Show simple item record

dc.contributor.authorPagani, Silvana, 1964-pt_BR
dc.contributor.otherFigueiredo, Karla Crozetapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2019-03-18T19:15:48Z
dc.date.available2019-03-18T19:15:48Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/59142
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Karla Crozetapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa : Curitiba, 22/08/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.77-85pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática Profissional de Enfermagempt_BR
dc.description.abstractResumo: A qualidade e a segurança do paciente são temas que fazem parte do cotidiano do ambiente hospitalar, sendo a segunda considerada como uma dimensão da primeira. No intuito de vincular o serviço de higiene hospitalar, que é uma área de apoio no contexto hospitalar, à necessidade de prestar serviços segures e de qualidade, este trabalho objetivou avaliar a cultura de segurança dos enfermeiros em um hospital de Curitiba e planejar ações estratégicas voltadas para o serviço de higienização hospitalar, com foco na qualidade e na segurança do paciente em conjunto com profissionais enfermeiros. Trata-se de uma pesquisa avaliativa, de natureza descritiva e exploratória e abordagem quanti-qualitativa. O estudo foi desenvolvido em uma Unidade Hospitalar da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), que é um hospital de ensino e referência em trauma no município de Curitiba, no Paraná. A pesquisa foi desenvolvida em duas etapas: avaliação dos processos de gestão e planejamento das estratégias para intervenção. Na primeira foi aplicado o Questionário de Atitudes de Segurança (Safety Attitudes Questionnaire) - SAQ, para setenta enfermeiros lotados na Direção de Enfermagem da instituição. O SAQ é uma ferramenta que evidencia a percepção do profissional em relação às atitudes de segurança, possibilitando um diagnóstico da cultura de segurança na instituição. É composto de 41 questões, separadas em seis domínios. Na primeira etapa também foi realizada, com o grupo de enfermeiros, uma reunião em que foi utilizada a técnica de Brainstorm para a definição de estratégias de intervenção que teve como questão disparadora: Quais são as estratégias capazes de melhorar os processos de trabalho do serviço de higienização, que favoreçam a qualidade e preservem a segurança do paciente? Na segunda etapa do estudo, as estratégias de intervenção foram planejadas, utilizando os temas elencados pelos enfermeiros. Os resultados da avaliação da cultura de segurança apontam que a melhor avaliação foi do domínio Satisfação no trabalho, com 88,3% dos participantes avaliando-o positivamente. Já o domínio que mede a percepção da gerência da unidade e do hospital recebeu a pior avaliação, tendo como resultados 61,12 e 59,61%, respectivamente. Na reunião do Brainstorm o grupo definiu como eixo para o planejamento das intervenções os temas: acolhimento e integração, padronização de processos, educação continuada, sensibilização e valorização do profissional de higiene. Na segunda etapa do estudo, as recomendações de estratégias para intervenção, elencadas pelos enfermeiros, foram planejadas sob a forma de Plano de Ação, que representa o produto que é um requisito do Mestrado profissional. Os enfermeiros, como gestores de suas unidades, constataram que o serviço de higiene faz parte do processo de trabalho da unidade e de todo o ambiente hospitalar, sendo que a organização desse serviço perpassa a questão gerencial e que as mudanças embasadas nos eixos temáticos elencados poderão promover mudanças. O estudo oportunizou aos participantes reconhecera importância do papel da equipe de higiene no processo de trabalho no ambiente hospitalar. Palavras-chave: Segurança do paciente. Cultura organizacional. Serviços de enfermagem. Serviço hospitalar de limpeza.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The quality and safety of the patient are themes that are part of the daily life of the hospital environment, and patient safety is considered as a dimension of the quality. In order to link the hospital hygiene service, which is a support area in the hospital context, to the need to provide safe and quality services, this work aimed to: Evaluate the safety culture of nurses in a Hospital of Curitiba and plan strategic actions aimed at the hospital hygiene service focused on the quality and safety of the patient in conjunction with nurses. It is an evaluative research, of descriptive and exploratory nature and quantitative-qualitative approach. The study was developed in a Hospital Unit of the State Health Department of Paraná, which is a teaching reference hospital in trauma in the city of Curitiba. The research was developed in two stages: evaluation of the management processes and planning of strategies for intervention. In the first one, the Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) was applied to seventy registered nurses at the institution's Nursing Directorate. SAQ is a tool that demonstrates the professional's perception regarding security attitudes, making possible a diagnosis of the security culture in the institution. It is composed of 41 questions, separated into six domains. In the first stage, a meeting was also held with the group of nurses and the Brainstorm technique was used to define intervention strategies that had as a triggering question: What are the strategies capable of improving the work processes of the hygienization service, which promote quality and preserve patient safety? In the second stage of the study, intervention strategies were planned, using the themes listed by nurses. The results of the evaluation of the safety culture indicate that the best evaluation was the satisfaction domain at work, with 88.3% of the participants evaluating it positively, since the domain that measures the perception of the management of the unit and the hospital had the worst evaluation, with results 61.12% and 59.61%, of the participants negatively evaluating respective ones. At the Brainstorm meeting, the group defined as basis for the planning of the interventions the themes: reception and integration, standardization of processes, continuing education, sensitization and appreciation of the hygiene professional. In the second stage of the study, recommendations for strategies for intervention, listed by nurses, were planned in the form of an Action Plan, which represents the product that is a requirement of the professional master's degree. The nurses, as managers of their units, found that the hygiene service is part of the work process of the unit and the entire hospital environment and the organization of this service stems from the managerial issue and changes based on the listed thematic axes may promote new changes. This study allowed the participants to recognize the importance of the role of the hygiene team in the work process in the hospital environment. Keywords: Patient safety. Organizational culture. Nursing services. Housekeeping Hospitalpt_BR
dc.format.extent101 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSegurança do pacientept_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectServiços de enfermagempt_BR
dc.subjectCultura organizacionalpt_BR
dc.subjectHospitais - Serviço de manutençãopt_BR
dc.titleQualidade da higienização hospitalar e a segurança do paciente : avaliação e planejamento de estratégiaspt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record