Show simple item record

dc.contributor.advisorSilveira, Marcos Silva da, 1962-pt_BR
dc.contributor.authorSouza, Priscila do Rocio Oliveira de, 1986-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologiapt_BR
dc.date.accessioned2019-10-22T17:35:32Z
dc.date.available2019-10-22T17:35:32Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/62472
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Marcos Silva da Silveirapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia. Defesa : Curitiba, 19/11/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 149-150pt_BR
dc.description.abstractResumo: A proposição deste trabalho visa abordar a temática da sexualidade de mulheres e feministas negras e as discussões que estas desencadeiam em grupos de redes sociais. Veremos como a performance passa a ser a ferramenta utilizada por grupos que demandam políticas e pertencimentos, utilizando a exposição do corpo como demarcador e agente destas. Os debates acerca do corpo negros e sexualidade aqui está voltado para as práticas de jovens periféricos que encontram não apenas nas redes sociais formas de expressar suas identidades, mas também as expressam e performam em festas negras que ocorrem na cidade de São Paulo, utilizando assim de uma cultura política. O presente texto traz os dados de pesquisa coletas entre os anos 2015 a 2017 e busca demonstrar como nos espaços virtuais e físicos são utilizados como local discurso e atuação onde questões como performance, identidade, gênero e corporeidade estão em evidência e debate, onde o corpo se constrói, descontrói, performa e se reconstrói. Palavras-chave: Feminismo negro. Performance. Festas negras. Sexualidade. Cultura política. Corpo.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The purpose of this paper is to discuss the sexuality issue of black women and feminists and the discussions that they have in social network groups. We will see how performance becomes the tool used by groups that demand policies and belongings, using the body's exposure as a path and agent of these. The debates about the black body and sexuality here are focused on the practices of young peripherals who find not only in social networks ways of expressing their identities, but also express and perform them in black parties that occur in the city of São Paulo, thus using a political culture. The present text brings the research data collected between the years 2015 to 2017 and seeks to demonstrate how in virtual and physical spaces are used as a place of discourse and performance where issues such as performance, identity, gender and corporeity are in evidence and debate, where the body is constructed, disrupts, performs and rebuilds. Keywords: Black feminism. Performance. Black parties. Sexuality. Political culture. Body.pt_BR
dc.format.extent254 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAntropologia social - Brasilpt_BR
dc.subjectFeminismo - Brasilpt_BR
dc.subjectSexopt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectCultura politica - Brasilpt_BR
dc.subjectMulheres - Aspectos sociaispt_BR
dc.subjectAntropologiapt_BR
dc.titleCelebrando corpos, debatendo movimentos : a sexualidade da mulher negra das redes às festas negras em SPpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record