Show simple item record

dc.contributor.advisorFélix, Ananda Portella, 1985-pt_BR
dc.contributor.authorBastos, Tais Silvino, 1991-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Zootecniapt_BR
dc.date.accessioned2020-10-26T16:48:46Z
dc.date.available2020-10-26T16:48:46Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68889
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Ananda Portella Félixpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Defesa : Curitiba, 28/02/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Aditivos alimentares constituídos por microrganismos vivos, uma vez introduzidos na dieta podem influenciar beneficamente o hospedeiro, por meio do balanço da microbiota intestinal. Nesse sentido, objetivou-se avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) dos nutrientes e energia metabolizável (EM) da dieta, características fecais e produtos da fermentação intestinal de cães suplementados com Bacillus subtilis e Bacillus licheniformis. Foram utilizados 16 cães adultos da raça Beagle, os quais foram distribuídos inteiramente ao acaso, em dois tratamentos: controle e dieta com 62,5 g de probiótico/ton. Os animais passaram por um período de 20 dias de adaptação às dietas, seguidos por cinco dias de coleta total de fezes. As características fecais foram avaliadas por meio de matéria seca, escore, odor, ácido siálico, pH, amônia, ácidos graxos de cadeia curta e ramificada, aminas biogênicas, fenóis e indóis. Não houve diferença na digestibilidade dos nutrientes (P>0,05). Contudo, a suplementação com probiótico melhorou a consistência das fezes, bem como diminuiu o odor fecal, tanto para as amostras frescas quanto após 6 horas de defecação (P<0,001). Também houve redução (P<0,05) na concentração das aminas biogênicas: putrescina, espermidina e cadaverina, nos fenóis e quinolina, com a inclusão do probiótico. O uso de B. subtillis e B. licheniformis reduz a concentração de produtos de fermentação nitrogenada nas fezes e o odor fecal de cães. Palavras-chave: aminas biogênicas; consistência fecal; funcionalidade intestinal; microbiota intestinal; odor fecal.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Food additives made up of living microorganisms once introduced into the diet can beneficially influence the host the balance of the intestinal microbiota. In this sense, the objective was to evaluate the digestibility on the apparent digestibility coefficients of nutrients and diet metabolizable energy, fecal characteristics and intestinal fermentation products of dogs supplemented with Bacillus subtilis and Bacillus licheniformis. Sixteen adult Beagle dogs were used and distributed entirely randomly in two treatments: control and diet with 62.5 g probiotic / ton. The animals went through a period of 20 days of adaptation to diets, followed by five days of total feces collection. Fecal characteristics were evaluated by dry matter, score, odor, sialic acid, pH, ammonia, short chain and branched fatty acids, biogenic amines, phenols and indoles. There was no difference in nutrient digestibility (P> 0.05). However, probiotic supplementation increased stool consistency as well as decreased fecal odor for both fresh samples and after 6 hours of defecation (P <0.001). There was also a reduction (P <0.05) in the concentration of biogenic amines: putrescine, spermidine and cadaverine, in phenols and quinoline, with the inclusion of probiotic. The use of B. subtillis and B.licheniformis reduces the concentration of nitrogenous fermentation products in faeces and fecal odor in dogs. Key-words: biogenic amines; fecal consistency; intestinal functionality; intestinal microbiota; odor fecal.pt_BR
dc.format.extent64 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAminaspt_BR
dc.subjectMicrobiotapt_BR
dc.subjectZootecniapt_BR
dc.titleUtilização de Bacillus subtilis e Bacillus licheniformis como probiótico sobre a digestibilidade da dieta e produtos de fermentação intestinal em cãespt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record