Show simple item record

dc.contributor.advisorBatista, Antonio Carlos, 1956-pt_BR
dc.contributor.authorFerreira, Heitor Renan, 1991-pt_BR
dc.contributor.otherTetto, Alexandre França, 1974-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2021-07-20T14:38:13Z
dc.date.available2021-07-20T14:38:13Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/70723
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Antonio Carlos Batistapt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Alexandre França Tettopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. Defesa : Curitiba, 22/01/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 122-131pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Conservação da Naturezapt_BR
dc.description.abstractResumo: Os incêndios em vegetação têm apresentado uma tendência de crescimento em diversos lugares do planeta Terra, afetando diretamente e indiretamente a vida, com elevados danos econômicos e socioambientais. O comportamento histórico dos registros de incêndios permite compreender as causas (quando informado), os períodos e os locais com maior incidência deste evento, servindo de subsídio para elaboração de políticas preventivas e ações de combate. Com isso, evidencia-se a importância da coleta e de uma interpretação fidedigna de informações relacionadas aos incêndios. Esta pesquisa teve por objetivo analisar e espacializar as ocorrências de incêndios na vegetação de Curitiba e sua região metropolitana, no período de 2011 a 2016, por meio da base de dados dos Registros Gerais de Ocorrências (RGOs) do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Paraná. A partir da obtenção desses dados, foi realizada a análise individual dos registros classificados pela corporação como "incêndios ambientais", verificando a descrição da situação encontrada no local, ações realizadas e bens atingidos, classificando-os como "incêndio em vegetação" ou "outros tipos de incêndio". A análise dos dados foi realizada com base na frequência dos incêndios e área queimada estimada nos dias da semana, meses, anos e municípios da região metropolitana de Curitiba, bem como a análise do horário do acionamento das viaturas para os respectivos atendimentos. Os resultados apontaram que dos 7.548 registros de "incêndio ambiental", 5.472 registros (72,5%) foram considerados incêndios em vegetação. Ao distribuir pelos meses do ano, foi verificado que a estação normal de perigo de incêndios situa-se nos meses de junho a setembro, corroborando com o período crítico obtido por outros estudos. A maior concentração de incêndios e área queimada se deu no período compreendido entre 13 e 16:59h. Não foram verificadas diferenças estatísticas significativas na frequência e severidade dos incêndios de acordo com os dias da semana. O município de Curitiba foi o que apresentou maior valor absoluto de registros e de densidade de incêndios, enquanto o município de São José dos Pinhais foi o mais afetado pela extensão de área queimada, seguido pelo município de Piraquara. Quanto às variáveis meteorológicas, foi verificada forte correlação (0,731) do número de dias sem precipitação com o número de ocorrências de incêndios. A geolocalização das ocorrências de incêndios foi abundante em áreas classificadas como "infraestrutura urbana", indicando a possibilidade de que a presença antrópica influencia a ocorrência dos incêndios na área de estudo. O comportamento da FMA foi satisfatório, porém se mostrou necessária a realização de ajustes nos intervalos de grau de perigo para apresentar maior efetividade. Pode-se concluir que o planejamento e organização de ações de combate devem anteceder e compor o período de julho a setembro, priorizando o horário das 13 às 16:59h, sem distinção relacionada aos dias da semana, voltado prioritariamente para os municípios de Curitiba, São José dos Pinhais e Piraquara. Palavras-chave: Incêndios florestais. Interface urbano-rural. Prevenção e combate aos incêndios. Índice de predição. Estatística de incêndiospt_BR
dc.description.abstractAbstract: Vegetation fires have shown a growing trend in several places on planet Earth, directly and indirectly affecting life, with high economic and socio-environmental damage. The fire records historical behavior allows us to understand the causes (when informed), the periods and the places with the highest incidence of this event, serving as a subsidy for the elaboration of preventive policies and combat actions. Thus, the importance of collecting and reliable interpretation of information related to fires is evidenced. This research aimed to analyze and spatialize the occurrences of vegetation fires in Curitiba and its metropolitan region, from 2011 to 2016, through the database of the General Records of Occurrences (RGOs) of the Fire Department of the Military Police of Paraná. From obtaining these data, an individual analysis of the records classified by the corporation as "environmental fires" was carried out, verifying the description of the situation found at the site, actions taken and assets affected, classifying them as "vegetation fire" or "other types of fire". Data analysis was performed based on the frequency of fires and the burnt area estimated on the days of the week, months, years and municipalities in the metropolitan region of Curitiba, as well as the analysis of the time when vehicles were called for the respective calls. The results showed that of the 7,548 "environmental fire" records, 5,472 records (72.5%) were considered vegetation fires. When spreading over the months of the year, it was verified that the normal fire hazard season is located from June to September, corroborating the critical period obtained by other studies. The highest concentration of fires and burned area occurred between 1 pm and 4:59 pm. There were no statistically significant differences in the frequency and severity of fires according to the days of the week. The municipality of Curitiba was the one with the highest absolute value of records and density of fires, while the municipality of São José dos Pinhais was the most affected by the extent of the burned area, followed by the municipality of Piraquara. As for the meteorological variables, a strong correlation (0.731) was verified between the number of days without precipitation and the number of fire occurrences. The geolocation of fire occurrences was abundant in areas classified as "urban infrastructure", indicating the possibility that the anthropic presence influences the occurrence of fires in the study area. The behavior of the FMA was satisfactory, but will need to make adjustments in the degree interval of danger to be more effective. It can be concluded that the planning and organization of combat actions must precede and compose the period from July to September, prioritizing the time from 1 pm to 4:59 pm, without distinction related to the days of the week, focusing primarily on the municipalities of Curitiba, São José dos Pinhais and Piraquara. Keywords: Forest fires. Wildland-urban interface. Fire prevention and combat. Prediction index. Fire statisticspt_BR
dc.format.extent137 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectIncêndios florestais - Curitiba, Região Metropolitana de (PR)pt_BR
dc.subjectIncêndios florestais - Prevenção e controlept_BR
dc.subjectRecursos Florestais e Engenharia Florestalpt_BR
dc.titleAnálise das ocorrências de incêndios em vegetação na região metropolitana de Curitiba-PR, no período de 2011 a 2016pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record