variações do risco Brasil no período de 1994 a 2003. Ao se analisar a evolução no período, tanto dos indicadores internos quanto o cenário externo, percebe-se que este último teve um papel mais destacado, pois os picos de elevação do risco coincidem com crises externas, ao mesmo tempo em que os fundamentos internos não apresentam grandes variações.pt_BR
dc.format.extent48 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectRisco (Economia)pt_BR
dc.titleA evoluçao do risco Brasil de 1994 a 2003pt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record