Show simple item record

dc.contributor.authorAlves, Wanderlei Borgespt_BR
dc.contributor.otherPacheco, Vicentept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Contabilidadept_BR
dc.date.accessioned2018-07-19T18:33:10Z
dc.date.available2018-07-19T18:33:10Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/56620
dc.descriptionOrientador: Vicente Pachecopt_BR
dc.descriptionMonografia (Especializaçao) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Especialização em Contabilidade e Finançaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Essa monografia tem como objetivo mostrar como os Fundos de Pensões tem um papel muito importante para as empresas e seus funcionários. O enorme poderio financeiro adquirido por estes Fundos no mercado internacional se repousa basicamente em dois mecanismos: o primeiro é o recolhimento, baseado em contribuições definidas e recolhidas sobre os rendimentos de seus associados. Porém, só a contribuição é definida, o benefício futuro é incerto e depende da administração "profissional" da carteira de títulos em poder dos fundos. Em outras palavras todo mundo sabe o quanto irá pagar, mas nunca sabe o quanto receberá ao se aposentar. O segundo mecanismo é uma combinação articulada da distribuição desigual da renda com a diminuição do imposto sobre os rendimentos de capital e sobre altas rendas, resultando em um crescimento explosivo da dívida pública dos países em geral. A distribuição desigual da renda acirra quando os· governos tributam cada vez menos o capital especulativo e as altas rendas em detrimento de uma pesada tributação sobre o setor produtivo e os salários. A distribuição desigual da renda transfere automaticamente uma poupança que é transformada em créditos sobre receitas futuras dos estados (títulos públicos) ou em ações de empresas (títulos privados) que são promessas de realização futura de lucros. Quando as taxas de juros são superiores as taxas de crescimento dos países o crescimento da dívida pública se potencializa e ocorre uma brutal transferência de recursos do setor produtivo para o setor financeiro. Desta forma a dívida pública cresce exponencialmente juntamente com seu serviço Ouros), cresce o déficit público dos países e cada vez mais parcelas do orçamento destinadas antes ao social são desviadas para pagar o crescente serviço da dívida. Os lucros das instituições financeiras nunca foram tão altos e os tributos incidentes sobre elas nunca tão pequenos. E neste caso quem apostar em fundos de pensão vislumbrando alguma aposentadoria pode ficar sem nada no futuro. Com certeza este é o motivo para que as contribuições sejam definidas e benefícios indefinidospt_BR
dc.format.extent101 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectFundos de pensãopt_BR
dc.titleFundos de pensao de previdenciapt_BR
dc.typeMonografia Especializaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record