Show simple item record

dc.contributor.authorWitkowski, Rafael André Pinheiro, 1988-pt_BR
dc.contributor.otherSouza, Maria Cristina de, 1963-pt_BR
dc.contributor.otherAngulo, Rodolfo José, 1950-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Programa de Pós-Graduação em Geologiapt_BR
dc.date.accessioned2020-04-07T15:18:19Z
dc.date.available2020-04-07T15:18:19Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/66414
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Maria Cristina de Souzapt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Rodolfo José Angulopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Geologia. Defesa : Curitiba, 09/03/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 96-103pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Geologia Ambientalpt_BR
dc.description.abstractResumo: O local pesquisado corresponde ao setor da planície costeira que marca o início da formação da barreira holocênica regressiva em Pontal do Paraná. O objetivo desse trabalho é detalhar o modelo evolutivo proposto para este setor a partir da descrição de afloramentos, testemunhos de sondagem e de dados de GPR (Ground penetrating radar). A interpretação dos dados de GPR permitiu estabelecer um empilhamento estratigráfico da barreira em três unidades: inferior, intermediária e superior. A unidade inferior foi caracterizada por suas radarfácies, sendo interpretada como substrato pleistocênico sobre o qual a barreira holocênica se desenvolveu. A unidade intermediária é lateralmente contínua, ocorre predominantemente a partir de 7 m até 15 m de profundidade, na ausência da unidade inferior chega a apresentar dados até 20 m. Essa unidade foi definida por suas radarfácies e fácies descritas do testemunho de sondagem, sendo constituída pelos seguintes ambientes: plataforma interna, face litorânea inferior e face litorânea média. A unidade superior é continua e ocorre da superfície até 7 m de profundidade. Essa unidade está exposta nas margens do rio Guaraguaçu, sendo descrita em afloramentos e em dois testemunhos de sondagem. A unidade superior foi interpretada como correspondente a face litorânea superior e face praial. Foram identificadas na unidade superior estruturas com crescimento para sudoeste e para nordeste, essas feições sugerem que houve o crescimento de esporões no início da formação da barreira holocênica. Os esporões podem ter se formado sobre a plataforma interna, tendo uma associação de fácies semelhante às de uma barreira formada por cordões. Palavras-chave: planície costeira paranaense; início da formação da barreira holocênica; crescimento de esporões.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The researched place is in coastal plain which mark the beginning of regressive barrier formation at Pontal do Paraná. The objective of this study is to detail the evolution model of this sector from outcrops description, boreholes and GPR (Ground penetrating radar). The GPR data interpretation allowed establishing the barrier stratigraphic in tree units: inferior, intermediary and upper. The inferior unit was characterized by its radarfácies, being interpreted by pleistocene substrate on which the holocene barrier has been developed. The intermediary unit is laterally continuous, and it occurs predominantly from 7 m to 15 m deep, in the absence of inferior unit, it can show up to 20 m. This unit was defined by radarfácies and descripted facies of the boreholes. The intermediary unit is formed by the following environments: innershelf, lower shoreface and middle shoreface. The upper unit is continuous and occurs from the surface up to 7 m deep. This sequence is exposed along the Guaraguaçu river, being described in outcrops into two boreholes. The upper unit was interpreted as correponding to the uppershore face and foreshore. In the upper unit was identified growing structures to southwest and northeast. These features suggest that were growing spits at the beginning of the holocene barrier formation. These spits could have been formed over the innershelf, having a facies association similar to a barrier formed by ridges. Key words: paranaense coastal plain; beginning of holocene barrier formation; growing spits.pt_BR
dc.format.extent103 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPraiaspt_BR
dc.subjectCosta - Proteçãopt_BR
dc.subjectGeologia estratigraficapt_BR
dc.subjectGeologiapt_BR
dc.titleEstratigrafia do início da formação da barreira holocênica na Praia de Leste, litoral do estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record