Show simple item record

dc.contributor.advisorCherobim, Ana Paula Mussi Szabo, 1964-pt_BR
dc.contributor.authorFreitas, Joel dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Especialização em Gestão de Negóciospt_BR
dc.date.accessioned2018-07-17T19:18:10Z
dc.date.available2018-07-17T19:18:10Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/56592
dc.descriptionOrientador: Ana Paula Mussi S. Cherobimpt_BR
dc.descriptionMonografia (Especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Especialização em Gestão de Negóciospt_BR
dc.description.abstractResumo: Essa monografia tem como objetivo mostrar dois fluxos da logística de suprimentos de uma grande montadora de veículos, o caso para exemplificar é o da fábrica da VW-Audi no Estado do Paraná. O fluxo de materiais no BUC é à parte da logística de suprimentos responsável pelo manuseio, transporte e estocagem de peças acabadas, motores, chapas de aço para a produção de um carro. O fluxo de informação são todas aquelas informações que se propagam entre os todos os setores da fábrica, fornecedores, transportadoras, outras unidades da indústria. Estas informações originam-se desde a venda do veículo, quando se origina a especificações do automóvel que quando entram seus pedidos na Produção geram a necessidade de pedir o suprimento certo para cada veículo, está necessidade é levada como informação até os funcionários responsáveis em manter a disposição os suprimentos, estes são os Analistas de Controle e Acompanhamento de Peças que são responsáveis pelos pedidos de suprimentos e acompanham estes desde a necessidade solicitada pela produção aos pedidos aos fornecedores locais, nacionais, estrangeiros, outras fábricas de VW ou de fabricas da Audi conforme o tipo e a origem do suprimento. Assim, o fluxo de materiais possui diversas condições que o Analista de Controle tem que operar utilizando-se de conhecimento originado pelo fluxo de informações, para tanto, ele necessita de instrumentos para gerir estas informações para que possa ocorrer um encadeamento entre todos os envolvidos no processo. Ou seja, os Analistas de Controle utilizam-se de sistemas informatizados que estão interligados aos fornecedores, transportadoras, agentes alfandegários. Por estes sistemas é que são feitos os pedidos de suprimentos, controlados a data de remessa, a data de entrada de certa peça no container, a data de chegada ao porto no caso da importação. Ou no caso de suprimentos nacionais, o controlar funcionamento da entrega de peças por entrega coletiva, Just-In-Time, Milk-Run, entrega direta. Todas as funções de um Analista de Controle têm como objetivo estabelecer a plenitude do processo logístico de suprir a fábrica sem falhas para que não ocorra impedimento ou atraso na produção do veículo automotorpt_BR
dc.format.extent65 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectLogística empresarialpt_BR
dc.titleA logística de suprimentos do Business Unit de Curitiba Volkswagen-Audipt_BR
dc.typeMonografia Especializaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record