Show simple item record

dc.contributor.advisorGobbi, Eduardo Felgapt_BR
dc.contributor.authorFerreira, Acácio José Nascimentopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.date.accessioned2021-05-19T19:28:58Z
dc.date.available2021-05-19T19:28:58Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/56435
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Eduardo Felga Gobbipt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : A falta de acesso à água em grande parte do Semiárido Brasileiro é uma questão complexa, pois envolve inúmeros fatores, em um primeiro momento, pode-se pensar que somente questões climáticas são as responsáveis por esse problema, mas como este trabalho faz questão de ressaltar, existem inúmeros outros fatores intrínsecos. Dessa forma, o presente trabalho buscou verificar como a implantação de cisternas do tipo: placas, enxurrada e calçadão, enquanto tecnologias sociais de captação e manejo de água, que vêm sendo implantadas nas diversas regiões dentro do Semiá-rido Brasileiro, vem revertendo os cenários de total falta de água, inclusive para con-sumo básico, vivido por milhares de pessoas, especialmente nas zonas rurais dos municípios. Por meio dos estudos bibliográficos feitos foi possível perceber a lógica de funcionamento desses sistemas simples, porém bastante eficientes, contribuindo para que a população rural tenha acesso a água tanto para usos domésticos como para usos agrícolas e produtivos em pequena escala, aliado a uma pesquisa de campo com aplicação de questionários em algumas comunidades rurais da microrregião do Sertão de Crateús, região específica da pesquisa e permitiu a obtenção de alguns resultados, como a qualidade da água consumida pelas famílias anteriormente à cons-trução da cisterna, em que 16% das famílias entrevistadas apontaram que essa água era de má qualidade, 56% a consideravam razoável e 20% a consideravam em estado ideal, esse foi apenas um dos indicadores construídos, que possibilitou o alcance dos objetivos da pesquisa. Palavras – chave: Falta de acesso à água. Semiárido Brasileiro. Tecnologias Sociais.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (39 p.) : il., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectÁguas pluviaispt_BR
dc.subjectCisternaspt_BR
dc.subjectÁgua - Captaçãopt_BR
dc.titleTecnologias sociais de captação e manejo de água de chuva no semiárido brasileiro : cisternas de placas, enxurrada e calçadãopt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record