Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Jair dapt_BR
dc.contributor.otherAkel Sobrinho, Zaki, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Especialização em Marketing Empresarialpt_BR
dc.date.accessioned2018-10-10T21:33:48Z
dc.date.available2018-10-10T21:33:48Z
dc.date.issued2002pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/57659
dc.descriptionOrientador: Zaki Akel Sobrinhopt_BR
dc.descriptionMonografia (Especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Especialização em Marketing Empresarialpt_BR
dc.description.abstractResumo: O produto artesanal, muitas vezes desvalorizado pela população nacional, movimenta um dos setores mais importantes da economia nacional, pois estima-se que 8.5 milhões de pessoas trabalham manualmente e dependem do artesanato para obter a sua principal fonte de renda. No Brasil o mercado de artesanato produz e comercializa o equivalente a R$ 28 bilhões por ano, representando 2,8% do PIB nacional e de acordo com pesquisa da Organização Mundial de Turismo, enquanto a indústria automobilística brasileira precisa de R$ 170 mil para gerar um emprego, com apenas R$ 50 garante-se matéria-prima e trabalho para um artesão. Baseado nestas informações, na dificuldade de comercialização destes produtos, na falta de investimento no setor, no trabalho de sol a sol desenvolvido por esses profissionais e principalmente na falta de qualificação profissional nesta área é que apresentamos neste trabalho um estudo sistemático da viabilidade de se implantar na praça de Curitiba uma loja de miçangas para comercialização e venda destes produtos, oferecendo aos profissionais desta área um novo conceito de loja e atendimento com serviços diferenciados que atenda não somente a clientela já especializada, mas também a expectativa de outras pessoas que almejam buscar no artesanato novas alternativas de emprego e renda. Dentro deste contexto o estudo tem o objetivo de apresentar um modelo de loja que busque lucratividade para a sua sobrevivência, mas também tem a responsabilidade social de buscar alternativas para a melhoria, crescimento e fortalecimento dos potenciais clientes que já atuam no segmento e para aqueles que queiram ingressar na atividade como fonte geradora de ocupação e renda, num esforço de dar tratamento empresarial para o setor. Visa também reconhecer a importância econômica e cultural deste mercado e principalmente valorizar a identidade dos artesãospt_BR
dc.format.extent65 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEmpresas novas - Artesanato - Equipamento e acessoriospt_BR
dc.subjectComércio varejistapt_BR
dc.titleVarejo : implantação de uma loja de miçangas na praça de Curitibapt_BR
dc.typeMonografia Especializaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record