Show simple item record

dc.contributor.advisorMachado, Nílson José, 1947-pt_BR
dc.contributor.authorFaria, Paulo Cezar dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2021-01-29T00:55:34Z
dc.date.available2021-01-29T00:55:34Z
dc.date.issued1996pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68380
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Nilson José Machadopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Curso de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 157-159pt_BR
dc.description.abstractResumo: Ao analisarmos as propostas curriculares de dezenove instituições responsáveis pela formação do professor de matemática, constatamos que elas seguem o currículo mínimo estabelecido pelo Conselho Federal de Educação em 14/11/62. Algumas instituições ousaram criar certas disciplinas mais adequadas ao curso de licenciatura em matemática. Porém, um aspecto fundamental tem sido esquecido que é a definição do papel que cada disciplina deve desempenhar na estrutura curricular. Assim, as disciplinas de um curso de licenciatura em matemática devem ser ministradas tendo como referência um procedimento pedagógico intencionalmente dirigido a uma dupla função: ele deverá transmitir conhecimentos ao futuros professores e também prepará-los para a tarefa de ensinar. Para tanto, as disciplinas de conteúdo necessitam do estabelecimento de uma forma adequada à sua compreensão; as disciplinas pedagógicas devem determinar a possibilidade de variação do conteúdo e as disciplinas aqui consideradas mistas devem procurar estabelecer a correspondência entre disciplinas pedagógicas e de conteúdo. No entanto, a inter-relação entre conteúdo e forma deve ser estabelecida em todas as disciplinas do currículo de licenciatura em matemática. Portanto, toma-se fundamental fixar claramente para cada disciplina e para o curso como um todo, os objetivos, enfoques, ênfases e tipos de aplicações relevantes à formação docente. Isto exige uma mudança de paradigma no processo de formação do professor de matemática. O procedimento pedagógico mencionado acima deverá permitir que ao longo do curso o futuro professor vá percebendo a existência da inter-relação entre os conhecimentos envolvidos em seu processo de formação. Para tanto, tal procedimento deverá permitir ao futuro professor desenvolver sua estrutura cognitiva através de associações e elaborações de modo a compreender a rede de conhecimentos envolvida em seu processo de formação. A formação do professor de matemática deve ser entendida como um processo contínuo de apreensão de conhecimentos, envolvido organicamente com a maneira pela qual se realiza o ensino e a aprendizagem. A experimentação, a inovação e a investigação articulada com as práticas educativas, devem abrir novas possibilidades de realização da atividade pedagógica do futuro professor. Este novo paradigma de formação do professor de matemática deverá considerar ainda os seguintes pontos: o estágio supervisionado, o trabalho em equipe, a capacidade de elaboração de projetos e a formação permanente. Estas características, inerentes ao processo de formação docente, assumem uma dimensão muito mais ampla quando se pensa no futuro do trabalho. Atualmente o conhecimento está sendo aplicado ao próprio conhecimento. Através da sofisticação da técnica associada às facilidades da automação procura-se atingir a máxima eficiência com menor esforço. Assim, o trabalho, no sentido tradicional da palavra desaparecerá gradualmente na medida em que o trabalho manual e o trabalho rotineiro podem ser automatizados. Entretanto, isso não significa o desaparecimento da atividade humana. Ela poderá adquirir a forma das mais diversas ocupações em que o intelecto desempenha um papel determinante. Nesse sentido a educação permanente, que é uma das características primordiais da profissão docente, se apresenta como um das principais formas de atividade humana nesta nova sociedade que se descortina.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: When analyze the curriculums proposed of nineteen institutions responsible by professor's formation of mathematics, we observe that they follow the minimum curriculum established by Education Federal Council in November, fourteen, 1962. Some institutions dared to create some disciplines more adequate in the graduate mathematics course. However, a fundamental aspect has been forgotten, that is the paper's definition that each discipline must to perform in the curricular structure. So, the disciplines of a graduate mathematics course must be taught having like reference a pedagogical procedure with intention directed to a double function: it will must to transmit knowledge to the future professors and also prepare them to task of to teach. But, the disciplines of contents need an establishment and an adequate form for your understanding; the pedagogical disciplines must to determine the possibility of the variation of the contents and the disciplines here considered mixed, must look for to establish the correspondence among pedagogical disciplines and of the contents. However, the inter-relation among contents and form must be established in all disciplines of the curriculum of graduate in mathematics course. So, it is fundamental to fix clearly for each discipline and for the course as a whole, the objectives, focus, emphasis and sorts of important applications to professor's formation. This requires a change paradigm in the process of professor's formation of mathematics. The pedagogical proceeding mentioned above will must to permit that during the course the future professor goes feeling the existence of the interrelation among the involved knowledge in his formation's process. But, such proceeding will must to permit to the future professor to develop his cognitive structure through associations and elaboration of manner to understand the knowledge's system involved in his formation's process. The professor's formation of mathematics must be understood like a continue process of apprehension of knowledge, organically involved with the manner by witch to realize the education and the apprenticeship. The experimentation, the innovation, and the articulate investigation with the educative practical, must to open new possibilities of realization of the pedagogical activity of the future professor. This new paradigm of professor's formation of mathematics will must to consider still the following points: the supervised training, the work in team, the capacity to elaboration of projects and the permanent formation. These characteristics, join in the process of professor's formation, assume a dimension much more ample when think about it, in the future work. Nowadays the knowledge is being prescribed in the own knowledge. Trough of the sophistication of the technique associated to the automatism's facilities look for to reach the maximum efficiency with lesser effort. So, the work, in the traditional meaning of word will disappear gradually in the measure that the manual work and the routinely work may be automatics. However, this not mean the disappear of the human activity. It will can acquire forms of the more varied occupations that the intellect performs a determinant paper. This way, the continuous education, that is one fundamental characteristics this profession, and it to show like one of the principal forms of human activity this new society that is discovered.pt_BR
dc.format.extent159 f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectMatemática - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectMatemática - Curriculospt_BR
dc.subjectProfessores de matematicapt_BR
dc.subjectProfessores - Formaçãopt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleA formação do professor de matemática : problemas e perspectivaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record