Show simple item record

dc.contributor.advisorAlthaus Junior, Adalto Acir, 1973-pt_BR
dc.contributor.authorSilva, Iury Luiz da, 1987-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.date.accessioned2019-11-04T21:42:27Z
dc.date.available2019-11-04T21:42:27Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/64192
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Adalto Acir Althaus Juniorpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico - Mestrado Profisisonal. Defesa : Curitiba, 31/05/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 73-75pt_BR
dc.description.abstractResumo: O objetivo deste trabalho é verificar se há relação estatisticamente significante entre o nível de endividamento das empresas incorporadoras de capital aberto brasileiras com as suas respectivas oferta primária de ações, no período de 2004 a 2010, considerando os postulados pelas teorias de Pecking Order e/ou Market Timing. A teoria do Pecking Order sugere a existência de uma hierarquia no uso de fontes de recursos, enquanto a teoria de Market timing postula que a emissão de ações acontece depois de retornos anormais positivos ou anúncios de prospectos favoráveis da entidade, como um baixo endividamento, em relação aos seus valores patrimoniais e aos seus valores históricos de mercado. A principal contribuição deste trabalho foi analisar o comportamento do endividamento das empresas incorporadoras brasileiras de capital aberto que emitiram novas ações entre 2004 a 2010 comparando-o com o comportamento do endividamento das empresas incorporadoras brasileiras S/A de capital fechado, sob a ótica das teorias de Pecking Order e Market Timing. Foram feitos testes dinâmicos, com o objetivo de analisar o processo de ajuste do endividamento total, de curto e longo prazo no período de 2004 a 2010 das incorporadoras de capital aberto. A amostra analisada se refere a 17 incorporadoras de capital aberto que emitiram novas ações na B3 entre 2004 e 2010, de 2 incorporadoras de capital aberto que não emitiram novas ações além de 17 incorporadoras S/A de capital fechado. Constatou-se que há relação significativa entre o endividamento contábil das incorporadoras de capital aberto brasileiras e as suas ofertas iniciais de ações. Com a aplicação de Dados em Painel consideraram-se para a composição do modelo as variáveis de endividamento (dependente), liquidez corrente, tamanho, tangibilidade, market to book, rentabilidade, crescimento, risco e composição do ativo (independentes). Os resultados mostraram a aceitação parcial das hipóteses levantadas no trabalho, considerando as teorias de estrutura de capital consideradas. As variáveis, Rentabilidade, Market to Book e Tamanho foram significativas, sendo que as mesmas convergiram com as pressuposições da Teoria de Pecking Order. Em contrapartida, apesar de apresentar significâncias com o endividamento, a variável de Risco contradisse a teoria de Pecking Order. Em relação ao Market Timing os resultados indicam que a maioria das emissões de ações pelas incorporadoras no Brasil aconteceu depois de retornos anormais positivos. Ademais, destacam-se, ainda, evidências de que o setor tem papel importante no comportamento de market timing dos gestores, indicando que as empresas de um mesmo ramo setorial tomam decisões semelhantes com a finalidade de explorar janelas de oportunidades possivelmente relacionadas aos seus respectivos setores. O trabalho mostra que o impacto dos IPO's e Follow on no comportamento do endividamento das empresas persiste no curto e médio prazo. Também mostre que ocorre uma significativa redução no nível do endividamento das empresas logo após o IPO e Follow on. Os resultados apontam uma elevação posterior do endividamento após as emissões do IPO e Follow on, mas porem o endividamento não retorna aos níveis anteriores após a emissão das novas ações. Palavras-chave: Pecking Order. Market Timing. IPO. Follow on. Incorporadoras Brasileiras.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The objective of this paper is to verify if there is a statistically significant relationship between the level of indebtedness of Brazilian real state listed companies and their respective primary share offering, from 2004 to 2010, considering those postulated by the Pecking Order and / or Market timing. The Pecking Order theory suggests the existence of a hierarchy in the use of sources of funds, while Market timing theory postulates that the issuance of shares happens after positive abnormal returns or announcements of favorable prospects of the entity, such as low indebtedness. their equity values and historical market values. The main contribution of this work was to analyze the behavior of the indebtedness of the Brazilian publicly-held companies that issued new shares between 2004 and 2010, comparing it with the behavior of the indebtedness of the Brazilian S / A's privately held companies, from the perspective of the theories. from Pecking Order and Market Timing. Dynamic tests were conducted in order to analyze the process of adjustment of total, short and long term indebtedness from 2004 to 2010 of publiclyheld developers. The sample analyzed refers to 17 publicly traded companies that issued new shares in B3 between 2004 and 2010, of 2 publicly traded companies that did not issue new shares in addition to 17 publicly traded S / A developers. It was found that there is a significant relationship between the accounting indebtedness of Brazilian listed companies and their initial share offerings. With the application of Panel Data, the variables of indebtedness (dependent), current liquidity, size, tangibility, market to book, profitability, growth, risk and asset composition (independent) were considered for the composition of the model. The results showed the partial acceptance of the hypothesis raised in the work, considering the capital structure theories considered. The variables, Profitability, Market to Book and Size were significant, and they converged with the assumptions of the Pecking Order Theory. On the other hand, despite presenting significance with indebtedness, the Risk variable contradicted the Pecking Order theory. Regarding Market Timing, the results indicate that the majority of stock issues by developers in Brazil came after positive abnormal returns. In addition, there is evidence that the industry plays an important role in managers' market timing behavior, indicating that companies in the same industry make similar decisions to explore windows of opportunity possibly related to their respective sectors. The is study shows that the impact of IPO's and Follow on on corporate debt behavior persists in the short and medium term. Also show that there is a significant reduction in corporate debt levels right after the IPO and Follow on. The results point to a further increase in debt after IPO and Follow on issues, but debt does not return to previous levels after issuance of new shares. Keywords: Pecking Order. Market Timing. IPO. Follow on. Brazilian real estate development.pt_BR
dc.format.extent75 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectIncorporação imobiliáriapt_BR
dc.subjectDividaspt_BR
dc.subjectCrescimento e Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.subjectAbertura de capital (Ações)pt_BR
dc.titleA abertura de capital das incorporadoras brasileiras : um olhar sob a ótica das teorias de pecking order e market timingpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record