Show simple item record

dc.contributor.authorMaros, Angieli Fabrizia, 1987-pt_BR
dc.contributor.otherPanke, Luciana, 1972-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Artes, Comunicação e Design. Programa de Pós-Graduação em Comunicaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-02-07T20:29:37Z
dc.date.available2020-02-07T20:29:37Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/65540
dc.descriptionOrientadora: Profª. Dra. Luciana Pankept_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Artes, Comunicação e Design, Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Defesa: Curitiba, 30/05/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 107-120pt_BR
dc.description.abstractResumo: A orientação da opinião púbica é uma atividade intrínseca ao jornalismo (LIPPMANN, 1922; FARHAT, 1992; HABERMAS, 1997) e é principalmente por meio do editorial, formato específico da prática desassociado do princípio da imparcialidade, que a empresa jornalística busca cumprir esta função (BELTRÃO, 1980). Partindo destas premissas, esta pesquisa se propõe a responder como a Folha de S. Paulo e O Globo se posicionaram editorialmente sobre o processo de acordo de paz entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o governo da Colômbia. Com o emprego da metodologia da Análise de Conteúdo orientada por Bardin (2016), buscou-se definir e analisar a partir de quais perspectivas temáticas os veículos em questão fundamentaram suas opiniões em relação aos diálogos de paz ocorridos entre 2015 e 2017. Especificamente, foi incorporada ao estudo a intenção de verificar se esses jornais também interpretaram no âmbito de sua relevância para a conjuntura latino-americana, uma vez sendo os diálogos de paz na Colômbia um importante recorte histórico da América Latina, relacionado ao fim do conflito mais longo da região. Frutos dos diálogos com a teoria sobre o papel do jornalismo na sociedade e como fonte integradora da identidade latino-americana e ainda sobre aspectos históricos e contextuais das Farc e do acordo de paz que pôs fim à guerrilha, os resultados mostraram um duplo movimento. Em relação à Folha de S. Paulo, temse uma manifestação editorial que apresenta aos leitores um processo cercado de impasses e distante em trazer a importância e as consequências do fato para o contexto da América Latina. Em O Globo, encontraram-se opiniões editoriais, de modo geral, mais positivas e amparadas a aspectos econômicos, o que se percebeu como uma forma de ressaltar seus próprios princípios editoriais. Mas de igual maneira, a aproximação com a América Latina também não se desenvolve, de modo que é possível endossar argumentos de estudos anteriores que já se propuseram evidenciar um afastamento dos jornais brasileiros de temas ligados à região. Palavras-chave: Comunicação política. Jornalismo. América Latina. Colômbia. Farcpt_BR
dc.description.abstractAbstract: Guiding the public opinion is one of the activities that journalism is used for (LIPPMANN, 1922; FARHAT, 1992; HABERMAS, 1997) and the editorials, specific forms which do not require partiality, is the mainly way deployed by journalism companies to practice that (BELTRÃO, 1980). Based on it, this research aim to answer and analyze how the Brazilian newspapers Folha de S. Paulo e O Globo, the ones considered the country's most important quality papers, standed themselves about the Colombian peace process negotiated along with Revolutionary Armed Forces of Colombia. The Bardin's (2016) content analysis procedures was used to define and to investigate upon which thematics perspectives the newspapers related above had released their opinions about the peace dialogues that took place between 2015 and 2017. Specifically, to the study was joined the intention of verifying if these periodics also tried to bring some interpretation to the Latin American agenda, once Colombian peace dialogues are an important historic fact in Latin America, related to the region's longest conflict. Dialogues with the theory which discuss the function journalism is given in the society and the role the journalism practice assumes to strengthen the Latin American identity, as well the historical and contextual aspects of the FARC and the peace agreement that ended the guerrilla war, reveal a double movement. Regarding Folha de S. Paulo, there is editorial manifestations that conduces the readers along a process surrounded by impasses and also distant in bringing the importance and consequences of the peace negotiation to the Latin American context. In the other hand, O Globo' opinions were constructed in a different way, mainly about the economic issues. It was noticed the editorials were used as a way to emphasize their own editorial principles, strongly linked to economic themes. But, as the same, there is no approach to the Latin America, what allows to endorse previous studies which have already evidenced a distancing between Brazilian newspapers and Latin American issues. Keywords: Political communication. Journalism. Latin America. Colombia. Farcpt_BR
dc.format.extent137 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectFuerzas Armadas Revolucionárias de Colombiapt_BR
dc.subjectJornalismopt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.titleNuestra America? : uma análise do processo de acordo de paz entre as Farc e o governo da Colômbia a partir dos editoriais da Folha de S. Paulo e O Globopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record