Show simple item record

dc.contributor.authorPARELLADA, Cláudia Inês
dc.coverage.temporal1964-1985pt_BR
dc.date.accessioned2021-05-03T23:37:24Z
dc.date.available2021-05-03T23:37:24Z
dc.date.issued2008
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/70525
dc.description.abstractNeste artigo discute-se a estética de dois grupos indígenas Jê no Paraná: Kaingang e Xokleng, através do acervo arqueológico e etnográfico do Museu Paranaense, inaugurado em 1876 em Curitiba. A análise conjunta de dados históricos e do patrimônio material do museu, e sobre como esses objetos foram incorporados e são gerenciados na instituição, permitiu a revisão de materiais de origem duvidosa. No estudo buscou-se a construção de um banco de dados sobre a estética indígena Jê no Paraná, com aspectos diagnósticos que evidenciam os saberes tradicionais desses grupos e as mudanças que ocorreram.pt_BR
dc.format.medium17 p.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofR. Cient./FAP, Curitiba, v.3, p. 213-229 , jan./dez. 2008pt_BR
dc.rightsAtribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectESTÉTICA INDÍGENA JÊ;pt_BR
dc.subjectARTE INDÍGENA;pt_BR
dc.subjectARQUEOLOGIA PARANAENSE;pt_BR
dc.titleEstética Indígena Jê no Paraná: Tradição e Mudança no Acervo do Museu Paranaensept_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.originCEVpt_BR
dc.format.colormonochromept_BR
dc.description.conservationÓtimopt_BR
dc.format.originalreplicapt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil