Show simple item record

dc.contributor.advisorSantos, Cid Aimbiré de Moraes, 1956-pt_BR
dc.contributor.authorReichert, Cristiane Loivapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticaspt_BR
dc.date.accessioned2019-02-11T11:14:38Z
dc.date.available2019-02-11T11:14:38Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58738
dc.descriptionOrientador: Cid Aimbiré de Moraes Santospt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde , Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Defesa : Curitiba, 29/06/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 110-120pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Farmacologiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Lafoensia pacari é uma espécie nativa do Cerrado brasileiro conhecida popularmente como dedaleira e mangava-brava. Suas cascas são utilizadas como tônico e no tratamento de inflamações, úlceras gástricas, feridas, febre e vários tipos de câncer. Estudos anteriores demonstraram que o extrato metanólico desta espécie apresenta atividade promissora, induzindo a morte de células de diferentes linhagens tumorais. O objetivo deste trabalho foi realizar o estudo químico e biomonitorado de extratos e frações de L. pacari, sobre células leucêmicas U-937 e de câncer colorretal HRT-18. O extrato metanólico foi fracionado por Cromatografia de Partição Centrífuga e suas frações foram submetidas ao ensaio de citotoxicidade e clonogênico, assim como os extratos. Os mesmos também foram analisados por LC-DAD-MS, nos quais foram identificados a presença de ácido elágico e seus derivados glicosilados, catequinas, bem como isômeros de punicalina, punicalagina e pedunculagina I. As cascas de L. pacari demonstraram serem ricas em taninos hidrolisáveis, ácido elágico e seus derivados, a maioria delas descritas pela primeira vez nesta espécie. A mistura destas substâncias presentes nas frações foi capaz de induzir a morte de células tumorais em proliferação e impedir a duplicação de células clonogênicas, semelhante ao observado para o extrato metanólico. Os resultados apresentados neste trabalho sugerem que as atividades biológicas das cascas usadas pela população do Cerrado para o tratamento do câncer é devido aos efeitos indutores de apoptose promovidos pela mistura de elagitaninos. Palavras-chave: Taninos hidrolisáveis. Câncer colorretal. Plantas medicinais. Apoptose.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Lafoensia pacari is a native species of the Brazilian Cerrado popularly known as "dedaleira" and "mangava-brava". The barks have been used as a tonic and to treat inflammation conditions, gastric ulcers, wounds, fevers, and various types of cancer. Studies previously reported demonstrated that the methanolic extract of this species shows promising activity, inducing the death of cells from different tumor lines. The aim of this work was to perform a chemical and biomonitoring study of L. pacari extracts and fractions on U-937 leukemic and HRT-18 colorectal cancer cells. The methanolic extract was fractionated by Centrifuge Partition Chromatography and its fractions were submitted to the cytotoxicity and clonogenic assay, as well as the extracts. They were also analyzed by LC-DAD-MS and were identified as ellagic acid and its glycosylated derivatives, catechins, as well as punicalin, punicalagin, and pedunculagin I isomers. The barks of L. pacari are rich in hydrolysable tannins, ellagic acid and their derivatives, most of them reported for the first time in this species. The mixture of these compounds present in the fractions was able to induce the death of proliferating tumor cells and abrogate the growth of clonogenic cells, similar fashion showed by the methanolic extract. The results presented in this work suggest that the biological activities of the barks used by Cerrado's population to treat cancer conditions are due to the apoptogenic effects promoted by a mix content of ellagitannins. Key-words: Hydrolysable tannins. Colorectal cancer. Medicinal plants. Apoptosis.pt_BR
dc.format.extent121 p. : il. [algumas color.].pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTaninospt_BR
dc.subjectBioquímicapt_BR
dc.subjectCancer Colorretalpt_BR
dc.subjectApoptosept_BR
dc.titleEstudo químico e biomonitorado de extratos e frações de Lafoensia pacari A. St.-Hil., Lythraceae, sobre células de carcinoma de cólon HRT-18 e leucêmica U-937pt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record