Show simple item record

dc.contributor.authorVöros, András Karolypt_BR
dc.contributor.otherMartins, Onilza Borgespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-09-16T01:40:56Z
dc.date.available2020-09-16T01:40:56Z
dc.date.issued1994pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68184
dc.descriptionOrientadora: Onilza Borges Martinspt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educaçãopt_BR
dc.description.abstractResumo: As organizações têm dimensões socioculturais, políticas e econômicas. Entretanto o que está no centro das evidencias é o ser Humano Este ser tem necessidades vitais, entre as quais pode-se incluir o lazer. O problema principal é equacionar o conflito entre o trabalho e o lazer, uma vez que o movimento em torno do lazer é um fato irreversível. Entretanto deve-se evitar que o anti-lazer (um lazer obrigatório) se aposse das pessoas Educar para o tempo livre e para o lazer reveste-se da maior importância como fenômeno social global. A metodologia utilizada neste estudo foi a de análise documental, com procedimentos qualitativos e de reflexão. Fundamentalmente, o lazer surge com a conquista das oito horas de trabalho na sociedade industrial. Na atualidade porém, o tempo livre é utilizado conforme as instituições preconizam. O lazer tem três funções básicas: Descanso, Diversão e Desenvolvimento Pessoal Ao se alcançar o direito ao lazer e o tempo livre em sua plenitude, surge o questionamento: o que fazer neste tempo? A falta de Educação para o Lazer tem levado as pessoas a se utilizarem da indústria do lazer, tornando sua prática um ato alienado. A pressão cultural que valorizou sobremaneira o trabalho, recentemente também passou a reconhecer a humanização deste e a necessidade da qualidade de lazer. Pelos atrativos que reúne o lazer pode ser considerado como um campo fértil para a educação, entretanto como o lazer é uma atividade livre e prazerosa, não poderá ser submetido a excessiva disciplina escolar, embora seja um componente do sistema educacional . Deve-se encarar o lazer como uma atividade libertadora e não apenas uma situação de negação da opressão do trabalho. O lazer é uma forma de ser, uma condição humana que todos desejam e poucos alcançam. De qualquer forma o trabalho e o lazer são interdependentes. Assim, o processo de Educação para o Lazer não deve ficar restrito à Escola, mas sim dentro de uma perspectiva de Educação Permanente. A fim de se planejar a Educação para o Lazer deve-se ter leis e iniciativas viáveis de aplicação prática. Muitas iniciativas valem-se do lazer como forma de contornar problemas nas diversas instituições. Surge, desta forma, o lazer de consumo A transformação cultural advinda pela prática do lazer estará presente por toda a vida em cada indivíduo, com reflexos no desenvolvimento pessoal. O lazer abre um campo educativo para que cada vez mais se exercite a participação social, mediante uma mudança de valores e hábitos, na cultura das vidas do indivíduo Para o desenvolvimento da Educação para o Lazer, a presença do animador sociocultural, como agente de educação é fundamental, liderando e orientando os praticantes Desta forma é possível concluir que uma plena Educação para o Lazer só se efetivará quando a escola aceitar transformações para esta nova disciplina e não se deixar levar por um enfoque do lazer como "solucionador de problemas". Para uma verdadeira mudança, as ações de lazer deverão conhecer a realidade, o interesse da clientela, utilizar da interdisciplinaridade, qualificar os recursos humanos, manter intercâmbio permanente, utilizar corretamente os meios de comunicação de massa, otimizar recursos .entre outros Sugere-se desta forma que: 1- seja revisto o conceito de lazer na Constituição 2- reformulação democrática dos programas, 3- a promoção da busca de liberdade de lazer fora das instituições , 4- definir com exatidão as políticas de lazer, 5- comprometer as Universidades e as escolas de 2° Grau com a formação de educadores de lazer, 6- ampliação da utilização dos equipamentos pelas diversas categorias sociais. A Educação para o Lazer poderá ser alcançada por uma Revolução Cultural, fundamentada nela As transformações em curso na cultura são reforçadas pela Educação para o Lazer.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Organizations have social-cultural, political and economical dimensions. However, what is in the core of the evidences is the human being. This human has vital needs, among them, leisure can be included. The main problem is to balance the conflict between work and leisure, since the movement around leisure is an irreversible fact. Nevertheless, it has to be avoided that anti-leisure (a compulsory leisure) takes possession of people. To educate for the free time and for leisure is of great importance as whole social phenomenon. Methodology used in this study was documentary analysis, with quality and reflection procedures. Basically, leisure arises with the achievement of the eight hours work at the industrial society. Nowadays, however, free time is used as institutions recommend. Leisure has three basic functions Rest, Entertainment and Personal Development. By reaching the right to leisure and to free time in its fullness, the following question springs up what to do during this time? The lack of Education for Leisure has been leading people to use the leisure industry, turning is practice into a unconscious act. Cultural pressure, that is extraordinarily raised the work value, has lately also recognized humanization and the need for leisure quality. Because of its attractions, leisure can be considered as a fertile field for education however, being a free and pleasant activity, it cannot bee submitted to excessive school discipline, although it is a component of the educational system Leisure has to be faced as a liberating activity, not only as a work oppression deny situation Leisure is a way of being, a human condition that all desire and only a few reach. Anyhow, work and leisure are interdependent. Therefore, Education for Leisure process should not be restrict to school, but it has to be considered into a Permanent Education perspective. With the purpose to plan education for leisure it is needed to have feasible laws and initiatives for practical application. Many initiatives use leisure as a way to solve the problems in several institutions. It comes, in this way, consumption leisure. Cultural transformation, originated from the practice of leisure, will be present the whole life of each individual, with reflections in the personal development. Leisure opens an education field for social participation to be exercised even more, through a habits and values change, in the cultural life of the individuals. For the development of the Education for Leisure, the presence of the social-cultural animation person, as education agent is essential, leading and orienting the learners In this way, it is possible to conclude that an entire Education for Leisure will only be effective when school accepts transformation for this new discipline, not being influenced by a leisure focus as a "problems solver". For a true change, leisure actions will have to: know the reality, interest of the customers, use the interdisciplinary, qualify the human resources, keep permanent exchange, rightly use mass communication means, resources optimization, among others Based on this, it is suggested: 1. To revise the leisure concept in the Constitution; 2. democratic reformulation of programs , 3. promotion of the search of leisure freedom outside institutions; 4. to exactly define the leisure policies; 5. to compromise universities and high schools (2nd level schools) with leisure educators formation ; 6. enlargement of the equipments utilization by several social categories. Education for Leisure will be reached through a Cultural Revolution based on it. Current transformations in the culture will be reinforced by Education for Leisure.pt_BR
dc.format.extent[vii], 161 f. ; 30 cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectLazer e educaçãopt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleEducação para o lazer : um desafio para a modernidadept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record