Show simple item record

dc.contributor.advisorZampronio, Aleksander Roberto, 1967-pt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Bruna Mariana Tartari de, 1991-pt_BR
dc.contributor.otherCorreia, Diego, 1985-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologiapt_BR
dc.date.accessioned2021-01-18T21:19:31Z
dc.date.available2021-01-18T21:19:31Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/69258
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Aleksander R. Zamproniopt_BR
dc.descriptionCo-orientador: Dr. Diego Correiapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Farmacologia. Defesa : Curitiba, 29/03/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 60-69pt_BR
dc.description.abstractResumo: A exposição aguda e crônica ao etanol pode aumentar o risco de infecções ao alterar os mecanismos de defesa inata do hospedeiro. A adolescência é um período crítico para o desenvolvimento cerebral e os insultos durante este período podem ter consequências a longo prazo. O presente estudo investigou os efeitos da exposição do tipo binge ao etanol em ratos adolescentes sobre a hiperalgesia mecânica observada durante a síndrome de doença induzida pela injeção sistêmica de lipopolissacarídeo (LPS) ou injeção intracerebroventricular (icv) de interleucina-1 ? (IL- 1?) após a cessar a exposição. Ratos Wistar machos foram expostos a etanol a partir do dia pós-natal (PND) 25 até o PND 38 em um padrão tipo binge. A hiperalgesia foi avaliada na pata traseira direita após a injeção de LPS (5 e 50 ?g/kg, intraperitonealmente) no PND 51 e PND 63, ou por i.c.v. ou intraplantar (i.pl.) de IL-? (3 ng ou 1 ng, respectivamente) no PND 51. A exposição ao etanol durante a adolescência não alterou o limiar mecânico dos animais que aumentou ao longo da idade. A administração sistêmica de LPS (0,5-50 ?g/kg) em ratos adultos induziu uma hiperalgesia mecânica dosedependente. A exposição tipo binge ao etanol induziu um aumento significativo na hiperalgesia mecânica induzida por LPS 50 ?g/kg no PND 51 e PND 63 que durou até 24 h após a injeção. Esta alteração não foi observada com doses mais baixas de LPS (5 ?g/kg). O tratamento oral agudo com etanol 24 h antes da administração do LPS não alterou a hiperalgesia mecânica. A injeção i.c.v. de IL-1? (1-10 ng) também induziu hiperalgesia mecânica dose-dependente na pata traseira direita em animais não expostos. Em animais expostos, a injeção de IL1? i.c.v ou i.pl. também aumentou a resposta hiperalgésica no PND 51. Estes resultados sugerem que a exposição ao etanol durante a adolescência provoca alterações no sistema nervoso central que podem aumentar a hiperalgesia mecânica observada durante a síndrome de doença e pode ser observada até a idade adulta, após cessar a exposição ao etanol.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Acute and chronic ethanol exposure may increase the risk of infections by altering innate host's defense mechanisms. Adolescence is a critical period for brain development and insults during this period may have long-lasting consequences. The present study investigated the effects of binge-like ethanol exposure in adolescent rats on mechanical hyperalgesia observed during the sickness syndrome that was induced by the systemic injection of lipopolysaccharide (LPS) or the intracerebroventricular (i.c.v.) injection of interleukin-1E (IL-1?) after the cessation of the exposure. Male Wistar rats were exposed to ethanol from postnatal day (PND) 25 to PND 38 in a binge-like pattern. Hyperalgesia was assessed on the right hind paw after the injection of LPS (5 and 50 ?g/kg, intraperitoneally) on PND 51 and PND 63, or by i.c.v. or intraplantar (i.pl.) injection of IL-? (3 ng or 1 ng, respectively) on PND 51. Ethanol exposure during adolescence did not alter mechanical threshold of the animals which increased alongside the age. Systemic administration of LPS (0.5-50 ?g/kg) in adult rats induced a dose-related mechanical hyperalgesia. Binge-like ethanol exposure induced a significant increase in mechanical hyperalgesia induced by LPS 50 ?g/kg on PND 51 and PND 63 that lasted till 24 h after the injection. This change was not observed at lower LPS doses (5 ?g/kg). Acute oral treatment with ethanol 24 h prior to LPS administration did not alter the mechanical hyperalgesia. Intracerebroventricular injection of IL-1? (1-10 ng) also induced a dose-related mechanical hyperalgesia in the right hind paw in non-exposed animals. In bingelike exposed animals, i.c.v or i.pl. injection of IL-1? also increased the hyperalgesic response on PND 51. These results suggest that binge-like ethanol exposure during adolescence causes changes in the central nervous system that can increase the mechanical hyperalgesia observed during sickness syndrome and can be observed until adulthood, after the cessation of ethanol exposure.pt_BR
dc.format.extent69 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectHiperalgesiapt_BR
dc.subjectÁlcoolpt_BR
dc.subjectAdolescênciapt_BR
dc.subjectFarmacologiapt_BR
dc.titleHiperalgesia mecânica durante o comportamento de doença em ratos adultos após exposição intermitente ao etanol na adolescênciapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record