Show simple item record

dc.contributor.authorGabardo Junior, Jair Mario, 1988-pt_BR
dc.contributor.otherGonçalves, Michelle Bocchi, 1980-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-11-26T18:31:46Z
dc.date.available2020-11-26T18:31:46Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/67882
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Michelle Bocchi Gonçalvespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa : Curitiba, 04/03/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta pesquisa concerne à linha Linguagem, Corpo e Estética na Educação (PPGE/UFPR/LICORES) e vincula-se ao grupo Laboratório de estudos em Educação performativa, Linguagem e Teatralidades (ELiTe/UFPR/CNPq). O estudo aduz para a compreensão do saber acerca do corpo e de seu movimento dançado, refletidos frente aos rituais performativos impostos pelo espaço físico de uma escola pública na cidade de Curitiba/PR. A partir de uma concepção de escrita performativa decorrente às performances sociais de artista, professor e pesquisador do sujeito propositor desta investigação, desdobra-se o objetivo de compreender a emancipação do performar estudante, a partir de uma vivência de Educação Performativa, através do corpo e de seu movimento dançado. A investigação tem na sua ancoragem teórico-prática, e elaboração metodológica e analítica, os Estudos da Performance e seus embricamentos no campo educacional, o que tem sido difundida academicamente como Educação Performativa. Centralizada na corporeidade dos processos educativos, a pesquisa traz em sua problematização a vivência da dança como parte do componente curricular de Arte por intermédio da experiência com 153 sujeitos estudantes entre 13 a 14 anos de idade distribuídos em cinco turmas de 9º ano do Ensino Fundamental II da Educação Básica. Ao transitar pelas vias de uma escrita/imagem performativa, endossa o estudo a apropriação do arquivo performático composto por videodanças elaboradas pelos sujeitos estudantes a fim de constituir o corpus de análise. É tida na interrogativa "O que pode mover o meu corpo na escola?" o dispositivo didático-metodológico para se pensar a performance social de estudante e como este performar é contaminado pelos rituais performativos da escola, não obstante a Educação Performativa envolva a possibilidade de emancipação e (re)significação dos processos escolares que sejam expressados no corpo, agregando, pois, a dança como prática artísticoeducativa capaz de gerar outras formas de relação com a espacialidade da escola. A resultância engloba um método considerado igualmente performático dada a transitante prática dançante da sala de aula, na aproximação do contexto educacional em processos artísticos que despontam, como extensão da própria pesquisa que ofusca os limites entre arte e vida para além do simples arquivamento - imagens e vídeos. É notável que a dialogicidade do corpo subverte sentidos cristalizados da cultura, sobretudo, a capacidade de gerar comportamentos restaurados. Os dramas escolares buscam pela manutenção das condutas, entretanto, os corpos estudantis transgridem as normas e ampliam as simbologias rituais da escola. Por fim, a dança na lente da Educação Performativa se faz capaz de acolher gestos não vistos e dar a eles significados para se performar o papel social de estudante de modo mais atuante e crítico. Palavras-chave: Corpo. Educação Performativa. Dança. Performar estudante.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The study concerns the line Language, Body and Aesthetics in Education (PPGE / UFPR / LICORES) and it is linked to the group Laboratory of Studies in Performative Education, Language and Theatricalities (ELiTe / UFPR / CNPq). The study sheds a light on the understanding of what is known about the body and its danced movement, reflected in the performative rituals imposed by the physical space of a public school in the city of Curitiba / PR. From a certain conception of performative writing resulting from the social performances of the artist, teacher, researcher and the main proposer of this study, the objective is to understand the empowerment of the student as a performer, from a Performative Education experience, through the body and its danced movement. The research has in its theoretical-practical anchorage, and methodological and analytical elaboration, the Performance Studies and its implications in the educational field, which has been academically disseminated as Performative Education. Centered on the corporeality of the educational processes, the study brings in its problematization the experience of dance as part of the curricular component of Art through the study with 153 student subjects between 13 and 14 years old distributed in five classes of 9th grade of Elementary School II of Basic Education. Through the analysis of a performative writing / image, the study endorses the appropriateness of the performative archive composed of recorded dances elaborated by the student subjects in order to constitute the corpus of analysis. It is in the question "What can move my body at school?" that the didacticmethodological mechanism to think about the student's social performance is found and how this performance is contaminated by the performative rituals of the school, although the Performative Education involves the possibility of empowerment and (re) signification of schooling processes that are expressed in the body. Thus, it adds dance as an artistic-educational practice capable of generating other forms of relationship with the spatiality of the school. The result encompasses a method considered equally performative given the transient dance practice of the classroom, in the approximation of the educational context in emerging artistic processes, as an extension of the study itself that overshadows the boundaries between art and life beyond simple archiving - images and videos. It is remarkable that the dialogicity of the body subverts the crystallized senses of culture, especially the ability to generate restored behaviors. School dramas seek to maintain conduct; however, student bodies violate norms and extend the ritual symbols of the school. Finally, dance in the lens of Performative Education is able to accept unseen gestures and give them meanings to perform the social role of students in a more active and critical way. Keywords: Body. Performative Education. Dance. Student as Performer.pt_BR
dc.format.extent166 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDança na educaçãopt_BR
dc.subjectEscolas públicas - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectArtes e criançaspt_BR
dc.subjectPerformance (Arte)pt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleEnsino da dança e a educação performativa : possibilidades de corpo na (re)criação do espaço escolarpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record