Show simple item record

dc.contributor.authorMatos, Monica Regina de, 1991-pt_BR
dc.contributor.otherViott, Aline de Marco, 1981-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Palotina. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animalpt_BR
dc.date.accessioned2021-05-27T18:02:42Z
dc.date.available2021-05-27T18:02:42Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/61407
dc.descriptionOrientadora: Prof.a Dra. Aline de Marco Viottpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Palotina, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal. Defesa : Palotina, 25/02/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Saúde animalpt_BR
dc.description.abstractResumo: O gênero Brachyspira corresponde ao grupo de bactérias anteriormente classificadas no gênero Serpulina e inclui várias espiroquetas intestinais comensais e patogênicas para suínos, aves, outras espécies animais e para o homem. Em aves, algumas espécies patogênicas desse gênero causam uma condição conhecida como espiroquetose intestinal aviária, causando sérias perdas econômicas atualmente ainda sub diagnosticadas. A Brachyspira possui característica de ser fastidiosa ao crescimento. Devido a isso o emprego de técnicas de identificação rápidas e eficazes se fazem necessárias. O objetivo deste estudo foi identificar Brachyspira spp. através das técnicas de histologia, imuno-histoquímica (IHQ) e hibridização fluorescente in situ (FISH) em amostras de ceco de aves de corte comercial fixadas em formol. Foram coletadas amostras de 129 aves com idade entre 35 e 45 dias de vida oriundas de granjas de frango de corte comercial. Para avaliação, fragmentos de ceco fixadas em formol a 10% foram incluídas em parafina cortadas a cinco micrômeros de espessura em lâminas silanizadas para técnicas de FISH e IHQ e lâminas de vidro comum para processamento da histologia de rotina (H&E) e coloração de PAS (ácido periódico de Schiff). Na H&E as lesões histológicas foram analisadas e graduadas. Na PAS, foram contabilizadas as células caliciformes e comparadas entre amostras positivas e negativas para FISH e IHQ. Para técnica de FISH foram utilizadas sondas marcadas de, B, pilosicoli, B. hyodysenteriae e B. intermedia e para IHQ anticorpo policlonal de coelho específico para o gênero Brachyspira. Das 129 amostras, 82 obtiveram marcação positiva para IHQ e 86 foram positivas para técnica de FISH. As amostras positivas para o gênero Brachyspira na técnica de FISH foram testadas para as espécies B. pilosicoli, B. hyodysenteriae e B. intermedia, nos quais 56 foram positivas para B. pilosicoli, 75 para B. hyodysenteriae e 80 para B. intermedia. Em 82 amostras houve infecção mista por mais de uma espécie testada. Houve aumento de células caliciformes nas amostras positivas para FISH e IHQ. As técnicas utilizadas se apresentaram eficazes e Inter correspondentes na identificação das Brachyspiras avaliadas servindo assim como uma ferramenta rápida e eficiente para o diagnóstico. Palavras-chave: Espiroquetose intestinal aviária. Imuno-histoquímica. Hibridização fluorescente in situ.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Genus Brachyspira corresponds to a group of bacteria previously classified into genus Serpulina and includes several commensal and pathogenic intestinal spirochetes that affects swine, poultry, and other animal species including humans. In poultry, some pathogenic species of this genus cause a disease known as avian intestinal spirochetosis, leading to severe losses that are still sub-diagnosed. Brachyspira has the characteristic of fastidious growth. Because of that, application of fast and efficient identification techniques are necessary. The objective of this study was to identify Brachyspira spp. using histology, immunohistochemistry (IHC) and fluorescent in situ hybridization (FISH) techniques in formalin-fixed samples of cecum from broiler chickens. Samples were collected from 129 broiler chickens aged between 35 and 45 days old. To evaluate, 10% formalin fixed fragments of cecum were included in paraffin and sectioned in five microns on previously silanized slides for FISH and IHC techniques and common glass slides for routine histology processing and PAS staining (periodic acid of Schiff). In H&E the histological lesions were analyzed and graded (in 5 hpf). In PAS, the goblet cells were counted (in 10 hpf) and compared with positive and negative samples in FISH and IHC. Were used labeled probes to B. spp, B. pilosicoli, B. hyodysenteriae, and B. intermedia for the FISH technique and specific B. spp. polyclonal rabbit antibody for IHC. Of the 129 samples, 82 were positive in IHC and 86 were positive in FISH. Samples with positive Brachyspira specimens in the FISH technique were tested for B. pilosicoli, B. hyodysenteriae and B. intermedia, in which 56 samples were B. pilosicoli positive, 75 were B. hyodysenteriae positive, and 80 were B. intermedia positive. In 82 samples there was mixed infection by more than one species tested. The used techniques were effective and inter-corresponding to identify these Brachyspiras species, thus serving as a fast and efficient tool for diagnosis. Key w ord s: Avian intestinal spirochetosis. immunohistochemistry. Fluorescent in situ hybridization.pt_BR
dc.format.extent38 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectImunohistoquimicapt_BR
dc.subjectHibridizaçãopt_BR
dc.subjectEspiroquetose intestinal aviáriapt_BR
dc.titleIdentificação de Brachyspira spp. em cecos de frangos de corte por meio de histologia e marcação in situpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record