Show simple item record

dc.contributor.advisorMartins, Cesar de Castropt_BR
dc.contributor.authorCabral, Ana Caroline, 1986-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Centro de Estudos do Mar. Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicospt_BR
dc.date.accessioned2019-01-03T12:24:13Z
dc.date.available2019-01-03T12:24:13Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58426
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. César de Castro Martinspt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Centro de Estudo do Mar, Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicos. Defesa : Pontal do Paraná, 29/08/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O esgoto é uma das principais fontes histórica e crônica de poluição em ambientes aquáticos no mundo e no Brasil, devido à precariedade (ou ausência) de serviços de coleta e tratamento de águas residuárias. Investimentos na ampliação destes serviços sanitários não acompanham o crescimento e a demanda da população, o que torna fundamental a detecção deste contaminante no ambiente a fim de monitorar áreas suscetíveis a eutrofização e prevenir o contato humano com águas contaminadas. O status atual e histórico da introdução de esgoto no litoral do Paraná, especificamente nas Baías de Guaratuba e Paranaguá, foi avaliado através da determinação de indicadores químicos e microbiológicos em sedimento superficial, material particulado em suspensão (MPS) e testemunhos sedimentares. Três artigos científicos são apresentados (capítulos 2, 3 e 4). No primeiro artigo foram avaliados valores limites de coprostanol e alquilbenzeno lineares (LABs) no MPS em relação aos valores estipulados para as bactérias indicadoras fecais (BIF) Escherichia coli e enterococci, estes últimos estabelecidos na legislação do Brasil e do mundo. A partir da análise de regressão logística, foi determinada uma faixa de valores limites de coprostanol (entre 1,00 e 2,23 ?g g-1 MPS), que variou dependendo da BIF e da estação climática avaliada, sugerindo a temperatura como uma variável importante na definição de valores limites. Isso reforça a importância da calibração destes valores para diferentes condições climáticas. No segundo artigo, esteróis e LABs foram analisados no MPS e no sedimento para estabelecer a distribuição espacial da matéria orgânica biogênica e proveniente de esgoto em cada compartimento. Houve variação espacial homogênea desses marcadores no MPS, e mais restrita no sedimento, devido aos padrões hidrodinâmicos locais que podem promover homogeneização, dispersão e diluição das partículas provenientes do esgoto na coluna de água, mas com sedimentação preferencial em zonas específicas do estuário. Isto sugere que o MPS é uma boa matriz para avaliações de grande escala espacial e curta escala temporal, enquanto a avaliação sedimentar é mais indicada para definição de áreas prioritárias de introdução e deposição final de material oriundo do esgoto. As menores concentrações dos marcadores no sedimento em relação ao MPS, bem como a variação na sua composição entre ambas as matrizes foi relacionada principalmente à variação nas taxas de degradação, que são maiores na coluna da água. O objetivo do terceiro artigo foi descrever o histórico de contaminação por esgoto através da avaliação da variação vertical das concentrações de esteróis fecais e de isótopos estáveis (?13C e ?15N). Os proxies ?13C e ?15N não foram conclusivos na avaliação da contaminação por esgoto. Entretanto, as baixas concentrações de coprostanol, associado às análises de razões diagnósticas, indicaram que as regiões em que os testemunhos foram amostrados não estão contaminadas por esgoto. Dessa forma, valores de referência de esteróis fecais que podem representar um cenário ambiental não impactado, foram calculados. Com base nos resultados dos três produtos científicos, conclui-se que, no geral, as áreas estuarinas do litoral do Paraná não estão altamente contaminadas por esgoto, mas apresentam locais de maior contaminação ou suscetíveis a cenários de contaminação, especificamente nas zonas de mistura e fluvial, próximas às principais fontes de introdução de esgoto e sob condições sedimentares e hidrodinâmicas que favorecem a sedimentação dessas partículas. Palavras-chave: Esgoto 1. Bactérias indicadoras fecais 2. Coprostanol 3. Alquilbenzeno linear 4. Sistema Estuarino de Paranaguá 5.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Sewage is one of the main historical and chronic sources of pollution in Brazilian and worldwide aquatic environments, due to precariousness (or absence) on sewage collection and treatment facilities. Investments in the expansion of sanitary services do not follow the population growth and demand. Thus, sewage detection in the environment is still necessary to monitor areas susceptible to eutrophication and to prevent human contact with contaminated water. The current and historical status of the sewage input in the Paraná coast, specifically in the Guaratuba and Paranaguá bays, was evaluated using chemical and microbiological indicators in surface sediment, suspended particulate matter (SPM) and sediment cores. Three scientific articles are presented (chapters 2, 3 and 4). In the first manuscript, thresholds values of the linear alkylbenzenes (LABs) and coprostanol in SPM were evaluated in relation to the indicator values of fecal indicator bacteria (FIB) Escherichia coli and enterococci, these last ones established in the Brazilian and worldwide legislation. A range of coprostanol values (between 1.00 and 2.23 ?g g-1 SPM) was determined as thresholds values using logistic regression analysis. These values varied depending on the FIB and climatic season considered, suggesting that temperature is an important variable to establish these values. This reinforces the importance to calibrate threshold values for different climatic conditions. In the second paper, sterols and LABs were analyzed in the SPM and sediment to establish the spatial distribution of biogenic and sewage organic matter in each compartment. There was a homogeneous spatial variation of these markers in the SPM, and more restricted in the sediment, due the local hydrodynamic patterns that can promote homogenization, dispersion and dilution of the sewage particles in the water column, but with preferential sedimentation in specific areas of the estuary. It suggests that SPM is a good matrix for large-scale spatial and short-scale temporal evaluations, while sediment is more appropriate to define priority areas of input and final deposition of sewage residues. The lower concentrations of these markers in sediments, comparing to SPM, as well as the variation in their composition between both matrices was mainly related to the variation in the degradation rates, which are higher in the water column. The aim of the third paper was describe the historical sewage contamination analysing the vertical variation of the fecal sterols concentrations and the stable isotopes (?13C and ?15N). The proxies ?13C and ?15N were not conclusive to the evaluation of sewage contamination. However, the low concentrations of coprostanol, associated to diagnostic ratios analysis, indicated that the regions where the cores were collected are not under sewage contamination. Therefore, baseline values of fecal sterols that may represent a previous non-impacted environment scenario were calculated. Considering the three articles results, it is concluded that, in general, the estuarine areas of the Paraná coast are not highly contaminated by sewage, but they present sites of potential contamination or susceptible to chronic sewage impact, specifically in the mixing and fluvial zones, near the main sources of effluent input and under sedimentary and hydrodynamic conditions that favor the sedimentation of these particles. Keywords: Sewage 1. Fecal indicator bacteria 2. Coprostanol 3. Linear alkylbenzene 4. Paranaguá Estuarine System 5.pt_BR
dc.format.extent160 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEsgotospt_BR
dc.subjectEcologiapt_BR
dc.titleA introdução de esgoto na costa paranaense : uma abordagem geoquímica e microbiológicapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record