Show simple item record

dc.contributor.advisorBaranoski, Emerson Luizpt_BR
dc.contributor.advisorBreda, Sonia Mariapt_BR
dc.contributor.authorAraujo, Rogerio Lima dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Especialização em Planejamento e Controle da Segurança Públicapt_BR
dc.date.accessioned2020-06-23T17:07:15Z
dc.date.available2020-06-23T17:07:15Z
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/67283
dc.descriptionOrientadores: Emerson Luiz Baranoski, Sonia Maria Bredapt_BR
dc.descriptionMonografia(Especialização) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Especialização em Planejamento e Controle da Segurança Publicapt_BR
dc.description.abstractResumo: Analisa as vazões do sistema de proteção contra incêndios por hidrante da norma do Paraná e da ABNT, sob a ótica das forças de propulsão por elas geradas, determinando de forma experimental os limites seguros para operação, considerando a capacidade física dos usuários. Traça um comparativo entre os esguichos de jato compacta e os de jato ajustável quanto as pressões de operação, vazões e forças geradas. Aplica o Principio Físico da Lei de Conservação do Momento Linear e determina a equação de propulsão das mangueiras de incêndio. De forma experimental comprova a validade da equação para o calculo das forças de propulsão geradas pelas mangueiras de incêndio. Estabelece por análise do peso médio brasileiro e experiência com alunos bombeiros um limite seguro para operação de mangueiras de incêndio, como força de propulsão máxima segura a ser operada por um ou dais operadores. Com o termo força de propulsão da equação calcula as forças geradas pelas vazões estabelecidas no Código de Prevenção do Paraná (2001) e da NBR 13714 (2000), constatando que as vazões dos maiores riscos de incêndio ultrapassam o limite estabelecido como seguro, entre 9,5 e 74,5%. Verifica que ha diferença entre as forças geradas par esguichos de jato compacta e esguichos ajustáveis, podendo a vazão do ajustável ser de ate 29% menor, quando comparados com a mesma pressão. Conclui que a equação da força de propulsão de mangueiras de incêndio se constitui numa ferramenta útil para mensurar forças de propulsão, possibilitando adequar vazões dos sistemas preventivos por hidrantes dentro do limite de segurança para operação.pt_BR
dc.format.extent60 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPrevençao de incendio - Paraná (PR)pt_BR
dc.titleVazões do sistema de proteção contra incêndios por hidrante no Paraná : determinação dos limites considerando a capacidade física dos usuáriospt_BR
dc.typeMonografia Especializaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record