Show simple item record

dc.contributor.advisorPeralta Zamora, Patricio Guillermo, 1962-pt_BR
dc.contributor.authorBasilio, Amanda Opis, 1996-pt_BR
dc.contributor.otherRibeiro, Ronny Rocha, 1975-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Químicapt_BR
dc.date.accessioned2021-02-03T14:53:06Z
dc.date.available2021-02-03T14:53:06Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/69383
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Patricio Peralta-Zamorapt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Ronny Rocha Ribeiropt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Química. Defesa : Curitiba, 27/10/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.83-89pt_BR
dc.description.abstractResumo: Nas últimas décadas surgiram novas preocupações envolvendo um grupo de poluentes que se apresenta em baixas concentrações e para os quais, em geral, não existe previsão na legislação ambiental. Trata-se de poluentes orgânicos considerados de preocupação emergente (CECs), os quais são recalcitrantes frente aos sistemas convencionais de tratamento de resíduos. Em função dos efeitos tóxicos apresentados por este tipo de poluentes, muitos esforços têm sido dedicados ao estudo de novas alternativas de tratamento, incluindo processos de oxidação avançada (POAs) que envolvem a formação de espécies radicalares altamente oxidantes. Um dos reagentes utilizados como precursor de radicais é o persulfato, agente que apresenta elevado potencial padrão de redução e, portanto, alta capacidade oxidativa, porém que pode ser ativado de diversas formas para produzir espécies radicalares ainda mais oxidantes, como os radicais sulfato e hidroxila. Em função destes argumentos, o presente estudo objetivou avaliar a potencialidade de três formas de ativação do persulfato (térmica, por radiação visível e ultravioleta e por formas iônicas de ferro), em relação à degradação de poluentes modelo, fenol e um azo corante (preto reativo 5). Os estudos envolveram a avaliação do efeito de variáveis de relevância por meio de sistemas de planejamento fatorial de experimentos, o cálculo de parâmetros cinéticos associados à degradação dos substratos modelo, a investigação de formas radicalares por espectroscopia de ressonância paramagnética eletrônica (EPR) e a verificação da participação de cada radical no processo de degradação, utilizando-se sequestrantes de radicais. Para as ativações térmica e por radiação, a otimização das variáveis experimentais mostra que a concentração de persulfato é positivamente relevante na degradação dos substratos modelo, porém a energia fornecida ao sistema tem maior importância na formação das espécies radicalares. O sistema ativado por calor apresentou melhor eficiência de degradação em elevadas temperaturas (Cps 300 mg L-1, T 80 °C, pH 4,00), enquanto o sistema ativado por radiação requereu uma energia alta (ultravioleta, lâmpada vapor de Hg) para promover a quebra da ligação peróxido do persulfato (Cps 300 mg L-1, pH 4,00). O pH se mostrou relevante frente às espécies radicalares formadas, sendo que soluções ácidas (pH 4,00) favorecem a formação de radical sulfato e soluções alcalinas (pH 8,00), radical hidroxila. A ativação térmica se mostrou mais eficiente no que diz respeito à capacidade de formação de radicais em solução aquosa, sendo possível fazer essa comparação por meio dos espectros de EPR normalizados, que mostraram sinais com maior intensidade para esse tipo de ativação. Nos testes com formas solúveis de ferro, a ativação com ferro livre (Cps 300 mg L-1, CFe 1,11 mmol L-1, pH 3,00) não promoveu a ativação do persulfato, o que pode ser comprovado pela mínima capacidade de degradação observada, bem como pela ausência de sinal nos espectros de EPR. Por outro lado, nos ensaios com ferro complexado (Cps 300 mg L-1, CFe 1,11 mmol L-1, Cedta 1,11 mmol L-1, pH 7,00) foi possível observar formação de espécies radicalares, porém em pequena concentração. Para esse tipo de ativação, é necessário otimizar as proporções entre os reagentes. Os resultados obtidos neste trabalho poderão contribuir com futuras pesquisas na área de degradação por processos envolvendo persulfato ativado, principalmente no direcionamento de otimização de sistemas e entendimento dos mecanismos de reação frente às espécies radicalares mais ativas em cada condição experimental. Palavras-chave: Persulfato ativado. Degradação. Radicais oxidantes. EPR.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In the past few decades new concerns about a specific group of pollutants has arrived. These compounds are found in low concentrations and there is no environmental regulation for most of them. The so-called contaminants of emerging concern (CECs) are recalcitrant to conventional waste treatment and, as a result of the toxicity of them, huge efforts have been made in the developing of new treatment alternatives, including advanced oxidation processes (AOPs), which involve the production of radical species highly oxidants. One of the reagents used as a radical precursor is the persulfate ion that is a strong oxidant agent per se; however, when it passes through activation reactions, it promotes the formation of species with higher standard reduction potential, such as sulfate and hydroxyl radicals. Considering these statements, the objective of this work was to evaluate the potentiality of three persulfate activation processes (thermal, radiation and iron ions), in face of the degradation of pollutants substrates, phenol and a dye (reactive black 5). The studies involved the evaluation of the effects of experimental variables employing full factorial design experiments, the kinetics parameters associated to degradation of model compounds, the investigation of radical species by electron paramagnetic resonance (EPR) and assays employing radical scavengers were conducted in order to evaluate the contribution of each species during the degradation reactions. For both thermal and radiation (visible and ultraviolet) activation, the optimization of experimental variables has shown that the concentration of persulfate influences the degradation positively; however, the energy provided to the system is more relevant in the formation of radical species. The thermally-activated system has shown better results - in terms of degradation percentage - in higher temperatures (Cps 300 mg L-1, T 80 °C, pH 4.00), while the radiation-activated system required high energy - ultraviolet - to break the persulfate-peroxide bond (Cps 300 mg L-1, pH 4.00). The pH showed to be a relevant variable front of the formation of radical species: acidic medium (pH 4.00) favored the formation of sulfate radical, while in alkaline conditions (pH 8.00) the hydroxyl radical was the main oxidant species. The thermally-activated system proved to be the most effective way to produce radicals in aqueous solution, which could be conclude by comparing the EPR normalized spectrums that showed the highest intensity for this type of activation. In the ironactivated systems, free iron (Cps 300 mg L-1, CFe 1.11 mmol L-1, pH 3.00) could not activate persulfate in the experimented conditions, which can be proved by the small degradation percentage as well as the absence of signal in EPR spectrum. On the other hand, the reaction between persulfate and iron complexed with EDTA Cps 300 mg L-1, CFe 1.11 mmol L-1, Cedta 1.11 mmol L-1, pH 7.00) resulted in oxidant radicals, yet in lower concentrations. In a nutshell, for this type of activation is necessary to optimize the ratio between the reactants. The findings of this work may contribute for futures studies in activated-persulfate reactions in the degradation of contaminants, especially in the direction to optimization and better understanding of the contribution of each species in reaction mechanisms. Keywords: Activated persulfate. Degradation. Oxidant radicals. EPR.pt_BR
dc.format.extent89 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPoluentespt_BR
dc.subjectOxidaçãopt_BR
dc.subjectDegradação ambientalpt_BR
dc.subjectEliminação de resíduospt_BR
dc.subjectQuímicapt_BR
dc.titleDegradação de poluentes de preocupação emergente empregando processos mediados por persulfatopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record