Show simple item record

dc.contributor.advisorHaddad, Maria Angélica, 1951-pt_BR
dc.contributor.authorSiret Martínez, Sandra Leslypt_BR
dc.contributor.otherCastellanos-Iglesias, Susel, 1977-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Zoologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-06-27T16:55:09Z
dc.date.available2022-06-27T16:55:09Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/72065
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Maria Angélica Haddadpt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Dra. Susel Castellanos Iglesiaspt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia. Defesa : Curitiba, 31/03/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Hidroide é o nome comum da fase polipoide das espécies da Classe Hydrozoa, Filo Cnidaria. Hydrozoa e outras classes do Subfilo Medusozoa incluem, no ciclo de vida, uma alternância de gerações entre a fase polipoide, bentônica e assexuada, e a fase medusoide, pelágica e sexuada. Este grupo de cnidários é um dos mais diversos do ambiente bentônico consolidado, com mais de 3.200 espécies já descritas. Os objetivos deste trabalho foram realizar novos levantamentos de hidroides da Subclasse Anthoathecata (atecados), atualizar a lista de espécies desses organismos em Cuba e avaliar sua diversidade e distribuição em dois ecossistemas marinhos da plataforma rasa, recifes de corais e gramas marinhas. A diversidade dos atecados foi ainda relacionada com indicadores de contaminação orgânica nos recifes de coral e com indicadores de qualidade da água em gramas marinas. As coletas foram feitas em Março/2013 e Maio/2011, respectivamente, em recifes de corais de norte Havana e em pradarias de gramas marinhas em Caibarien, Villa Clara. Em mergulho autônomo, as técnicas de coleta foram censos visuais direcionados à raspagem dos hidroides, ao longo de transecções, e censos indiretos de raspagem total dos organismos de substratos delimitados por quadrados, onde toda a fauna e flora foram coletadas para analisar a presença de hidroides epibiontes. As amostras foram anestesiadas com mentol e fixadas em formalina 4%. Os hidroides foram separados dos substratos sob estéreo-microscópio e para a identificação das espécies foram preparadas lâminas e fotografias em microscópios. As identificações foram embasadas principalmente nos estudos taxonômicos de Cuba, Caribe e região tropical do Atlântico Ocidental. Para confirmar as novas ocorrências, ampla literatura foi consultada. Da revisão bibliográfica resultaram 24 espécies de hidroides atecados já registradas, separados em 13 gêneros de 9 famílias. Das coletas do presente estudo foram identificadas 20 espécies de hidroides, agrupadas em 12 gêneros e 7 famílias, das quais11 espécies são novas adições à fauna de hidroides atecados de Cuba. Como resultado deste estudo, a lista dos hidroides atecados de Cuba aumentou para 35 espécies separadas em 9 famílias e 18 gêneros. No recife de coral foram registradas 14 espécies, sendo Eudendrium carneum e Coryne pusilla as mais frequentes, e 7 apareceram nas gramas marinhas. Myrionema amboinense foi a espécie com maior frequência de ocorrência em gramas marinhas. Rhizogetom conicum foi a única espécie comum em ambos os habitats. Para testar se o gradiente de contaminação era um impulsionador de variações na diversidade de hidroides atecados no recife de coral, diferentes contaminantes orgânicos químicos foram avaliados: esteróis (coprostanol, colesterol e estigmasterol), alquilbenzenos lineares (LABs), hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (PAH), PAH de 4 a 6 anéis e hidrocarbonetos alifáticos (HA), que incluem a mistura complexa não resolvida (UCM). Nas gramas marinhas foram coletadas diferentes variáveis ambientais: profundidade, salinidade, turbidez, temperatura, pH, saturação de oxigênio (SO), oxigênio dissolvido (DO), demanda química de oxigênio (COD) e distância da costa (DistCoast) como indicadores de contaminação, baseado na qualidade da água e o impacto da contaminação da costa. No recife de coral de Havana, os melhores preditores para a riqueza de hidroides atecados foram coprostanol combinado com alquilbenzenos Linear Total (cop + LABs totais), e com a mistura complexa não resolvida (cop + UCM), mostrando a sensibilidade dos hidroides atecados a esses contaminantes. Nas gramas marinhas, a temperatura, salinidade, turbidez e a distância da costa marcaram a diferença de variação entre os locais. O oxigênio dissolvido também foi significativo para a variação nas assembleias de hidroides. Esses resultados mostram que a distribuição e diversidade das assembleias de hidroides atecados são variáveis sensíveis que responderam à variação de marcadores moleculares químicos indicadores de contaminação orgânica por esgoto, óleo e detergentes nos recifes de corais. Para a variação dos hidroides das pradarias de gramas, tiveram melhores respostas os fatores físicos das condições de qualidade da água como turbidez, distância da costa e oxigênio dissolvido, reforçando mais uma vez a importância deste grupo como indicadores ambientais. Palavras-chave: Hidrozoários, Leptothecata, Anthoathecata, Gramas marinhas, Recifes de corais, diversidade, organic contamination, water qualitiypt_BR
