Show simple item record

dc.contributor.authorCasaril, Fernanda, 1991-pt_BR
dc.contributor.otherFriedrich, Tatyana Scheila, 1974-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2021-12-07T21:35:37Z
dc.date.available2021-12-07T21:35:37Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/60850
dc.descriptionOrientadora: Profª. Dra. Tatyana Scheila Friedrichpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito. Defesa : Curitiba, 26/03/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.182-196pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Direitos Humanos e Democraciapt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho tem como objetivo a discussão dos abusos e violências sofridas pelas mulheres migrantes durante o trânsito migratório na região da América Latina e Caribe, contrapondo essas situações com a necessidade de dar efetividade à proteção já prevista em três instrumentos internacionais (Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular e Convenção de Belém do Pará). A metodologia da pesquisa caracteriza-se como do tipo descritiva e foi aplicada com uma abordagem predominantemente qualitativa. Para averiguar e dar visibilidade às violações perpetradas contra as mulheres migrantes no trajeto migratório foi realizado levantamento na literatura especializada em migração feminina e violência de gênero, bem como pesquisa documental em algumas organizações internacionais que trabalham e dispõem de dados sobre essas questões. A partir dessa revisão bibliográfica e análise das informações e dados secundários, constatou-se, além da necessidade da migração ser trabalhada a partir de uma perspectiva de gênero, vez que as relações de gênero determinam e são determinadas por cada ciclo migratório, a invisibilidade e situação de vulnerabilidade a que as mulheres migrantes estão expostas durante o deslocamento, principalmente, quando se trata de migração forçada e irregular, atual cenário migratório da região da América Latina e Caribe. O resultado da pesquisa evidenciou a importância de destacar as violências sofridas pelas mulheres migrantes durante o trânsito, não como uma forma de revitimizá-las, mas como um modo de pressionar os Estados para substituir sua omissão por ações efetivas que respondam de forma eficiente às situações de violações de direitos humanos, propiciando, assim, a aplicação e acesso aos direitos já assegurados. Palavras-chave: Migração. Mulheres. Violência. Trânsito. América Latina e Caribe.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The objective of this paper is to discuss the abuses and violence suffered by migrant women during migratory transit in the Latin American and Caribbean region, countering these situations with the need to give effect to the protection already provided for in three international instruments (2030 Agenda for the Sustainable Development, Global Pact for Safe, Ordained and Regular Migration and the Convention of Belém do Pará). The research methodology is characterized as descriptive and was applied with a predominantly qualitative approach. A survey was carried out in the specialized literature on female migration and gender violence, as well as documentary research in some international organization that work and have data on these issues, in order to ascertain and give visibility to the violations perpetrated against migrant women in the migratory journey. Based on this bibliographical review and analysis of the information and secondary data, it was verified, besides the necessity of the migration to be worked from a gender perspective, since gender relations determine and are determined by each migration cycle, the invisibility and the situation of vulnerability to which migrant women are exposed during displacement, especially when it comes to forced and irregular migration, the current migration scenario in the Latin American and Caribbean region. The result of the research showed the importance of highlighting the violence suffered by women migrants in transit, not as a way to be seen as victims again, but as a way to pressure States to replace their omission with effective actions that respond efficiently to situations of human rights violations, thus giving rise to the application and access to rights already assured. Keywords: Migration. Women. Violence. Traffic. Latin America and Caribbean.pt_BR
dc.format.extent196 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMigraçãopt_BR
dc.subjectMulherespt_BR
dc.subjectViolência contra a mulherpt_BR
dc.subjectDireitopt_BR
dc.titleViolência em trânsito na América Latina e Caribe : a situação das mulheres migrantes durante o trajeto migratóriopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record