Show simple item record

dc.contributor.advisorNaliwaiko, Katya, 1976-pt_BR
dc.contributor.authorLima, Malu Cristina de Araujo Montoro, 1972-pt_BR
dc.contributor.otherFernandes, Luiz Cláudio, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecularpt_BR
dc.date.accessioned2022-03-09T19:56:31Z
dc.date.available2022-03-09T19:56:31Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/73631
dc.descriptionOrientadora: Prof. Dra. Katya Naliwaikopt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Luiz Claudio Fernandespt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Defesa : Curitiba, 02/07/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 115-133pt_BR
dc.description.abstractResumo: A Organização Mundial da Saúde reportou em 2019 que a população mundial de pessoas com idade superior a 65 anos era superior a 700 milhões. Estima-se que esta parcela da população tenha crescido de 6% em 1990 para 9% em 2019 e que possa chegar a 16% da população mundial em 2050. O processo de envelhecimento provoca alterações morfofuncionais em vários tecidos, entretanto seus efeitos sobre a musculatura esquelética são perceptíveis, pois se refletem em perda da massa e função muscular. Na busca por melhorar a qualidade de vida da população idosa, assim como sua autonomia, diversas estratégias têm sido empregadas para minimizar o declínio muscular esquelético. Neste sentido estratégias não farmacológicas como o treinamento resistido e a suplementação com ácido graxo ômega-3 têm sido utilizadas para prevenir ou controlar as alterações na musculatura esquelética decorrentes do envelhecimento. Neste trabalho investigamos como o envelhecimento afeta os parâmetros bioquímicos, celulares dos músculos sóleo e extensor digital longo (EDL) e suas relações com a função muscular, em ratos Wistar de 9, 13 e 17 meses. Avaliamos o efeito de 8 semanas de exercício resistido (ER), 8 semanas de suplementação com óleo de peixe, rico em omega-3 (OP) e a associação de ambos sobre estes parâmetros. Os animais foram distribuídos em quatro grupos experimentais: grupo sedentário (S), grupo suplementado (OP), grupo exercitado (EX) e, grupo exercitado suplementado com OP (EOP). O treinamento resistido foi realizado 3 vezes por semana e a suplementação diária com 1,0 g/kg de OP. Após estes procedimentos, estes grupos foram eutanasiados e foram determinados os marcadores bioquímicos de danos celulares, parâmetros morfofuncionais pelo emprego de citoquímica e microscopia de luz, da massa e comprimento muscular, massa corporal e força de resistência máxima. Os resultados mostram que durante o envelhecimento, no grupo sedentário houve aumento das concentrações de marcadores de danos celulares, que se refletiram em alterações bioquímicas e metabólicas nos músculos estudados, bem como na redução da força de resistência máxima. Nos grupos EX, OP e EOP encontramos que o exercício e a suplementação foram capazes de melhorar a força de resistência máxima, entretanto seus efeitos, em nível celular, são diferentes. Nenhuma das estratégias foi capaz de gerar hipertrofia, mas foi capaz de recuperar a força dos animais. No grupo EX encontramos aumento de danos celulares e modificação das características metabólicas das fibras do EDL. No grupo OP houve redução de danos bioquímicos e preservação das características metabólicas das fibras. A associação das duas estratégias (EOP) permitiu identificar efeitos semelhantes, entretanto o comportamento das variáveis manteve-se mais próximo do grupo OP. Os resultados sugerem que exercício resistido e suplementação atuam por mecanismo distintos no controle do processo de envelhecimento musculoesquelético.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: World Health Organization reported in 2019 that 700 million people worldwide were 65 years old. In 1990 grew from 6% to 9% e it has been estimated will be 16% in 2050. Ageing process causes morpho functional alterations in several tissues, however its effects on skeletal muscle are more pronounced due to muscle mass loss and function. Seeking better improvement in quality of life some strategies have been used to delay skeletal muscle decline. To do so non-pharmacological strategies such as resistance training (RT) and n-3 omega fatty acids have been used to prevent or control alterations in the skeletal muscle in ageing. Here we investigate the effect of ageing on biochemical parameters, cell and function of soleus and EDL muscles and their relations with loss of functionality in rats 9, 13 and 17 months old. We investigate the effect of 8 weeks of RT, 8 weeks under fish oil (FO) supplementation and both strategies associated on these parameters. The animals were set into 4 groups named sedentary (S), FO supplemented (FO), exercised (EX) and exercised and FO supplemented (EFO). RT was done 3 times per week; FO supplementation daily with 1.0 g/day. At the end of 8 weeks the animals were killed and we determined biochemical markers of cell damage, morpho functional parameters by using cytochemical and optical microscopy, muscle length and mass, body weight and maximal resistance force (MRF). In the S group we found increase in the concentration of damage cell biomarkers leading to biochemical and metabolic alterations in both muscles studied, as well as reduction in the MRF. In the EX, OP and EOP groups we found that exercise and FO improved MRF, however their effects, at cellular level, are quite different. None of strategies cause hypertrophy but were able to restore force in both groups. In the EX group there were increase in the cellular damages and modification in the metabolic characteristic of EDL fibers. In the OP group there was a reduction in the biochemical damages and the metabolic characteristics of EDL fibers were preserved. Association of both strategies (EOP) caused similar effects of those isolated however they were more similar to OP supplementation. The results suggest that resistance exercise and supplementation act by different mechanisms to control the musculoskeletal aging process.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (134 p.) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEnvelhecimentopt_BR
dc.subjectTreinamentopt_BR
dc.subjectÁcidos graxos Ômega-3pt_BR
dc.subjectSistema musculoesqueléticopt_BR
dc.subjectVelhicept_BR
dc.subjectMorfologiapt_BR
dc.titleEfeito da suplementação com óleo de peixe e do exercício resistido na modulação de alterações celulares decorrentes do processo de envelhecimento musculoesquelético em ratos wistarpt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record