Show simple item record

dc.contributor.advisorZanoveli, Janaina Menezespt_BR
dc.contributor.authorWaltrick, Ana Paula Fariaspt_BR
dc.contributor.otherCunha, Joice Maria dapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologiapt_BR
dc.date.accessioned2019-02-25T16:01:28Z
dc.date.available2019-02-25T16:01:28Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58923
dc.descriptionOrientador: Janaina Menezes Zanovelipt_BR
dc.descriptionCoorientador: Joice Maria da Cunhapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Farmacologia. Defesa : Curitiba, 15/10/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 63-73pt_BR
dc.description.abstractResumo: O diabetes mellitus é uma doença crônica caracterizada pela hiperglicemia. Além de todas as complicações decorrentes da doença, também existem comorbidades importantes que prejudicam ainda mais a saúde do paciente. Entre eles, a depressão é a comorbidade psiquiátrica mais estudada associada ao diabetes mellitus. Os medicamentos de primeira linha usados para tratar a depressão associada ao diabetes são os antidepressivos, embora muitos pacientes sejam resistentes ou refratários a esses medicamentos. Além disso, esses tratamentos podem alterar a glicemia e até mesmo interferir nas drogas hipoglicemiantes. Sabe-se que o óleo de peixe (OP), rico em ácidos graxos poliinsaturados da família ômega-3 (AGPIs n-3), ácido eicosapentaenóico (EPA) e ácido docosahexaenóico (DHA), tem sido identificado como um importante composto com propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, além de ser um composto antidepressivo, e pode ser um complemento interessante para os tratamentos convencionais. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito antidepressivo de uma suplementação prolongada com OP combinado com dois antidepressivos diferentes, o inibidor seletivo de recaptação de serotonina fluoxetina (FLX) e o composto tricíclico imipramina (IMI) que inibe a recaptação de serotonina e noradrenalina, em ratos com diabetes experimental induzida por estreptozotocina (STZ). Ratos Wistar machos com aproximadamente 120 g foram submetidos a uma suplementação durante 8 semanas com OP (3 g/kg, gavagem). No 28º dia de suplementação com OP (20% de EPA e 50% de DHA), os animais receberam uma única injeção de STZ (60 mg/kg; i.p.) para a indução do diabetes (DBT). O tratamento com veículo, FLX (5 ou 10 mg/kg, i.p.) ou IMI (5 ou 15 mg/kg; i.p.) começou no dia 42 e foi realizado por 14 dias nos animais controle e suplementados com OP. O teste do campo aberto e o teste de natação forçada modificado (TNFM) foram conduzidos no dia 56. Em seguida, o hipocampo dos animais foi coletado para análises neuroquímicas do conteúdo de serotonina (5-HT) e noradrenalina (NA), e análise dos ácidos graxos no encéfalo. O plasma de alguns animais também foi coletado para avaliação dos ácidos graxos. O OP sozinho não alterou o comportamento do tipo-depressivo dos animais DBT. No entanto, quando combinado com FLX ou IMI, foi observada uma melhoria discreta no efeito do tipo antidepressivo induzido por FLX e IMI. Em relação às análises neuroquímicas, os níveis reduzidos de 5-HT e NA no hipocampo dos animais DBT foram revertidos após o tratamento com FLX ou IMI e não foram alterados após a suplementação com OP sozinho. As análises dos ácidos graxos mostraram que, apesar do aumento destes AGPIs n-3 no plasma, não houve incorporação dos AGPIs n-3 no hipocampo. Em conclusão, apesar da concentração de 5-HT ou NA do hipocampo não ter sido alterado após a suplementação prolongada com OP, esta suplementação foi capaz de induzir uma melhora discreta do efeito do tipo antidepressivo após o tratamento com IMI ou FLX. Palavras-chave: ácidos graxos ômega-3, antidepressivos, diabetes, depressão, estreptozotocina, serotonina, noradrenalina.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Diabetes mellitus is a chronic disease characterized by hyperglycemia. In addition to all the complications arising from the disease, there are also important comorbidities that further harm patient!_ health. Among them, depression is the most studied psychiatric comorbidity associated with diabetes mellitus. The first-line drugs used to treat depression associated with diabetes are antidepressant drugs, although many patients are resistant or refractory to these drugs. In addition, these treatments can alter blood glucose and even interfere with hypoglycemic drugs. It is known that fish oil (FO), rich in polyunsaturated fatty acids of the omega-3 family (_____-3 PUFA) eicosapentaenoic acid (EPA) and docosahexaenoic acid (DHA), has been identified as an important anti-inflammatory, antioxidant and antidepressant compound, and may be an interesting adjunct to the conventional therapies. Thus, the aim of this study was to evaluate the antidepressant effect of a preventive and prolonged treatment with FO combined with two different antidepressants, a selective serotonin reuptake inhibitor fluoxetine (FLX) and a tricyclic compound imipramine (IMI) that inhibits reuptake of serotonin and noradrenaline, in rats with experimental diabetes induced by streptozotocin (STZ). Male Wistar rats were submitted to a preventive treatment during 8 weeks with FO (3 g/kg, gavage). On the 28th day of FO treatment (20% - EPA and 50% - DHA), animals received a single injection of STZ (60 mg/kg; i.p.) for the induction of diabetes (DBT). Treatment with vehicle, FLX (5 or 10 mg/kg, i.p.) or IMI (5 or 15 mg/kg; i.p.) starts on the day 42 and last 14 days on control and FO-supplemented rats. The open field test and modified forced swimming test (mFST) were conducted on day 56. Then, the hippocampus of the animals was collected for neurochemical analyzes of serotonin (5-HT) and noradrenaline (NA) content, and analysis of fatty acids in the brain. Plasma of some animals was also collected for evaluation of fatty acids. FO alone did not change the depressive-like behavior of the DBT animals. However, when combined with FLX or IMI a discrete improvement in the antidepressant-like effect induced by FLX and IMI was observed. In relation to the neurochemical analyzes, the reduced 5-HT and NA levels in the hippocampus of DBT animals was reverted after FLX or IMI treatment and it was not altered after FO treatment. Analysis of fatty acids showed no incorporation of n-3 PUFAs from the supplementation in the hippocampus, but there was an increase in n-3 PUFAs in the plasma. In conclusion, OP supplementation was able to induce a discrete enhancement of the IMI or FLX antidepressant-like effect even without altering the 5-HT or NA content in the hippocampus. Keywords: omega-3 fatty acids, antidepressants, diabetes, depression, streptozotocin, serotonin, noradrenaline.pt_BR
dc.format.extent73 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDepressão mentalpt_BR
dc.subjectFarmacologiapt_BR
dc.titleAvaliação de um possível efeito sinérgico entre o óleo de peixe e diferentes classes de antidepressivos sobre as respostas comportamentais de depressão em animais diabéticos : abordagem pré-clínicapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record