Show simple item record

dc.contributor.authorMuller, Simone Wachter, 1976-pt_BR
dc.contributor.otherCastilho-Weinert, Luciana Vieira, 1981-pt_BR
dc.contributor.otherFavero, Evelinept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Litoral. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentávelpt_BR
dc.date.accessioned2019-09-20T17:51:08Z
dc.date.available2019-09-20T17:51:08Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/63382
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Luciana Castilho Weinertpt_BR
dc.descriptionCoorientador: Profa. Dra. Eveline Fáveropt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor Litoral, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável. Defesa : Matinhos, 25/04/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Eventos de desastres, principalmente relacionados às mudanças climáticas que vem ocorrendo nos últimos anos, são destaques nas literaturas, noticiários e senso comum. O litoral paranaense foi uma das áreas afetadas, acometida por um grande volume de chuva no ano de 2011, ocasionando um desastre socioambiental de amplas proporções, evento que ficou conhecido como "Águas de Março" e causou diversos estragos e perdas significativas para os moradores das áreas atingidas. Frente à esta temática, realizou-se esta pesquisa, com o objetivo principal de investigar a percepção de risco, a identidade e o apego ao lugar de pessoas residentes em áreas afetadas por desastres socioambientais no município de Guaratuba e através deste resultado, buscou-se compreender como as pessoas se relacionam com este ambiente vulnerável. Esta pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa do setor de Ciências da Saúde da UFPR com critérios de inclusão de ser maior de 18 anos e residir há pelo menos 8 anos na região pré-estabelecida. Traçou-se para esta pesquisa, o delineamento metodológico qualitativo, observacional e transversal que dividiu-se em B fases: 1° coletou-se os dados, através de 9 entrevistas em profundidade aplicadas em moradores da área determinada; 2° realizou-se a pré-análise das entrevistas transcritas que formaram B categorias iniciais, sendo elas: i) Experiência do Desastre; ii) Identidade e Apego ao Lugar - a escolha do território como uma lugar para viver e iii) Percepção de risco e destas, surgiram categorias intermediárias e B° analisou-se os dados pelo método de Análise de Conteúdo. Como resultado, percebe-se que as influências relacionadas às necessidades satisfeitas com o local onde vivem, são determinantes nos processos de identificação e apego com o lugar. Também compreende-se que a ocorrência de uma situação de desastre, mesmo que em grandes proporções, como a ocorrida no ano de 2011, não modificou a relação que os moradores têm com seu ambiente. Estes não o percebem como um lugar que ofereça perigo eminente e também não vinculam o evento como um fator negativo para sua permanência no local. Espera-se, através desta pesquisa e das teorias psicológicas, ter a possibilidade de contribuir com a compreensão do que ocorre quando pessoas passam por situações de desastres e continuam vivendo em ambientes de risco, assim como, analisar suas dimensões e consequências contribuindo para a construção de comunidades mais seguras, capazes de lidar com situações extremas e adversas. Palavras-chave: Psicologia Ambiental, Desastres, Apego, Percepção de Riscopt_BR
dc.description.abstractAbstract: Disasters, mainly related to climate change that have been occurring in recent years, are highlights in literature, news and common sense. The coast of Paraná was one of the affected areas, affected by a large amount of rain in 2011, causing a socio-environmental disaster of large proportions, an event that was known as "Águas de Março" and caused several damages and significant losses for the residents of affected areas. In the face of this theme, this research was carried out, with the main objective of investigating the perception of risk, identity and attachment to the place of people living in areas affected by socioenvironmental disasters in the municipality of Guaratuba, and through this result, understand how people relate to this vulnerable environment. This research was submitted to the Research Ethics Committee of the Health Sciences sector of UFPR with inclusion criteria being over 18 years old and residing for at least 8 years in the pre-established region. The qualitative, observational and cross-sectional methodological design was divided into three phases: 1) the data were collected through 9 in-depth interviews applied to residents of the determined area; 2° the pre-analysis of the transcribed interviews was carried out that formed 3 initial categories, being: i) Experience of the Disaster; ii) Identity and Attachment to the Place - the choice of the territory as a place to live and iii) Perception of risk and from these, intermediate categories appeared and 3rd was analyzed the data by the Content Analysis method. As a result, it is perceived that the influences related to the needs satisfied with the place where they live, are determinant in the processes of identification and attachment with the place. It is also understood that the occurrence of a disaster situation, even to a large extent, such as occurred in 2011, did not change the relationship that residents have with their environment. These do not perceive it as a place that offers eminent danger and also do not bind the event as a negative factor for their stay in place. It is hoped, through this research and psychological theories, to be able to contribute to the understanding of what happens when people go through disasters and continue to live in risky environments, as well as to analyze their dimensions and consequences contributing to the construction communities to deal with extreme and adverse situations. Key-words: Environmental Psychology, Disasters, Attachment, Perception of Riskpt_BR
dc.format.extent104 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMudanças climaticaspt_BR
dc.title"Águas de março" : percepção de risco e apego em territórios vulneráveis a desastres socioambientais no município de Guaratuba/PRpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record