Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Thalita Folmann da, 1985-pt_BR
dc.contributor.otherGuimarães, Sandra Regina Kirchnerpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2019-05-28T19:12:19Z
dc.date.available2019-05-28T19:12:19Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58634
dc.descriptionOrientadora: Prof.ª Dra. Sandra Regina Kirchner Guimarãespt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa : Curitiba, 26/03/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.237-248pt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente pesquisa analisa como o ensino explícito voltado para a aprendizagem de operações metatextuais (monitoramento da coerência, da coesão e da estrutura textual) e da revisão textual possibilita o aprimoramento da capacidade de escrita de textos de opinião. Para tanto, apresenta os resultados de dois estudos qualitativos, identificados como observação e intervenção pedagógica, realizados em uma escola pública do município de Curitiba-PR. O primeiro estudo teve como objetivo analisar a prática pedagógica destinada ao ensino da produção de textos, visando identificar as estratégias didáticas empregadas pelos professores para o planejamento e revisão de textos no processo de produção escrita dos estudantes. Além disso, buscou verificar como as estratégias utilizadas refletem-se no desempenho em escrita dos alunos. Foram realizadas 31 horas de observação da prática de três professoras, de 4º e 5º anos do ensino fundamental. Em relação ao planejamento, as professoras propiciaram a leitura de diferentes textos e promoveram discussões sobre os conteúdos que seriam abordados nas produções. Entretanto, essas estratégias poderiam ser aprimoradas ou complementadas com o ensino explícito de outros elementos linguísticos, como a estrutura textual do gênero que seria produzido e as marcas linguísticas características desse gênero. No que se refere à revisão, foram identificadas quatro modalidades, sendo prevalente a revisão individual após o término da primeira versão do texto. As observações mostraram que as estratégias de ensino adotadas não são suficientes para a conscientização dos estudantes quanto às diferenças na estrutura textual dos diversos gêneros de texto. Verificou-se também a ausência do ensino de estratégias metacognitivas em que os estudantes tomassem seus textos como objeto de reflexão para que pudessem aprimorá-los. Os resultados deste estudo inspiraram a elaboração e implantação de um estudo de intervenção voltado para o desenvolvimento de habilidades metatextuais por meio do ensino explícito de elementos relativos à coerência e à coesão textual, bem como da estrutura prototípica dos textos de opinião. Na realização deste segundo estudo, participaram duas turmas intactas de alunos do 5º ano do ensino fundamental, sendo uma de intervenção e outra de controle. A intervenção pedagógica foi constituída por 20 sessões de ensino. Todos os participantes foram avaliados antes (pré-teste) e depois (pós-teste) das sessões de intervenção. Os alunos que participaram da intervenção realizaram também uma avaliação processual, depois de 13 sessões de ensino. A análise das produções intragrupo (apenas das produções dos participantes da intervenção) mostrou que, entre a primeira (pré-teste) e a segunda produção (avaliação processual), 35% dos participantes tiveram aumento de desempenho. Além disso, a avaliação processual indicou a necessidade de intensificar o ensino explícito quanto ao uso de conectores e organizadores argumentativos, bem como quanto à coerência textual. A comparação da primeira produção (pré-teste) com a terceira (pós-teste) mostrou que 58% dos alunos do grupo tiveram aumento de desempenho, o que comprova o avanço na qualidade dos textos produzidos. Por último, a análise dos textos produzidos pelos alunos das duas turmas de participantes (intergrupos), após a intervenção, revela que os participantes do programa apresentam melhor desempenho na produção de textos de opinião, quando comparado ao desempenho dos estudantes que não participaram da intervenção. Os dados obtidos confirmam que é possível implementar atividades (sequências didáticas) para o desenvolvimento de habilidades metatextuais e da capacidade de revisão de textos (nas etapas de planejamento, textualização e edição), em alunos do 5º ano de ensino fundamental, de forma a prover maior competência na produção de textos de opinião. Nesses termos, destaca-se a efetividade do ensino explícito de operações metatextuais e da revisão textual como estratégias didáticas propulsoras do desenvolvimento da escrita autônoma e competente. Palavras-chave: Habilidades metatextuais. Revisão de textos. Processo de produção de textos. Aprimoramento da escrita.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study presents an analysis of how explicit teaching focused on the learning of metatextual skills (coherence, cohesion and text structure) and text review enables the improvement of an individual's ability to write opinion texts. It presents the results of two qualitative studies, an observation study and a teaching intervention, both conducted in a public school in the city of Curitiba, PR, Brazil. The first study's objective was to analyze pedagogical practices focused on the teaching of writing texts, seeking to identify strategies teachers used to plan and review texts during students' writing processes. Additionally, the goal was to verify how these strategies were reflected in writing performance. Observation of the practice of three 4th to 5th grade teachers totaled 31 hours. In regard to planning, the teachers allowed students to read different texts and promoted discussions concerning the content that would be addressed in their writing. These strategies, however, could be improved or complemented with the explicit teaching of other linguistic elements, such as the textual structure of the gender that would be used and the linguistic elements that characterized such a gender. In regard to text reviews, four modalities were identified, while individually reviewing the students' first drafts was more prevalent. Observation showed that the teaching strategies were not sufficient to sensitize students to the differences in the textual structure of the various genders. There was also a lack of metacognitive teaching strategies in which students would reflect upon their texts aiming to improve them. These results inspired the development and implementation of an intervention focused on the development of metatextual skills by explicitly teaching elements concerning textual coherence and cohesion, as well as the prototypical structure of opinion texts. Two 5th grade classes took part in the second study: one received the intervention and the other was the control group. The intervention was composed of 20 teaching sessions. All the participants were assessed before (pretest) and after (posttest) the intervention sessions. After 13 sessions, the students who participated in the intervention attended a procedural assessment. Intragroup analysis (only the texts produced by the intervention students) revealed improved performance between the first (pretest) and second production (procedural assessment) in 35% of the participants. This procedural assessment also indicated a need for intensifying the explicit teaching of argumentative connectors and organizers, as well as textual coherence. Comparison of the first production (pretest) with the third (posttest) showed that 58% of the intervention group improved their performance, confirming an advance in the quality of texts. Finally, after the intervention, an analysis of texts written by the students of both groups (intergroup) revealed that those who participated in the intervention produced better opinion texts when compared to the performance of students who did not take part in the intervention. The results confirm that it is possible to implement activities (teaching sequences) to develop metatextual and text review skills (in the planning, textualization and editing stages) among 5th grade students in order to promote greater competence in writing opinion texts. Thus, the explicit teaching of metatextual operations and text review is an effective teaching strategy to promote the development of autonomous and competent writing. Key words: Metatextual skills. Text review. Writing text Process. Writing improvement.pt_BR
dc.format.extent268 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTextos - Produçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectEscrita - Aperfeiçoamentopt_BR
dc.subjectRevisão de textospt_BR
dc.titleO ensino explícito de operações metatextuais e da revisão textual como estratégias didáticas para o desenvolvimento da habilidade de escrita de textospt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record