Show simple item record

dc.contributor.advisorMoraes e Silva, Marcelo, 1975-pt_BR
dc.contributor.authorGomes, Leonardo do Couto, 1997-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Educação Físicapt_BR
dc.date.accessioned2020-04-14T20:27:49Z
dc.date.available2020-04-14T20:27:49Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/66385
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Marcelo Moraes e Silvapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa : Curitiba, 16/12/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 107-116pt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente dissertação teve como objetivo compreender como se deu o processo de materialização da cultura física no Clube Curitibano no período de 1881 a 1914. Utilizou-se de uma metodologia historiográfica, tendo como principais materiais analíticos dois grupos de fontes: um composto por jornais e revistas do período e o outro formado por atas e estatutos que versavam sobre o Clube Curitibano e aspectos da cultura física em seu interior. Com base nas fontes, verificou-se que a constituição da associação se deu a partir dos anseios de cavalheiros luso-brasileiros ligados à elite econômica, política e intelectual do Paraná em construir um espaço recreativo harmonioso. Esse grupo possuía apreço pela literatura, a qual teve papel central para a constituição do clube, além de buscarem no novo ambiente uma clara distinção dos variados clubes de imigrantes que já haviam se estabelecido na cidade. Percebeu-se que a partir do gosto pela literatura, juntamente com os desejos de modernidade avivados em Curitiba, que o Clube Curitibano buscou ampliar suas estruturas e cada vez mais moldar seu espaço de acordo com as ambições citadinas, construindo vastos salões e criando sua própria revista para transparecer ao restante da população as dinâmicas desenvolvidas em seu interior. Nesta tentativa de inovação, observou-se que elementos ligados ao discurso da cultura física adentraram na instituição, sendo os bailes dançantes as primeiras manifestações desse discurso no clube. Essas condutas abriram as portas para o reconhecimento do valor educacional das práticas físicas, bem como de seus benefícios para o funcionamento do corpo. Posteriormente, fortalecendo essa apreciação pelas práticas física, verificou-se que foram implementados os torneios de bilhar. Esses torneios aconteciam em um ambiente controlado, institucionalizado e organizado, em que apenas as gestualidades comedidas eram aceitas, além da indiscutível valoração de movimentos hábeis e das destrezas físicas que decorreram das partidas de bilhar. Além disso, evidenciou-se que a inclusão da esgrima e atividades gímnicas dentro do Clube Curitibano fortaleceu gradualmente o reconhecimento das benesses das práticas físicas pelos sócios e por todos que acompanhavam de forma indireta as dinâmicas da instituição, sendo incluídos nesse cenário professores especialistas de ambas as práticas para alcançar com primazia o fortalecimento físico e moral. Por fim, as fontes apontaram a emergência de uma ampla valorização de atividades com características esportivizadas no final da temporalidade investigada, na cidade de Curitiba. A importância que as práticas encontradas nessa pesquisa tomaram, de acordo com a empiria, pareceu influenciar na implementação da primeira modalidade esportiva no Clube: o tênis, mostrando mais uma vez que o Clube Curitibano se moldava de acordo com os anseios mais amplos circulantes no espaço urbano. Nesse sentido, pode-se concluir que as práticas ligadas à cultura física fomentadas na associação, no final da temporalidade, passaram a colocar progressivamente os corpos dos indivíduos como protagonistas, fator que passou a exigir processos de aperfeiçoamento da cultura física, buscando gradualmente o treinamento e a educação do corpo dos associados. Palavras-chave: Clube. Cultura física. Curitiba. Educação do corpo. Modernidade.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present dissertation aimed to understand how the physical culture materialization process took place in the Curitibano Club from 1881 to 1914. It used a historiographic methodology, having as main analytical materials two groups of sources: one composed by newspapers and magazines of the period and the other formed by minutes and statutes that dealt with the Curitibano Club and aspects of physical culture in its interior. Based on the sources, it was found that the constitution of the association was based on the desire of Luso-Brazilian gentlemen linked to the economic, political and intellectual elite of Paraná to build a harmonious recreational space. This group had an appreciation for the literature, which played a central role in the constitution of the club, and sought in the new environment a clear distinction from the various immigrant clubs that had already been established in the city. It was noticed that from the taste for literature, along with the desires of modernity revived in Curitiba, that the Curitibano Club sought to expand its structures and increasingly shape its space according to city ambitions, building vast halls and creating its own. revised to show to the rest of the population the dynamics developed within it. In this attempt to innovate, it was observed that elements linked to the discourse of physical culture entered the institution, with dancing balls being the first manifestations of this discourse in the club. These behaviors opened the doors to the recognition of the educational value of physical practices, as well as their benefits to the body's functioning. Subsequently, by strengthening this appreciation of physical practices, it was found that billiard tournaments were implemented. These tournaments took place in a controlled, institutionalized and organized environment, in which only restrained gestures were accepted, as well as the undoubted appreciation of skillful movements and the physical prowess of pool games. In addition, it was evident that the practice of fencing and gymnastics within the Curitibano Club gradually strengthened the recognition of the benefits of physical practices by the members and by all those who indirectly followed the dynamics of the institution. practices to achieve primacy physical and moral empowerment. Finally, the sources pointed to the emergence of a wide appreciation of activities with sports characteristics at the end of the investigated temporality, in the city of Curitiba. The importance that the practices found in this research took, according to empiricism, seemed to influence the implementation of the first sport in the Club: tennis, showing once again that the Curitibano Club was molded according to the wider circulating longings in space. urban. In this sense, it can be concluded that the practices related to physical culture fostered in the association, at the end of temporality, began to place the bodies of individuals as protagonists, a factor that began to require processes of improvement of physical culture, gradually seeking training. and the education of the members' bodies. Keywords: Club; Physical culture; Curitiba; Body Education; Modernity.pt_BR
dc.format.extent116 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectClubespt_BR
dc.subjectImagem corporalpt_BR
dc.subjectEducação Físicapt_BR
dc.title"Malum non admitte" : a cultura física no Clube Curitibano (1881-1914)pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record