Show simple item record

dc.contributor.authorKaled, Manuela, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherMaftum, Mariluci Alves, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2020-09-14T19:46:23Z
dc.date.available2020-09-14T19:46:23Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/66236
dc.descriptionOrientadora: Profª. Drª. Mariluci Alves Maftumpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa : Curitiba, 11/12/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 91-100pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática Profissional de Enfermagempt_BR
dc.description.abstractResumo: Os transtornos relacionados a substâncias são considerados um problema de saúde pública, caracterizados por alterações cognitivas, comportamentais e fisiológicas, ocasionando prejuízos em diversas áreas da vida da pessoa. Sua gravidade pode ser avaliada pelas consequências negativas relacionadas às dimensões socioeconômica, familiar, financeira, clínica e legal. Trata-se de um estudo quantitativo transversal, com o objetivo geral de avaliar a gravidade dos transtornos relacionados a substâncias nas pessoas em tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas. A amostra foi por conveniência e composta por pessoas maiores de 18 anos que estavam em tratamento. Os dados foram coletados no período de abril a novembro de 2018, mediante a aplicação do Instrumento Addiction Severity Index 6 (ASI-6). Os resultados foram apresentados de maneira descritiva e estratificados por sexo. Da amostra constituída de 137 pessoas, 89,1% (122) era do sexo masculino e 10,9% (15) do feminino. A média da idade do total de participantes foi de 41,7 anos (±12,5). Em relação à raça e estado conjugal, 46,0% (63) se declararam brancos e 41,6% (57), solteiros. A média de filhos por pessoa foi de 1,48 (±1,46). No que se refere a condições de moradias, 28,5% (39) apresentavam histórico de situação de rua. A baixa escolaridade foi caracterizada em 44,5% (61) dos participantes. Quanto à caracterização das condições de saúde física, 21,4% (30) relataram ter Hipertensão Arterial Sistêmica. Com relação a condições de saúde psicológicas/psiquiátricas, 32,1% (44) apresentaram alguma comorbidade mental. No que concerne aos transtornos relacionados a substâncias, exceto o álcool, a principal substância considerada problema foi a cocaína/crack 94,4% (68). O uso do álcool foi considerado a substância de principal problema para 72,2% (65) das pessoas. No que se refere à caracterização familiar, 40,9% (56) das pessoas estavam em um relacionamento amoroso e 59,1% (91) tinham vínculo familiar. Em relação aos aspectos legais, 10,9% (15) das pessoas tinham históricos de prisão antes dos 18 anos. Na avaliação do escore da gravidade dos transtornos relacionados a substâncias em sete áreas afetadas na vida da pessoa, as áreas de maiores escores de gravidade, sucessivamente, foram família/crianças, 57,8 (±8,6), Álcool, 52,8 (± 10,9) e Família/Problemas Sociais, 51,0 (±8,9). Considerando as consequências dos Transtornos Relacionados a Substâncias para a pessoa, a família e a sociedade bem como o intenso aumento do uso de substâncias no Brasil e no mundo, concluise que os resultados deste estudo podem contribuir com subsídios para o cuidado à pessoa e à família com vistas a minimizar a gravidade deste problema. Palavras-chave: Transtornos relacionados ao uso de substâncias. Saúde mental. Índice de gravidade de doença. Serviços de Saúde Mental.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Drug-related disorders are considered a public health problem, featuring cognitive, behavioral and physiological disorders, thus hindering several areas of an individual's life. Severity can be assessed by the negative consequences related to socioeconomic, familiar, financial, clinical and legal dimensions. It is a crosscut, quantitative study, aiming to assess the severity of substance-related disorders in people undergoing treatment at Psychosocial Care Centers for Alcohol and other Drugs. The convenience sampling comprised individuals older than 18 years, undergoing treatment. Data were gathered between April and November, 2018, by applying the Addiction Severity Index 6 (ASI) instrument. Results were presented in a descriptive way and stratified by gender. The sample entailed 137 people, 89.1% (122) were males, and 10.9% (15) were females. Mean age of all participants was 41.7 years (±12.5). Regarding race and marital status, 46.0% (63) claimed that they were Caucasian, and 41.6¨(57), single. The average number of children per person was 1.48 (±1.46). Regarding housing, 28.5% (39) had a history of homelessness, living on the streets. Low schooling featured 44.5% (61) of the participants. As for their profile of physical health status, 21.4% (30) reported Systemic Arterial Hypertension. In relation to their psychological/psychiatric health, 32.1% (44) featured a mental comorbidity. Regarding substance-related disorders, apart from alcohol abuse, the potential problem drug was cocaine/crack for 94.4% (68). Alcohol was considered the potential problem substance for 72.2% (65) of the individuals. As for the family profile, 40.9% (56) of the individuals were engaged in a loving relationship, and 59.1% (91) had family ties. In relation to the legal aspects, 10.9% (15) of the subjects had been arrested before 18 years old. Assessing the scoring of severity of drug-related disorders in 7 affected areas, the areas with the highest evidenced scores of severity were, successively, family/children, 57.8 (±8.6), Alcohol, (52.8) (±10.9) and Family/Social Problems, 51.0 (± 8.9). Considering the outcomes from Substance-Related Disorders to individuals, families and society, and the increasing substance abuse in Brazil and in the world, it was concluded that the results in this study may contribute to ground individuals' and families' care, in order to minimize the severity of this problem. Keywords: Substance-related disorders. Mental health. Disease severity index. Mental Health Services.pt_BR
dc.format.extent129 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTranstornos relacionados ao uso de substânciaspt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectServiços de saude mentalpt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.titleGravidade dos transtornos relacionados a substâncias nas pessoas em tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogaspt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record