Show simple item record

dc.contributor.authorKluppel, Gilda Elenapt_BR
dc.contributor.otherPavão, Zelia Milleo, 1928-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-10-21T11:44:38Z
dc.date.available2020-10-21T11:44:38Z
dc.date.issued1990pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/65521
dc.descriptionOrientadora: Zélia Milléo Pavãopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Curso de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 138-142pt_BR
dc.description.abstractResumo: A preocupação principal deste estudo é investigar de que forma a concepção economicista e pragmática da educação, com fundamentos teóricos no capital humano, vem sendo utilizada no ensino superior brasileiro. A construção do referencial teórico permitiu examinar as frágeis proposições da teoria do capital humano diante da história do pensamento econômico, como também evidenciou a introdução dessas proposições no ensino superior brasileiro através da Reforma Universitária de 68. Apesar de toda uma literatura crítica ressaltando o emprego ideológico dos conceitos referentes ao aumento do valor econômico do homem por intermédio da educação, entende-se que os "produtos educacionais" decorrentes dessa orientação encontram-se, ainda, presentes no ensino superior. A análise dos dados propiciou uma maior compreensão de algumas incursões da orientação pragmática e suas consequências dadas na realidade específica de um curso de graduação, numa instituição pública. Considera-se, como leitura final, que a universidade pública está menos vinculada às necessidades momentâneas do mercado de trabalho. Dessa forma, apresenta mais condições de superar o direcionamento profissionalizante em que se submeteu a educação na década de 70, permitindo, assim, aos seus egressos um conhecimento não restrito apenas à atuação profissional, mas também política.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study is mainly concerned with investigating how the concept of economic and pragmatical Education - theoretically founded on the human capital - has been used in the Brazilian higher Education system. The working up of theoretical references has enabled a nearer view of the frail assertions concerning the "Human Capital Theory" in the face of "History of Economic Thought", and has also made clear that the 1968 academic amendment established such assertions for higher Education in Brazil. Despite a vast critical bibliography emphasizing the ideological employment of concepts referring to the increase of a person's economical value through Education, one understands that the "educational products" which result from such guidance are still to be found when it comes to higher Education. Data analysis provided a better understanding of the pragmatical guidance and its consequences upon the specific reality of a graduation course, in a public institution. At last, one is able to infer that the public university is not that entailed to the momentary needs of the employment market. Hence, it provides better conditions to overcome the professionalizing trends to which Education has been submitted in the Seventies, and thus providing its graduates with both professional and political knowledge.pt_BR
dc.format.extentx, 154 f. : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEnsino superiorpt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectDesenvolvimento econômicopt_BR
dc.subjectEducação e desenvolvimento economicopt_BR
dc.subjectEnsino superior - Brasilpt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleO desenvolvimento econômico e suas prioridades em educação : o ensino superior em questãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record