Show simple item record

dc.contributor.authorIatskiu, Carlos Eduardo Andradept_BR
dc.contributor.otherSánchez García, Laura, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherSouza, Tanya Amara Felipe dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Informáticapt_BR
dc.date.accessioned2019-04-08T16:53:17Z
dc.date.available2019-04-08T16:53:17Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/59384
dc.descriptionOrientadora: Laura Sánchez Garcíapt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Tanya Amara Felipept_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Informática . Defesa : Curitiba, 10/12/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 79-82pt_BR
dc.description.abstractResumo: Os seres humanos são capazes de interagir com outras pessoas, acessar o conhecimento e desenvolver seu intelecto por meio da sua língua preferencial. Sendo assim, as pessoas que não utilizam essa forma de comunicação estão às margens da própria sociedade.Os usuários que usam como forma de comunicação um tipo diferente da língua oral de seu país, acabam sendo privados de direitos e do pleno exercício da cidadania. Mais do que o convívio social, não utilizar a língua preferencial para uma comunidade também tem outros reflexos. Um dos exemplos de comunidade que sofre com estas barreiras é a Comunidade Surda. A escrita na língua natural ou preferencial é um pré-requisito para a formação do ser humano, pois quem pouco lê, pouco escreve e isso atinge diretamente os Surdos. Apesar das Línguas de Sinais (LS) já estarem consolidadas na sociedade há um certo tempo e no Brasil, e a Língua Brasileira de Sinais (Libras) ser lei desde 2002, é escasso o fornecimento de qualquer material na forma escrita das Línguas de Sinais, ou seja, na língua preferencial dos membros dessa comunidade. Isso tem distintas consequências para os surdos, incluindo cultural, social e de letramento. Esta tese está inserida no contexto de uma Arquitetura de Interação Humano-Computador em Língua de Sinais (HCI-SL) que tem o intuito de dar suporte à criação de ferramentas e de aplicações para o usuário final que ofereçam uma interação de qualidade por meio das Línguas de Sinais e no Modelo Computacional para a representação de sinais das LS (CORE-SL), seu módulo principal, que permite a resolução de questões como armazenamento, indexação, recuperação, reconhecimento, reprodução, síntese, entre outras. SignWriting é um sistema de escrita que tem a capacidade de representar graficamente qualquer LS. Essa propriedade leva à sua complexidade intrínseca, que, consequentemente, faz com que seu uso não alcance uma ampla aceitação. Na literatura relacionada, são encontradas diversas ferramentas que têm intuito de fornecer apoio aos Surdos que desejam utilizar o SignWriting, mas essas ferramentas apresentam diversos problemas que levam ao baixo uso das mesmas. A geração automática dos Sinais em SignWriting é uma alternativa de solução apropriada capaz de para proporcionar o acesso à informação e ao conhecimento, assim como a sua apropriação para a produção textual, na língua preferencial de forma escrita para as comunidades Surdas. Palavras-chave: SignWriting, Libras, Geração Automática.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Human beings are able to interact with other people, access knowledge and develop their intellect through their preferred language. Thus, people who do not use this form of communication are left on the edge of society. Users of a different form of communication than the official oral language of their country end up being deprived of rights and of full exercise of citizenship. More than social interaction, not using the preferred language for a community also has other reflexes. One example of a community that suffers from these barriers is the Deaf Community. Writing in the natural or preferential language is a prerequisite for the formation of the human being, for whoever reads little, writes little and this directly affects the Deaf. Although Sign Languages (LS) have been consolidated in society for some time and in Brazil, the Brazilian Sign Language (Libras) has been a law since 2002, there is a scarcity of material in the written form of Sign Language, that is, in the preferred language of the members of that community. This has distinct consequences for the deaf, including cultural, social and literacy implications. This PhD Thesis belongs in the context of a Human-Computer Interaction Architecture in Sign Language (HCI-SL) that aims to support the creation of tools and end-user applications that offer proper interaction through Sign Language (SL). It also belongs in the Computational Model for the representation of the signs of Sign Language (CORE-SL), its main module, which allows the resolution of issues such as signs storage, indexing, retrieval, recognition, reproduction, synthesis, among others. SignWriting is a writing system that has the ability to represent, in graphical form, any SL. This property leads to its intrinsic complexity, which consequently makes its use not to be wide accepted. There are several tools, in related literature, that intend to provide support to Deaf people who wish to use SignWriting, but these tools present several problems, which lead to their low usage. We believe that the automatic generation of SignWriting signs is an appropriate solution, capable of providing access to information and knowledge, as well as its appropriation for textual production, in the preferred written form of language for the Deaf communities. Keywords: SignWriting, Libras, Automatic Generation.pt_BR
dc.format.extent103 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectLíngua brasileira de sinaispt_BR
dc.subjectCiência da Computaçãopt_BR
dc.subjectInteração humano-computadorpt_BR
dc.titleCore-SL-SW-generator : gerador automático da escrita da libras a partir de um modelo de especificação formal dos sinaispt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record