Show simple item record

dc.contributor.advisorSemprebon, Elder, 1984-pt_BR
dc.contributor.authorGurak, Elis Cristina, 1985-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Administraçãopt_BR
dc.date.accessioned2019-04-26T21:40:48Z
dc.date.available2019-04-26T21:40:48Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/60023
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Elder Semprebonpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Administração. Defesa : Curitiba, 11/03/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.99-107pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Estratégias de Marketing e Comportamento do Consumidorpt_BR
dc.description.abstractResumo: Diversos estudos evidenciam o problema do desmame precoce, sendo este estimulado por questões físicas, sociais e psicológicas. Dessa forma, percebe-se que a tomada de decisão da lactante neste contexto permeia um processo subjetivo de escolha, visto que ela tende a reagir intuitivamente as dificuldades da amamentação como forma de proteção do bebê, objetivando manter o controle desse processo diante das incertezas. Quando este controle mostra-se superestimado e se transforma em uma ilusão de controle, pode auxiliar no aumento da amamentação, visto que propicia o estímulo à ação. As lactantes que apresentam este viés em um nível elevado tendem a se dispor por mais tempo a amamentar, em contrapartida àquelas com baixo viés têm menor intuito à este processo, necessitando portanto de uma incitação sobre os riscos da interrupção do aleitamento materno, visto que a ilusão de controle tem uma forte relação com a percepção de risco. Assim, o presente estudo tem como objetivo analisar a influência do viés de ilusão de controle na disposição de aleitar no peito entre lactantes brasileiras, moderado pela percepção de risco presente em campanhas de marketing social. Foram desenvolvidos dois estudos, o primeiro relacionado a uma pesquisa de levantamento, a qual mensurou a presença da ilusão de controle no contexto do aleitamento materno, identificando lactantes com baixo vs. alto viés, para constatação destas condições na disposição de aleitar no peito. O segundo foi um experimento de design between-subjects 2 (ilusão de controle: baixa vs. alta) por 2 (percepção de risco: controle vs. risco), que novamente mensurou os níveis do viés nas lactantes e, sequencialmente, apresentou uma peça de comunicação de risco sobre desmame precoce para o grupo na condição de risco para posterior verificação do nível de disposição em aleitar no peito entre os quatro grupos experimentais. Em ambos os estudos a variável dependente foi avaliada em disposição atual, para os próximos 3 meses e para os próximos 6 meses. Os resultados mostraram que lactantes com baixa ilusão de controle têm menor disposição em aleitar no peito e que apenas estas nutrizes apresentam uma percepção de risco maior em relação à comunicação apresentada, aumentando assim sua disposição em aleitar no peito nos três níveis temporais mensurados. Além disso, foram identificadas de maneira exploratória variáveis que interferem nessa moderação. Estes achados ampliam as teorias sobre ilusão de controle e percepção de risco, além de demonstrar mais uma vertente de influência sobre a amamentação. Ademais, as constatações podem auxiliar na ampliação de políticas públicas, além de direcionamentos mais efetivos em relação a campanhas de marketing social sobre este contexto. Palavras-chave: ilusão de controle, percepção de risco, amamentação, marketing social.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Several studies point about early weaning problem, which is stimulated by physical, social and psychological issues. Realizing that lactation decision-making, in this context, permeates a subjective process of choice, whereas she trends to respond intuitively to the difficulties of breastfeeding, as a way of protecting the baby, aiming to keep control of this process against uncertainties. When this control shows up overestimated, and turns into an illusion of control, it can help breastfeeding increase, seeing that stimulates action. Nursing mothers who present this elevated bias trend to dedicate more time in breastfeeding, in contrast those with low hold less intention in this process, necessitating, therefore, an incitement about the risks of breastfeeding discontinuation, although illusion of control has a strong relationship with the risk of perception. Therefore, this study aims to analyze the influence of illusion of control bias on the willing of breastfeeding among Brazilian nursing mothers, moderated by the risk of perception presents in social marketing campaigns. Two studies were developed, the first one related to a survey, which measured the presence of illusion of control in the context of breastfeeding, identifying nursing mothers with low bias vs. high bias, to verify these conditions in breastfeeding willingness. The second was a design experiment, between-subjects 2 (low vs high illusion of control) for 2, (risk of perception: control vs. risk), that again measured bias levels in nursing mothers and, sequentially, presented a risk communication piece about early weaning for the group in the condition of risk for later level verification in breastfeeding disposition between the four experimental groups. In both studies the dependent variable was evaluated in current disposition, for 3 months and than for 6 months. The results showed that nursing mothers with low illusion control are less willing to breastfeed and only these mothers present a higher risk perception in relation to the communication presented, increasing their willingness to breastfeed at the three levels measured. In addition, variables that interfere in this moderation were identified in an exploratory way. These findings broaden the theories about illusion of control and risk of perception, besides demonstrating one more influence strand on breastfeeding. Furthermore, the findings can help to expansion public policies, besides more effectivelly directing of social marketing campaigns in this context. Keywords: illusion of control, risk perception, breastfeeding, social marketing.pt_BR
dc.format.extent116 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMarketing socialpt_BR
dc.subjectAdministraçãopt_BR
dc.subjectAleitamento maternopt_BR
dc.subjectPercepção do riscopt_BR
dc.titleO papel da percepção de risco na relação entre ilusão de controle e aleitamento maternopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record