Show simple item record

dc.contributor.advisorChagas, Pedro Dolabelapt_BR
dc.contributor.authorRodrigues, Victor de Barros, 1991-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2019-05-28T17:39:56Z
dc.date.available2019-05-28T17:39:56Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/58109
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Pedro Ramos Dolabela Chagaspt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa : Curitiba, 06/08/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.85-86pt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta pesquisa visa radicar temas da história do pensamento na obra de Lourenço Mutarelli. Partindo de uma análise interpretativa dos romances O cheiro do ralo e O natimorto, pretende-se reconhecer núcleos temáticos desenvolvidos pelo autor sob a ótica de aspectos iniciados pelo Romantismo alemão do século XVIII e continuados no Existencialismo francês do século XX. A hipótese lançada é a de que questões pertinentes ao movimento romântico permanecem ativas no pensamento contemporâneo e fazem-se presentes na produção literária do autor, como plano de fundo de dilemas existenciais. Sob esta perspectiva, entende-se que O cheiro do ralo apresenta um personagem central adaptado à modernidade e corrompido por ela: objetiva-se discutir como se dá o processo de reificação e a corrupção do ser humano pela sociedade através da simbologia do mau cheiro do ralo; O natimorto, ao contrário, tem como protagonista um inadaptado à modernidade e, por isso, crítico a ela: busca-se averiguar como o mal-estar diante do mundo encaminha o personagem a isolar-se do meio social. Isaiah Berlin e Rüdiger Safranski direcionam as considerações sobre o pensamento romântico. Palavras-chave: Romantismo. Existencialismo. O cheiro do ralo. O natimorto. Lourenço Mutarelli.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This research aims to locate themes of the History of thought in Lourenço Mutarelli's work. Starting from an interpretive analysis of the novels O cheiro do ralo and O natimorto, it is intended to recognize thematic nuclei developed by the author from the point of view of aspects initiated by the German Romanticism of the XVIII century and continued into the French Existencialism of the twentieth century. The hypothesis is that issues pertaining to the romantic movement remain active in contemporary thinking and are present in the literary production of the author as the background of existential dilemmas. From this perspective, it is understood that O Cheiro do ralo presents a central character adapted to modernity and corrupted by it: it aims to discuss how the process of reification and the corruption of human being by society through the symbolism of evil scent of the drain; O natimorto, on the contrary, has as protagonist a misfit to modernity and, therefore, critical to it: it seeks to find out how the malaise towards the world directs the character to isolate himself from the social environment. Isaiah Berlin and Rüdiger Safranski direct the considerations on the romantic thought. Key-words: Romanticism. Existentialism. O cheiro do ralo. O natimorto. Lourenço Mutarelli.pt_BR
dc.format.extent86 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectRomantismopt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.subjectMutarelli, Lourenço, 1964-pt_BR
dc.subjectExistencialismopt_BR
dc.titleElementos do pensamento romântico e existencialista em "O cheiro do ralo" e "O natimorto", de Lourenço Mutarellipt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record