Show simple item record

dc.contributor.authorMarques, Ana Paula Machado, 1978-pt_BR
dc.contributor.otherChaves, Maria Marta Nolascopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletivapt_BR
dc.date.accessioned2019-01-22T19:02:13Z
dc.date.available2019-01-22T19:02:13Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58558
dc.descriptionOrientadora: Prof.ª Dr.ª Maria Marta Nolasco Chavespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Defesa : Curitiba, 29/08/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.134-139pt_BR
dc.description.abstractResumo: Trata-se de um estudo descritivo e exploratório com abordagem qualitativa e quantitativa, baseado na epidemiologia crítica, que objetivou descrever as potencialidades e fragilidades para efetivar a linha de cuidado para atenção integral ao adolescente, na faixa etária de 10 a 14 anos, vítima de violências em um distrito sanitário no Município de Curitiba, notificadas no período de 2011 a 2015. Os dados secundários foram coletados segundo as informações do Sistema Nacional de Notificações (SINAN), o qual está disponível no Centro de Epidemiologia em Saúde do Município de Curitiba, e outros dados disponíveis para a caracterização do território estudado. Identificou-se, no período do estudo, que o maior número de notificações de violências foi por negligências, e os meninos tiveram maior frequência nesses casos. A segunda natureza de violências mais notificada foi a psicológica, em que os dois sexos tiveram frequências parecidas, apesar de haver um discreto crescimento de violência desta natureza com os meninos. A violência física foi a terceira mais notificada e no período houve redução das suas notificações no território. A quarta violência mais notificada foi a de natureza sexual, e as meninas foram as mais violentadas. Para a abordagem qualitativa, os dados primários foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com 23 profissionais que atuavam na rede de proteção do Distrito Sanitário Bairro Novo. Os discursos foram analisados segundo a análise de conteúdo, com apoio do software webQDA. Na análise emergiram duas categorias e seis subcategorias em cada dimensão da realidade objetiva. Dentre elas, se destacam a dimensão singular, onde houve maior densidade dos discursos. As participantes apontaram a categoria das fragilidades para efetivar a linha de cuidado para o enfrentamento das violências contra adolescentes, enfatizando as ações, os recursos e os instrumentos utilizados na rede de proteção, as articulações intersetoriais e as políticas públicas para o enfrentamento das violências com maior densidade dos discursos, e os serviços que compõem a rede, o trabalho e o percurso do adolescente na rede proteção. Como considerações finais para efetivar a linha de cuidado integral para os adolescentes vítimas de violências, registra-se que o reconhecimento e enfrentamento das violências dependem da definição de políticas públicas e compromisso de governantes e sociedade que objetivem sanar os déficits e as desigualdades sociais, por meio de garantia de acesso ao setor de educação e saúde, como também acesso à cultura, ao esporte, ao lazer, aos bens e serviços que estão sob a responsabilidade do Estado e, principalmente, às condições dignas de vida. Por fim, se propõe a realização de novos estudos no sentido de ampliar a discussão sobre as questões relacionadas aos processos de determinação social do fenômeno das violências contra os adolescentes.palavra-chave: Adolescentes. Violência. Saúde Pública. Saúde Coletiva.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: It is an exploratory, descriptive, qualitative and quantitative study based on the critical epidemiology, which aimed to describe the potentialities and weaknesses to consolidate the line of caring for adolescents' comprehensive care, ages ranging 10 to 14 years, victims of violence at a Sanitary District in the municipality of Curitiba, Paraná State, Brazil, reported between 2011 and 2015. Secondary data were gathered according to information from the Sistema Nacional de Notifications (National Reorting System - SINAN), available in the Health Epiodemiology Center from the municipality of Curitiba, and other data available to characterize the studied territory. It was identified in the studied period that the highest number of violence reports was due to neglect, and most frequently evidenced towards boys. The second most reported type of violence was the psychological one, with similar frequency among males and females, although there was slight growth of that type of violence among boys. Physical abuse was the third most reported type of violence, and in the studied period, there was a reduction in the reports for that type of violence in the territory. Sexual abuse was the fourth most reported violence, with girls being more abused. As for the qualitative approach, primary data were collected by means of semi-structured interviews with 23 professionals from the protection network of Bairro Novo Sanitary District. The discourses were analyzed according to the content analysis with the support of the webQDA software. Two categories and six subcategories emerged from the analysis in each dimension of the objective reality. Among them, the single dimension stood out, where the highest density of discourses was evidenced. Participants pointed out the category of weaknesses to consolidate the line of caring in order to cope with the violence against adolescents, stressing the actions, resources and instruments used in the protection network, intersector articulations and public policies to cope with the most reported abuses in the discourses, the network services, the work and trajectory of adolescents within the protection network. As final considerations, in order to consolidate the comprehensive line of caring for adolescents, victims of abuse, it is noticed that violence acknowledgement and coping depend on the definition of public policies, as well as authorities and society's commitment to do away with deficits and social inequalities, by means of granting the access to the education and health sectors, culture, sports, leisure, goods and services under the State responsibility and, ultimately, worthy life conditions. Finally, further studies are suggested in order to expand the discussion on issues related to the social determination processes of the violence phenomenon against adolescents.keyword: Adolescents. Violence. Public Health. Collective Health.pt_BR
dc.format.extent152 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAdolescentespt_BR
dc.subjectSaúde Coletivapt_BR
dc.subjectViolênciapt_BR
dc.subjectSaúde públicapt_BR
dc.subjectPoliticas publicaspt_BR
dc.titleViolências contra os adolescentes em um distrito sanitário : as potencialidades e fragilidades para efetivar a linha de cuidado na rede de proteçãopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record