Show simple item record

dc.contributor.advisorMonteiro Filho, Emygdio Leite de Araujo, 1957-pt_BR
dc.contributor.authorGrossel, Laís Aline, 1994-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Zoologiapt_BR
dc.date.accessioned2021-02-09T21:29:27Z
dc.date.available2021-02-09T21:29:27Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/69402
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Emygdio Leite de Araujo Monteiro-Filhopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia. Defesa : Curitiba, 20/02/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O queixada [Tayassu pecari (Link, 1795)] é uma espécie que vive em bandos coesos, organizados em sistemas hierárquicos e que se deslocam pelo ambiente de acordo com condições ambientais, tais como recursos alimentares e hídricos. A disponibilidade de alimento em períodos anuais específicos ou durante todo o ano influencia na reprodução das populações ao longo de sua área de distribuição. Estas variações ambientais podem ser expressas em variações nos organismos, especialmente devido a ação de hormônios sexuais, atuantes em aspectos da reprodução e comportamento social. Assim, este trabalho teve como objetivos verificar indícios de possível sazonalidade por meio de variações em parâmetros físico e endócrino em machos de queixada e avaliar se atributos prévios seriam correlatos ao status social no sistema hierárquico, após compreender a dinâmica social e reestruturação hierárquica do grupo através de redes sociais. Foram realizadas coletas estacionais de sêmen, sangue para dosagem de testosterona e dados de biometria testicular e morfometria de um grupo de sete machos de queixada do Zoológico Municipal de Curitiba - PR. Mensalmente os animais também foram observados e registradas interações amigáveis e agonísticas, convertidas em índices para avaliação da hierarquia e plotagem de redes sociais. Os procedimentos analíticos foram realizados nos softwares Sigma, R e Ucinet. O volume testicular e concentração de testosterona não exibiram variação significativa entre estações, nestas condições experimentais (F = 1,72; p = 0,22 e F = 2,72; p = 0,12, respectivamente). O óbito do indivíduo a (#180) fez com que a hierarquia, até então linear e estável, exibisse grande reorganização. O indivíduo p (#837) não ocupou naturalmente o posto de a, mas vários indivíduos passaram a pleitear posições de maior status, o que manteve o sistema instável até a ascensão gradual de um novo dominante (#101), que passou a estar diretamente envolvido na maior parte das interações tanto amigáveis quanto agonísticas. Atributos prévios como peso e volume testicular estiveram correlacionados com o status dos indivíduos em períodos específicos, bem como a testosterona no período de reestruturação hierárquica. Portanto, nestas condições experimentais não foram obtidos indícios de sazonalidade, o que pode ser resultado de variações individuais e não um padrão biológico da espécie. Devido às características ambientais da área de estudo, pluviosidade anual homogênea e ausência de estação seca definida, diferentes machos poderiam se reproduzir ao longo de todo o ano, reforçando a descrição do sistema de acasalamento promíscuo da espécie e aumentando a variabilidade genética do grupo. Ainda que correlacionados em períodos específicos, apenas os atributos prévios não poderiam explicar a complexidade da formação e reestruturação da rede. Isto porque, em períodos de instabilidade, os animais possuíam condições mais igualitárias de pleitear postos de maior status na hierarquia, não significando que os indivíduos diretamente abaixo do a poderiam assumir naturalmente estas posições. Palavras-chave: Reprodução. Atributos prévios. Interações sociais.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The white-lipped peccary [Tayassu pecari (Link, 1795)] is a species that lives in cohesive groups, organized in hierarchical systems and moving through the environment according to environmental conditions such as food and water resources. The availability of food in specific annual periods or throughout the year influences in the reproduction of populations throughout their range. These environmental variations can be expressed in variations in the organisms, especially due to the action of sexual hormones, acting on reproduction aspects and social behavior. Thus, this work had as objectives verify evidences of possible seasonality by means of variations in physical and endocrine parameters in white-lipped peccary males and to evaluate if previous attributes would be correlated to social status in the hierarchical system, after understanding the social dynamics and hierarchical restructuring of the group through social networks. Samples of semen, blood for testosterone dosage, and testicular biometrics and morphometry data were collected from a group of seven white-lipped peccary males from the Municipal Zoo of Curitiba - PR. Monthly the animals were also observed and recorded friendly and agonistic interactions, converted into indexes for hierarchy evaluation and plotting of social networks. The analytical procedures were performed in Sigma, R and Ucinet software. Testicular volume and testosterone concentration did not show significant variation between stations in these experimental conditions (F = 1.72, p = 0.22 and F = 2.72, p = 0.12, respectively). The death of the individual a (#180) caused the hierarchy, until then linear and stable, to show a great reorganization. The individual p (#837) did not occupy the position of a naturally, but several individuals started to claim positions of higher status, which kept the system unstable until a new dominant (#101) gradually emerged, which became directly involved in most of the interactions both friendly and agonistic. Previous attributes such as weight and testicular volume were correlated with the status of individuals at specific periods, as well as testosterone in the period of hierarchical restructuring. Therefore, under these experimental conditions no evidence of seasonality was obtained, which may be the result of individual variations and not a biological pattern of the species. Due to the environmental characteristics of the study area, annual homogeneous rainfall and absence of defined dry season, different males could reproduce throughout the year, reinforcing the description of the promiscuous mating system of the species and increasing the genetic variability of the wild group. Although correlated in specific periods, the previous attributes could not explain the complexity of the formation and restructuring of the network. This because, in periods of instability, the animals had more egalitarian conditions to plead positions of higher status in the hierarchy, not meaning that individuals directly below a could assume these positions naturally. Key words: Reproduction. Previous atributes. Social interactions.pt_BR
dc.format.extent70 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMamifero - Reproduçãopt_BR
dc.subjectInteração socialpt_BR
dc.subjectZoologiapt_BR
dc.titleParâmetros reprodutivos e hierarquia de dominância em machos de Queixada ([Tayassu pecari (Link, 1795)] (Mammalia : Tayassuidae)pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record