Show simple item record

dc.contributor.advisorFigueiredo, Eduardo Henrique Diniz de, 1980-pt_BR
dc.contributor.authorBarbosa, Aline Nascimento, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2019-10-19T16:32:20Z
dc.date.available2019-10-19T16:32:20Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/62137
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Eduardo Henrique Diniz de Figueiredopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa : Curitiba, 27/03/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 126-129pt_BR
dc.description.abstractResumo: A busca pelo aprendizado de uma língua estrangeira/adicional parte de diversos grupos com demarcadores sociais bem definidos. Entretanto, a falta de recortes torna invisíveis experiências e trajetórias de sujeitos que compõem grupos marginalizados e cria uma aparente homogeneidade que representa somente o grupo dominante. Assim, é de suma importância considerar diferentes aspectos identitários do aprendiz ao ouvir o que este teria a dizer sobre seu processo de aprendizagem, e é através de suas narrativas que entramos em contato com suas trajetórias. Também é necessário analisar como o conhecimento prévio do aluno é recebido no meio acadêmico. Este presente trabalho busca, então, elencar e analisar relatos e narrativas de um grupo de participantes negros, universitários, estudantes do curso de Letras Português-Inglês em universidades públicas de Curitiba. Através da análise das trajetórias desse grupo específico é possível que se passe a compreender aspectos e nuances dessa camada da população, resultando, assim, futuramente, em possível material didático direcionado ou, ainda, formas de intervenção pedagógica em universidades por parte dos professores de idiomas, ao passo que compreender suas particularidades através do estudo pode também, eventualmente, ajudar no desenvolvimento de planejamento para aulas mais inclusivas. O trabalho está inserido na área da Linguística Aplicada, e tem como arcabouço teórico os estudos de identidade de Block (2007), Norton (1995, 2000, 2011) e Weedon (1987), entre outros, assim como os estudos de raça de Ferreira (2006, 2007, 2009, 2011, 2012, 2014) e Kubota e Lin (2009). A metodologia utilizada é qualitativa e analítica e, para tal, foram utilizadas como procedimento de geração de dados entrevistas semiestruturadas, relacionadas à observação de algumas aulas, diários e conversas informais. O grupo de participantes foi selecionado a partir dos critérios de raça e inserção no contexto universitário do curso de Letras. Após os relatos individuais, os dados gerados são discutidos e analisados a fim de responder a pergunta de pesquisa que busca compreender como alunos universitários, lidos como negros, de baixa renda, estudantes de Letras-Inglês em Curitiba, entendem o papel da raça e da classe social em suas trajetórias como aprendizes de língua inglesa. Palavras-chave: Linguística Aplicada. Identidade. Raça. Ensino e Aprendizagem. Inglês.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Learning a second language is a milestone for any individual, which also applies for the ones who come from marginalized groups. However, not mentioning the social attributes attached to these groups creates an illusive picture of homogeneity, which translates into representation of dominant groups only. Thus, it is important to consider each and every identity trait of the learner when they share their learning process, and only by fully listening to their narratives, we become aware of their trajectories. It is also necessary to analyze how previous knowledge is perceived in academic environments. This work aims to present and analyze personal stories and narratives of a group of Black, English undergraduate students from public universities in Curitiba (PR, Brazil). By analyzing trajectories of this specific group, I, as a teacher also, hope to help educators comprehend the several aspects and nuances of this particular social group of students, in order for us to, perhaps in the future, incorporate their stories into lesson planning. This research contributes to the field of Applied Linguistics, as it draws from identity, language and race studies by Block (2007), Norton (1995, 2000, 2011), Weedon (1987), Ferreira (2006, 2007, 2009, 2011, 2012, 2014) and Kubota & Lin (2009). The methodology used is qualitative and analytic. Interviews, class observations, journals and informal conversations were used as research instruments. The participants were chosen by criteria of race, social class and area of studying. After each individual account, their stories were analyzed in order to answer the research question, which aims to learn how Black, English undergraduate students in Curitiba perceive the role that their race and social class plays in their English learning process. Key-words: Applied Linguistics. Identity. Race. Teaching and Learning. English.pt_BR
dc.format.extent131 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectLíngua inglesa - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectLinguistica aplicadapt_BR
dc.subjectIdentidade étnicapt_BR
dc.subjectRaça negrapt_BR
dc.subjectAprendizagem - Linguaspt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.titleNarrativas e trajetórias : o aprendizado de inglês por estudantes lidos como negros no cenário universitáriopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record