Show simple item record

dc.contributor.authorGonçalves, Yasmin da Silva, 1992-pt_BR
dc.contributor.otherGarcia, Rita de Cassia Maria, 1965-pt_BR
dc.contributor.otherMolento, Carla Forte Maiolinopt_BR
dc.contributor.otherStedile, Simone Tostes de Oliveirapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2022-02-08T12:23:27Z
dc.date.available2022-02-08T12:23:27Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/69369
dc.descriptionOrientador: Profa. Dra. Rita de Cassia Maria Garciapt_BR
dc.descriptionCoorientadoras: Profa. Dra. Carla Forte Maiolini Molento e Profa. Dra. Simone Tostes de Oliveira Stedile.pt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa : Curitiba, 21/07/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Atualmente, a família tem apresentado uma nova configuração, sendo composta por animais humanos e não humanos, reconhecida como família multiespécie. Assim, pode-se afirmar que animais de famílias que sofrem com a violência doméstica podem estar sujeitos ao mesmo contexto caótico. Diversos estudos comprovam a existência da relação entre os maus-tratos aos animais e a violência interpessoal chamada Teoria do Elo e demonstram a importância de um enfrentamento em rede para a quebra do ciclo de violência envolvido. O objetivo deste trabalho foi analisar a relação entre os maus-tratos aos animais e a violência doméstica, assim como desenvolver estratégias para enfrentamento e promoção de educação sobre a Teoria do Elo. O estudo divide-se em seis capítulos: (1) apresentação; (2) protocolos de avaliação da violência doméstica utilizando maustratos aos animais como indicador; (3) estratégia para avaliação de violência no âmbito da família multiespécie: proposta de inclusão do animal de estimação na ficha de atendimento de mulheres vítimas de violência para rastreamento e avaliação de violência multiespécie; (4) associação entre casos de maus-tratos aos animais e violência contra mulher no município de Pinhais, Paraná, Brasil; (5) capacitação sobre o elo entre a violência humana e os maus-tratos aos animais (Teoria do Elo) e (6) considerações finais. Os resultados apresentados no capítulo 2 demonstram que existem poucos protocolos no mundo que abordem procedimentos e estratégias para o enfrentamento da Teoria do Elo eficazmente. Apesar disso, cada vez mais as pesquisas sobre a temática vêm crescendo e gerando a conscientização interdisciplinar dos profissionais atuantes na proteção de animais humanos e não humanos. O capítulo 3 traz uma proposta de ficha para atendimento de casos de violência contra mulher que inclui informações pertinentes sobre os seus animais de estimação na rotina de instituições que fazem o acompanhamento desses casos. No capítulo 4 encontra-se a caracterização dos casos de maus-tratos aos animais e de violência contra mulher ocorridos no município de Pinhais-PR e mostra a existência de uma associação positiva e moderada entre eles, confirmando que os maus-tratos aos animais podem ser sugestivos de que há outras interações negativas no ambiente familiar. No capítulo 5 expõe a percepção de alunos, professores e profissionais de diversas áreas participantes de um curso de capacitação sobre a Teoria do Elo e reafirma a necessidade de se promover educação sobre esse tema. O curso promovido possibilitou um ambiente de discussão à nível nacional entre participantes de todas as regiões do Brasil. Esperase, portanto, que o presente estudo contribua no amadurecimento de estratégias intersetoriais para um enfrentamento eficiente dos diversos tipos de violência no âmbito da família multiespécie e para o estabelecimento de políticas públicas que reconheçam essa relação. Palavras-chave: Teoria do Elo. Violência interpessoal. Violência doméstica. Maustratos aos animais. Abordagem intersetorial.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Currently, the family has presented a new configuration, being composed of human and non-human animals, recognized as a multispecies family. Thus, it can be said that animals from families that suffer with domestic violence may be subject to the same chaotic context. Several studies prove the existence of a relationship between animal mistreatment and interpersonal violence called the Link and demonstrate the importance of network coping to break the cycle of violence involved. The objective of this work was to analyze the relationship between animal mistreatment and domestic violence, as well as to develop strategies for coping and promoting education on the Link. The study is divided into six chapters: (1) Presentation; (2) Protocols for evaluation of domestic violence using mistreatment of animal as an indicator; (3) Strategy for assessing violence in the context of the multispecies family: proposal to include the pet in the care record of women victims of violence for screening and assessment of multispecies violence; (4) Association between cases of animal mistreatment and violence against women in the municipality of Pinhais, Paraná, Brazil; (5) Training on the link between human violence and animal abuse (The Link) and (6) Final considerations. The results presented in Chapter 2 demonstrate that there are few protocols in the world that address procedures and strategies for facing the Link effectively. Despite this, more and more research on the subject has been growing and generating interdisciplinary awareness among professionals working in the protection of human and non-human animals. Chapter 3 presents a proposal for a form to deal with cases of violence against women that includes pertinent information about their pets in the routine of institutions that monitor these cases. Chapter 4 contains the characterization of cases of animal mistreatment and violence against women in the municipality of Pinhais-PR and shows the existence of a positive and moderate association between them, confirming that animal abuse can be suggestive that there are other negative interactions in the family environment. Chapter 5, on the other hand, exposes the perception of students, teachers and professionals from different areas participating in training on the Link and reaffirms the need to promote education on this topic. The promoted course provided an environment for discussion at the national level among participants from all regions of Brazil. It is expected, therefore, that the present study will contribute to the maturation of intersectoral strategies for an efficient confrontation of the different types of violence within the scope of the multispecies family and for the establishment of public policies that recognize this relationship. Keywords: The Link. Interpersonal violence. Domestic violence. Animal mistreatment. Intersectoral approach.pt_BR
dc.format.extent138 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectViolência conjugalpt_BR
dc.subjectViolência - Aspectos sociaispt_BR
dc.subjectMedicina Veterináriapt_BR
dc.titleMaus-tratos aos animais como indicador de violência domésticapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record