Show simple item record

dc.contributor.advisorOsiecki, Raul, 1965-pt_BR
dc.contributor.authorPalumbo, Diogo de Paiva, 1993-pt_BR
dc.contributor.otherMello, Carlos Fernando dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Educação Físicapt_BR
dc.date.accessioned2020-09-15T18:47:40Z
dc.date.available2020-09-15T18:47:40Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68518
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Raul Osieckipt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Carlos Fernando de Mellopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa : Curitiba, 27/02/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 64-86pt_BR
dc.description.abstractResumo: A decanoato de nandrolona (DN) é um hormônio derivado da testosterona e seus derivados. Além disto, estudos mostram que a administração de DN pode prejudicar tarefas de memória em roedores e sobrevida neuronal em cultura de células nervosas. Entretanto, o mecanismo com que a DN pode induzir estes efeitos deletérios permanece desconhecido. Por esta razão o objetivo do nosso trabalho foi investigar o efeito da administração prolongada DN sobre a memória, além de investigar o envolvimento do receptor N-metil-D-Aspartato (NMDA) no efeito deletério induzido pelo DN. Para tal, foram utilizados camundongos Swiss machos de 25-35gr os quais foram administrados de forma prolongada durante 19 dias com DN (5, 15 ou 50 mg/kg, s.c.) foi verificada a performance no teste de memória de reconhecimento de objetos, parâmetros de ansiedade no labirinto em cruz elevada, alterações na atividade locomotora no teste de campo aberto e, por fim, alterações na força muscular no aparato de subida de escada. Para verificar o envolvimento do receptor NMDA, subunidade GluN2B, no efeito induzido pela DN, foram utilizados moduladores alostéricos positivos e negativos (espermina e ifenprodil, respectivamente). As variáveis supracitadas foram analisadas por ANOVA de uma, duas ou três vias conforme necessário. Nossos resultados mostram que a administração de DN (5 e 15 mg/kg s.c.) apresentou prejuízo na performance do teste de reconhecimento de objetos. Este efeito foi prevenido com a administração de ifenprodil (0,3 mg/kg i.p.), sugerindo um papel das subunidades GluN2B nos prejuízos induzidos pela DN. A administração de espermina reverteu parcialmente tais efeitos, sendo possível especular que o sistema poliaminérgico tenha um papel nos prejuízos de memória da administração prolongada de DN. A administração de DN apresenta efeito ansiogênico (50 mg/kg s.c.). A atividade locomotora dos animais não sofreu alterações com todos os tratamentos farmacológicos utilizados, e por fim, a decanoato de nandrolona não altera a força máxima e massa corporal de camundongos. Em conclusão, a administração prolongada de DN causa prejuízos de memória e ansiedade, e há participação das subunidades GluN2B, dos receptores NMDA, nos prejuízos de memória. A administração prolongada de DN não alterou a força e massa corporal de camundongos. Palavras-chave: decanoato de nandrolona, memória, receptor n-metil-daspartato.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Nandrolone decanoate (ND) is a hormone derived from testosterone and its derivatives. Moreover, studies show that ND administration can impairs memory tasks in rodents and neuronal survival in cultured neurons. However, the mechanism underlying ND-deleterious effects remains not understood. For this reason, the aim of our study was investigated the effect of prolonged ND administration on memory, in addition to investigating the involvement of the N-methyl-D-Aspartate (NMDA) receptor in the ND- deleterious effect on memory. For this, male Swiss mice of 25-35 grams, were used. They were prolonged administered for 19 days with ND (5, 15 or 50 mg/kg, s.c.) and performance on object recognition test was verified, anxiety parameters in the elevated plus maze, changes in locomotor activity in the open field test and, finally, changes in muscle strength in the ladder climbing apparatus. The involvement of the GluN2B subunit, of NMDA receptor, on ND-induced deleterious effects on memory was verified using positive and negative allosteric modulators (spermine and ifenprodil, respectively). The variables described were analyzed using one, two or three-way ANOVA as needed. Our results show that ND administration impairs performance on object recognition test (5 and 15 mg/kg s.c.). This effect was prevented with the administration of ifenprodil (0.3 mg/kg i.p.), suggesting a role for the GluN2B subunits on ND-induced impairment. The administration of spermine partially reversed these effects, and it is possible hypothesize that the polyamine system plays a role in the memory impairment of prolonged ND administration. The administration of ND has an anxiogenic effect (50 mg / kg s.c.). The locomotor activity of the animals did not change with all pharmacological treatments used, and finally, nandrolone decanoate did not change the maximum strength and body mass of mice. In conclusion, prolonged administration of ND induce memory impairment and anxiety, and GluN2B subunits of NMDA receptors plays a role in memory impairment. The prolonged administration of ND did not alter the maximal strength and body mass of mice. Keywords: nandrolone decanoate, n-metil-d-aspartate recpetor, memorypt_BR
dc.format.extent86 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEsteróides anabólicospt_BR
dc.subjectMemoriapt_BR
dc.subjectAnsiedadept_BR
dc.subjectForça muscularpt_BR
dc.subjectEducação Físicapt_BR
dc.titleEfeito de esteroides anabolizantes androgênicos sobre memória, força no exercício de subir escada e ansiedadept_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record