Show simple item record

dc.contributor.authorZanlorensi, Letícia Ferreira, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherBenelli, Elaine Machado, 1970-pt_BR
dc.contributor.otherBalsanelli, Eduardo, 1986-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ciências (Bioquímica)pt_BR
dc.date.accessioned2019-05-03T17:15:06Z
dc.date.available2019-05-03T17:15:06Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/60018
dc.descriptionOrientadora: Elaine Machado Benellipt_BR
dc.descriptionCoorientador: Eduardo Balsanellipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências (Bioquímica). Defesa : Curitiba, 30/11/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 49-53pt_BR
dc.description.abstractResumo: A cárie dental continua sendo um grande problema de saúde pública. A lesão de cárie é uma desmineralização do tecido dental que ocorre pela queda de pH no biofilme devido ao metabolismo bacteriano dos carboidratos fermentáveis provenientes da dieta. A introdução do fluoreto, tanto na água de abastecimento quando em dentifrícios, reduziu a prevalência dessa doença. Entretanto, mesmo após a bem-sucedida introdução dos fluoretos, a cárie ainda é prevalente, principalmente porque o flúor não age sobre as causas, mas sim sobre os sinais da doença. Por isso, novas estratégias vêm sendo exploradas para prevenção, tratamento e avaliação do risco à cárie. Com isso, alguns dentifrícios passaram a conter 1,5% de arginina. Porém, atualmente, não há razão para recomendar dentifrício com arginina e flúor em detrimento de dentifrícios convencionais fluoretados. Além disso, a adição de arginina aos dentifrícios pode causar mudanças no ecossistema dental, tanto na composição quanto na função. O objetivo deste estudo in vivo é verificar o efeito dos dentifrícios contendo 1,5 % de arginina, 1450 ppm de flúor e carbonato de cálcio sobre a composição do microbioma do biofilme através do sequenciamento do amplicon 16S em plataforma Illumina. Três voluntárias do sexo feminino participaram desse estudo duplo-cego cruzado de 9 semanas. Todas passaram por dois períodos de tratamento de 3 semanas em que usaram dentifrício contendo 1,5% de arginina e dentifrício fluoretado. Foi observada diferença nas comunidades bacterianas encontradas durante os tratamentos nas voluntárias 1 e 2. Na voluntária 3 foram identificadas mudanças, mas, dentre as voluntárias, esta apresentou menor variabilidade. Tanto o dentifrício contendo arginina quanto o dentifrício contendo flúor foram capazes de alterar o ecossistema do biofilme em todas as voluntárias. Palavras-chave: Arginina, Biofilme, Microbioma, Ecologia bucalpt_BR
dc.description.abstractAbstract: Dental caries remains the major public health problem. Caries lesion is a demineralization of the dental tissue that occurs due to the pH decrease in the biofilm due to the bacterial metabolism of the fermentable carbohydrates from diet. The introduction of fluoride, both in water supply and in dentifrices, reduced the prevalence of this disease. However, even after the successful introduction of fluoride, caries is still prevalent, meanly because the fluoride does not act in the etiology of the disease, but over the signals. Therefore, new strategies have been explored for caries prevention, treatment and evaluation. In this way, some dentifrices now contain 1.5% arginine. However, currently, there is no reason to recommend dentifrice with arginine and fluorine over conventional fluoridated dentifrices. The addition of arginine to dentifrices can bring changes in the dental ecosystem, both in composition and function. The objective of this in vivo study is to verify the effect of dentifrices containing 1.5% arginine, 1450 ppm fluoride and calcium carbonate on the composition of the biofilm microbiome by sequencing the 16S amplicon on the Illumina platform. Three female volunteers participated in this double-blind cross-over study of 9 weeks. All underwent two treatment periods of 3 weeks in which they used a dentifrice containing 1.5% of arginine and fluoridated dentifrice. Differences were observed in the bacterial communities found during the treatments in volunteers 1 and 2. In volunteer 3, changes were identified, but among the volunteers, this presented the less variability. Both the arginine-containing dentifrice and the fluoride-containing dentifrice were able to alter the biofilm ecosystem in all volunteers.pt_BR
dc.format.extent64 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectArgininapt_BR
dc.subjectBioquímicapt_BR
dc.subjectBiofilmept_BR
dc.subjectMicrobiotapt_BR
dc.titleAvaliação in vivo dos efeitos de dentifrícios contendo arginina sobre a composição do biofilme dentalpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record