Show simple item record

dc.contributor.advisorJasper, Samir Paulo, 1982-pt_BR
dc.contributor.authorKmiecik, Leonardo Leonidas, 1994-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solopt_BR
dc.date.accessioned2022-08-04T19:57:50Z
dc.date.available2022-08-04T19:57:50Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/72802
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Samir Paulo Jasperpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo. Defesa : Curitiba, 14/05/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Como forma de reduzir o tráfego agrícola nas áreas de produção de silagem e por consequência aumentar a eficiência energética da operação, tem-se buscado máquinas colhedoras de forragem acopladas ao trator agrícola, que colham mais de uma linha por passada, conhecidas como equipamentos de área total, colhendo até 5 linhas de milho de uma única vez. Assim, objetivou-se avaliar o desempenho energético, operacional, os efeitos físicos no solo e por fim a geração de mapas de compactação de duas colhedoras de forragem (uma de linha única e outra de área total). Os tratores foram instrumentados com sensores que permitiram mensurar a rotação do motor, velocidade operacional e consumo horário de combustível, possibilitando o cálculo da capacidade de campo operacional, consumo de combustível por área e por massa colhida, além da capacidade de produção dos conjuntos. Foram coletados anéis indeformados de solo para análise de micro, macro e porosidade total, umidade volumétrica e densidade do solo, e também com o uso de penetrometro eletrônico a avaliação da resistência do solo à penetração até a profundidade de 0,40 m. O equipamento de linha única teve maior velocidade de deslocamento e menor consumo horário de combustível, mas menor área trabalhada por tempo refletindo em menos material processado além do maior gasto energético para a massa colhida. A utilização de conjunto de transbordo com a colhedora frontal, possibilita maior velocidade de deslocamento, com incremento na área trabalhada e no processamento de material, não diferindo em gasto de combustível por massa colhida mesmo com o uso de mais um trator no apoio da colheita. Os dois conjuntos de colheita reduziram a macro e porosidade total do solo na camada de 0-0,2m, e o conjunto de colheita com área total trouxe incremento na densidade do solo nessa camada. Todos os tratamentos não diferiram entre si no quesito porosidade e densidade do solo nas profundidades avaliadas. A resistência do solo à penetração (RSP) foi influenciada pelas modalidades de colheita principalmente nos primeiros 0,15 m de profundidade sendo mais notável no uso do conjunto de área total, e a partir dos 0,2 m até a profundidade máxima avaliada não diferiram entre si e da entrelinha da passagem do rodado. Por meio de mapas de isocompactação foi possível realizar uma análise visual da localização das áreas com maior RSP, podendo desta forma ser utilizado com orientação para descompactação de solo de forma localizada.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: As a way to reduce agricultural traffic in the silage production areas and consequently increase the energy efficiency of the operation, forage harvesting machines coupled to the agricultural tractor have been sought, which harvest more than one row per pass, known as area equipment total, harvesting up to 5 rows of corn at once. Thus, the objective was to evaluate the energetic and operational performance, the physical effects on the soil and, finally, the generation of compaction maps of two forage harvesters (one with a single row and the other with a total area). The tractors were instrumented with sensors that allowed measuring engine speed, operating speed and hourly fuel consumption, enabling the calculation of operational field capacity, fuel consumption by area and by harvested mass, in addition to the production capacity of the sets. Undisturbed soil rings were collected for analysis of micro, macro and total porosity, volumetric moisture and soil density, and also using an electronic penetrometer to assess soil resistance to penetration up to a depth of 0.40 m. The single-line equipment had a higher displacement speed and lower hourly fuel consumption, but a smaller area worked per time, resulting in less processed material, in addition to higher energy expenditure for the harvested mass. The use of a transshipment set with the front harvester allows for greater displacement speed, with an increase in the area worked and in material processing, not differing in fuel expenditure per harvested mass, even with the use of another tractor to support the harvest. The two harvest sets reduced the macro and total porosity of the soil in the 0-0.2m layer, and the harvest set with total area brought an increase in soil density in this layer. All treatments did not differ in terms of porosity and soil density at the depths evaluated. The soil resistance to penetration (RSP) was influenced by the harvesting modalities, mainly in the first 0.15 m of depth, being more remarkable in the use of the total area set, and from 0.2 m to the maximum depth evaluated, they did not differ between each other and between the lines of the wheelset passage. By means of isocompaction maps, it was possible to perform a visual analysis of the location of areas with higher RSP, which can therefore be used with guidance for localized soil decompaction.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSolospt_BR
dc.subjectEnergiapt_BR
dc.subjectSilagempt_BR
dc.subjectCiência do Solopt_BR
dc.titleMapas de isocompactação, atributos do solo e eficiência energética em modalidades de colheita de silagempt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record