dc.description.abstractAbstract: Hydroids is the common name of the polypoid phase (benthic and asexual) of the hydrozoan life cycle. Class Hydrozoa and other classes of the Subphylum Medusozoa include, in the life cycle, an alternation of generations between the polypoid, benthic and asexual phase, and the medusoid, pelagic and sexual phase. This group of cnidarians is one of the most diverse in the consolidated benthic environment, with more than 3,200 species already described. The objective of this work was to carry out new surveys of the athecate hydroids, update the list of species of these organisms in Cuba, and evaluate their diversity and distribution in two shallow platform marine ecosystems, coral reefs and seagrass, as well as the relationship between the diversity of species and indicators of organic contamination in coral reefs and water quality indicators in seagrass. The collections were made in March/2013 and May/2011, respectively in coral reefs in northern Havana and in seagrass meadows, in Caibarien, Villa Clara. With the use of scuba diving, the collection techniques were visual censuses directed to scraping the hydroids along transections and indirect censuses of total scraping of the substrate organisms delimited by squares, where all the fauna and flora were collected for analyze the presence of epibiontic hydroids. As a result of the literature review, 24 species have already been registered, separated into 13 genera from 9 families. From the collections of the present study, 20 species of hydroids were identified, grouped into 12 genera and 7 families, of which 11 species are new additions to the fauna of athecate hydroids in Cuba. As a result of this study, the list of athecate hydroids in Cuba has been increased to 35 species separated into 9 families and 18 genera. On the coral reef, 14 species were recorded, with Eudendrium carneum and Coryne pusilla being the most frequent, and 7 species appeared on seagrasses. Myrionema amboinense was the species with the highest frequency of occurrence in seagrasses. Rhizogetom conicum was the only species common to both habitats. To test whether the contamination gradient was a driver of variations in the diversity of athecate hydroids in the coral reef, different organic chemical contaminants were used: sterols (coprostanol, cholesterol and stigmasterol), linear alkylbenzenes (LABs), polycyclic aromatic hydrocarbons (PAH), PAH of 4 to 6 rings and aliphatic hydrocarbons (HA) that include the unresolved complex mixture (UCM). Different environmental variables were collected from seagrasses: depth, salinity, turbidity, temperature, pH, oxygen saturation (SO), dissolved oxygen (DO), chemical oxygen demand (COD) and distance from the shore (DistCoast) as indicators of contamination, based on water quality and the impact of coastal contamination. In the Havana coral reef, the best predictors for the richness of athecate hydroids were coprostanol combined with Total Linear alkylbenzenes (cop + total LABs), and with the unresolved complex mixture (cop + UCM) showing the sensitivity of the hydroids to these contaminants. In seagrass, temperature, salinity, turbidity, and distance from the coast marked the differences in variation between locations. Dissolved oxygen was also significant for the variation in hydroid assemblages. These results show that distribution and diversity of the athecate hydroid assemblages are sensitive variables that responded to the variation of chemical molecular markers that indicate organic contamination by sewage, oil and detergents in the coral reefs. For the variation of hydroids in seagrasses meadows, the physical factors of water quality conditions such as turbidity, distance from the coast and dissolved oxygen had better responses, reinforcing once again the importance of this group as environmental indicators. Keywords: Hydrozoans, Leptothecata, "Anthoathecata", Marine seagrass, Coral reefs, diversity, organic contamination, water qualitiy.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languageMultilinguapt_BR
dc.languageTexto em português e inglêspt_BR
dc.languageporengpt_BR
dc.subjectCnidáriospt_BR
dc.subjectEcologia dos recifes de coral - Cubapt_BR
dc.subjectHidroidept_BR
dc.subjectBiodiversidade marinhapt_BR
dc.subjectContaminaçãopt_BR
dc.subjectÁgua - Qualidadept_BR
dc.subjectZoologiapt_BR
dc.titleTaxonomia e diversidade dos hidroides (Cnidaria, Hydrozoa, Anthoathecata) de Cubapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record