Show simple item record

dc.contributor.authorSzczepanik, Ana Paula, 1982-pt_BR
dc.contributor.otherKalinke, Luciana Puchalskipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2019-01-16T11:56:40Z
dc.date.available2019-01-16T11:56:40Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58481
dc.descriptionOrientadora: Prof.ª Drª Luciana Puchalski Kalinkept_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa : Curitiba, 22/06/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.63-74pt_BR
dc.description.abstractResumo: Os objetivos desta dissertação foram descrever o impacto do transplante de célulastronco hematopoiéticas na qualidade de vida de pacientes transplantados e elaborar um vídeo com seus relatos, demonstrando as estratégias de enfrentamento da doença que possibilitaram melhorar sua qualidade de vida. Para sua estruturação procurou-se atender as recomendações do Consolidated Criteria for Reporting Qualitative Research, o que foi realizado em duas etapas: na primeira foi feita uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, com cinco participantes, de julho a agosto de 2017, em um hospital paranaense que é referência para este tipo de tratamento no Brasil. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada, autoaplicada em suas residências e em formato de vídeo, com questões sobre a vivência da terapêutica. E, em seguida, tratados com a técnica de Análise de Conteúdo. Após, foi realizada a edição para a composição de um vídeo. Os resultados demonstraram que, nesse estudo, a idade para o transplante de células-tronco hematopoiéticas dos participantes variou entre 21 e 52 anos, e houve a predominância de diagnósticos de leucemias e anemia aplásica severa. Emergiram cinco categorias: o impacto do adoecimento na descoberta da doença; as dificuldades do tratamento e alterações na qualidade de vida; a família como o primeiro suporte no enfrentamento da doença; espiritualidade e religiosidade como estratégias de enfrentamento, e a superação e o sentimento de gratidão. A presente pesquisa concluiu que os impactos na percepção da qualidade de vida se deram nos âmbitos familiar, social, emocional e físico. E as estratégias de enfrentamento que o estudo mostrou foram o amparo e o acolhimento da família, a religiosidade e a espiritualidade. Palavras-chave: Qualidade de vida. Transplante de células-tronco hematopoiéticas. Transplante de medula óssea. Neoplasias hematológicas.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The objectives of this dissertation were to describe the impact of hematopoietic stem cell transplantation on the quality of life of transplanted patients and to elaborate a video with their reports, demonstrating the overcoming strategies of the disease that enabled them to improve their quality of life. The purpose of this study was to meet the recommendations of the Consolidated Criteria for Reporting Qualitative Research, which was carried out in two stages: a qualitative, descriptive and exploratory study that was carried out with five participants from July to August 2017, in a hospital in Paraná considered a reference for this type of treatment in Brazil. The data were obtained through semi-structured interviews, self-applied in their homes and in video format, with questions about the experience of the therapy. And then selected and edited with the Content Analysis technique. Afterwards, editing was done for the composition of a video. The results showed that in the present study, the age for the transplantation of the hematopoietic stem cells of the participants ranged from 21 to 52 years old and there was a predominance of diagnoses of leukemia and severe aplastic anemia. Five categories emerged the impact of illness on the discovery of the disease; the difficulties of treatment and changes in quality of life; the family as the first support in coping with the disease; spirituality and religiosity as overcoming strategies, and the overcoming and feeling of gratitude. The present study concluded that the impacts on the perception of the quality of life occurred in the family, social, emotional and physical environments. And the coping strategies that the study showed were the shelter and shelter of the family, religiosity and spirituality. Keywords: Quality of life. Hematopoietic stem cell transplantation. Bone marrow transplant. Hematologic neoplasms.pt_BR
dc.format.extent88 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTransplante de células-tronco hematopoéticaspt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectTransplante de medula ósseapt_BR
dc.subjectNeoplasias hematológicaspt_BR
dc.subjectQualidade de vidapt_BR
dc.titleO impacto do transplante de células-tronco hematopoiéticas na qualidade de vida dos pacientespt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record