Show simple item record

dc.contributor.advisorArce, Julio Eduardopt_BR
dc.contributor.authorSchuchovski, Mariana Smanhottopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-25T15:01:49Z
dc.date.available2013-06-25T15:01:49Z
dc.date.issued2013-06-25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/7316
dc.description.abstractO presente estudo realizou o diagnóstico dos povoamentos florestais no Estado do Paraná localizados na região de abrangência do bioma da Floresta Ombrófila Mista, identificando de modo geral o estado atual das plantações florestais, sobretudo de Pinus spp., através de algumas variáveis: idade do povoamento, área por classe de idade, estoque em volume, incremento médio anual, regime de manejo e tempo de rotação. Tais informações foram obtidas junto a empresas do setor florestal e proprietárias de florestas plantadas da região, buscando assim caracterizar a disponibilidade de oferta de madeira. Para a caracterização do consumo e da demanda foram avaliadas as empresas dos gêneros industriais Madeira e Papel & Papelão daquela região, verificando suas necessidades de consumo, bem como parâmetros de utilização da matéria-prima (diâmetro mínimo de toras, quantidade, espécie, região de origem, etc.) e previsões de ampliações ou reduções na produção. De posse destas informações, foi possível complementar o diagnóstico realizando-se a análise de simulações de cenários (conservador e otimista) relativos à produção florestal com o auxílio do programa Sispinus (simulador de crescimento e da produção). Com este diagnóstico, foi possível planejar as ações subseqüentes tanto por parte da produção como do consumo de madeira proveniente de povoamentos nesta região, de modo a garantir o abastecimento de madeira e a sustentabilidade da atividade. Para tanto, foram utilizadas ferramentas clássicas de planejamento (Programação Linear), regulando-se a produção das florestas pela aplicação do Modelo tipo II. De acordo com os resultados obtidos nos modelos de simulação florestal, podem ser sugeridas as intervenções na floresta, idades para a realização do corte raso e área que deve ser cortada em cada intervenção. A partir dos resultados obtidos, foi possível verificar que, embora não tenha sido muito significativa a diferença entre os dois cenários propostos, o cenário conservador apresentou maior valor de maximização da produção devido à maior liberdade nas restrições impostas para realização do corte, nas diversas classes. Através da simulação do cenário conservador, foi possível constatar que mesmo com um decréscimo na produção, não haverá falta de madeira reflorestada para abastecer as indústrias do setor florestal que puderem absorver preços um pouco mais elevados. As previsões com respeito à falta de madeira de cerca de uma década atrás, possivelmente se constituíram em informações importantes para que medidas de expansão da base florestal fossem tomadas, e que tais medidas fossem responsáveis pela continuidade da produção de madeira e abastecimento, como foi verificado nos dois cenários estabelecidos neste trabalho.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEngenharia Florestal - Tesespt_BR
dc.subjectPovoamento florestal - Paranápt_BR
dc.subjectExploração florestal - Paranápt_BR
dc.subjectReflorestamento - Paranápt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectPorgramação linearpt_BR
dc.titleDiagnóstico e planejamento do consumo de madeira e da produção em plantações florestais no Estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record