Show simple item record

dc.contributor.advisorGoldenberg, Renato, 1968-pt_BR
dc.contributor.authorFernandez-Hilario, Robin, 1988-pt_BR
dc.contributor.otherMichelangeli, Fabián A., 1970-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Botânicapt_BR
dc.date.accessioned2022-06-22T14:11:32Z
dc.date.available2022-06-22T14:11:32Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/73393
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Renato Goldenbergpt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Fabián A. Michelangelipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Botânica. Defesa : Curitiba, 30/09/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A tribo neotropical Merianieae (Melastomataceae) agrupa taxa com frutos capsulares, anteras com apêndices dorsais e sementes predominantemente piramidais. Dentro de essa tribo, o gênero Meriania Sw. compreende 121 espécies de arbustos e arvores (ou ocasionalmente lianas) que ocorrem desde o sul do México e das Grandes Antilhas até o sudeste do Brasil e a Bolívia. Meriania é tradicionalmente caracterizado por apresentar cálice com lóbulos conspícuos ou cálice caliptrado com deiscência regular, irregular ou circuncisa e poro da antera geralmente em posição dorsal. No Peru, Meriania está representado por espécies que crescem principalmente em florestas de altitude, entre 1500 e 2800 metros. Além disso, ainda não existe nenhum estudo taxonômico completo com ilustrações, chaves e descrição de Meriania para o Peru. Neste estudo começamos a revisão taxonômica do gênero Meriania para o Peru com objetivo de definir limites morfológicos interespecíficos, esclarecer afinidades entre as diferentes espécies e circunscrição do gênero. Ademais, também foi avaliado o grau de ameaça das novas espécies de Meriania de acordo com os critérios da IUCN. O estudo foi realizado em três etapas: 1) visitas e análise de coleções nos herbários AMAZ, CUZ, CPUN, F, HAO, HOXA, HSP, HUT, KUELAP, MOL NY, US e USM; a análise do material tipo em outros herbários foi através da consulta de imagens públicas online por meio da plataforma JSTOR, 2) expedições de coleta de material para as regiões do Amazonas, Cajamarca, Cusco, Huánuco e Junín; as espécies registradas foram coletadas seguindo a metodologia tradicional de herborização, e 3) os dados foram processados para a elaboração das descrições para as espécies, e finalmente foram propostos os graus de ameaça das novas espécies. Doze novas especeis (M. bicentenaria, M. bongarana, M. callosa, M. dazae, M. escalerensis, M. hirsuta, M. juanjil, M. megaphylla, M. microflora, M. penningtonii, M. sumatika e M. vasquezii) foram descritas, uma nova combinação foi feita (M. sessilifolia) e quatro novas ocorrências (M. drakei, M. franciscana, M. peltata e M. zunacensis) foram registradas para o Peru. Finalmente, foram designados lectótipos para nove espécies (Axinaea drakei, A. purpurea, Centronia sessilifolia, Graffenrieda acida, Meriania prunifolia, M. raimondii, M. rugosa, M. spruceana e Pachymeria rigida).pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The Neotropical tribe Merianieae (Melastomataceae) groups taxa with capsular fruits, anthers with dorsal appendages and predominantly pyramidal seeds. Within this tribe, the genus Meriania Sw. comprises 121 species of shrubs and trees (or occasionally lianas) distributed from southern Mexico and the Greater Antilles to south-eastern Brazil and Bolivia. Meriania is traditionally characterized by its calyx with conspicuous lobes or calyptrate calyx with regular, irregular or circumcised dehiscence, and anther pore usually in dorsal position. In Peru, Meriania is represented by species growing mainly in high montane forests, between 1500 and 2800 metres. Moreover, there is still no complete taxonomic study with illustrations, keys and description of Meriania for Peru. In this study we started the taxonomic revision of the genus Meriania for Peru in order to define interspecific morphological limits, to clarify affinities among the different species and circumscription of the genus. In addition, the threat category of the new species of Meriania according to the IUCN criteria was also evaluated. The study was carried out in three stages: 1) visits and analysis of collections in the herbaria AMAZ, CUZ, CPUN, F, HAO, HOXA, HSP, HUT, KUELAP, MOL NY, US and USM; the analysis of type material in other herbaria was by consulting online public images through the JSTOR platform, 2) expeditions to collect material to the regions of Amazonas, Cajamarca, Cusco, Huánuco and Junín; the recorded species were collected following traditional herborization methodology, and 3) the data were processed for the elaboration of descriptions for the species, and finally the threat categories of the new species were proposed. Twelve new species (M. bicentenaria, M. bongarana, M. callosa, M. dazae, M. escalerensis, M. hirsuta, M. juanjil, M. megaphylla, M. microflora, M. penningtonii, M. sumatika and M. vasquezii) were described, one new combination was made (M. sessilifolia) and four new records (M. drakei, M. franciscana, M. peltata and M. zunacensis) were recorded for Peru. Finally, lectotypes were assigned to nine species (Axinaea drakei, A. purpurea, Centronia sessilifolia, Graffenrieda acida, Meriania prunifolia, M. raimondii, M. rugosa, M. spruceana and Pachymeria rigida).pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languageMultilinguapt_BR
dc.languageTexto em português e inglêspt_BR
dc.languageporengpt_BR
dc.subjectBotânica - Classificaçãopt_BR
dc.subjectMelastomataceaept_BR
dc.subjectBotânicapt_BR
dc.titleEstudos taxonômicos do gênero Meriania Sw. (Melastomataceae) no Perupt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record